Arquivo da categoria: Santos Futebol Clube

EXPOSIÇÃO “O MUNDO PINTADO EM PRETO E BRANCO”

A exposição “O mundo pintado em preto e branco” tem como tema o centenário do Santos Futebol Clube, com apresentação de quadros do artista Danilo Gabriel Canada, ex-aluno do ensino fundamental e médio do colégio Santa Cecília.

Dentre as pinturas, estarão presentes as imagens do histórico gol de número mil do Pelé; a sua despedida do Santos Futebol Clube; a eterna “pedalada” de Robinho na final do campeonato brasileiro de 2002; Neymar fazendo o gol na final da Copa Libertadores de 2011. Haverá também  pinturas de ídolos do passado e do presente.

Exposicao o Mundo Pintado em Preto e Branco - Blog DNA Santastico

Obra de Danilo Canada

Serviço:
De 19 de fevereiro (terça-feira) à partir das 19:30hs até  8 de março (sexta-feira).
Local: Espaço Cultural da Universidade Santa Cecília (Unisanta), na Rua Oswaldo Cruz, 277.

Fonte: Portal Unisanta

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS | 9º CAPÍTULO |

O Blog DNA Santástico orgulhosamente apresenta o 9º capítulo de “SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS”, de autoria do torcedor santista Roberto Dias Alvares, cuja obra conta a história do glorioso alvinegro praiano na forma de versos em aproximadamente 700 estrofes no sistema de quadras, onde o primeiro verso rima com o terceiro e o segundo rima com o quarto.

Neste capítulo a obra abrangerá o ano de 1968, apreciem:

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS
| 9º capítulo |

1968

O jogador Kaneko inventou
lindo chapéu que encanta e humilha.
Por cima do zagueiro a bola passou.
Era a famosa carretilha.

Este lance foi complementado,
com um toque de letra de Toninho.
Com certeza um jogo pra ser saboreado,
como se fosse um bom vinho.

Colômbia, Chato Velásquez, o juiz,
resolveu ao Rei Pelé expulsar.
A torcida não aceitou esta decisão infeliz.
Começou no gramado, objetos atirar.

Atendendo a pedidos, Pelé foi chamado;
para que a violência não tivesse impulso.
O rei do futebol voltou ao gramado.
E o árbitro é que foi expulso.

Disputa da Recopa Sul-americana,
pelo Santos também foi conquistada.
Recopa Mundial, de forma soberana.
O ápice de uma equipe consagrada.

Recopa Sul-americana, Racing e Peñarol,
caíram diante do grande Santos.
O maior time que jogou futebol,
levando alegria aos quatro cantos.

Partidas de ida e volta disputadas
entre os campeões do continente.
Três vitórias foram conquistadas,
levando o titulo facilmente.

O Torneio Roberto Gomes Pedrosa,
Campeonato Brasileiro daquele ano.
Na final uma partida assombrosa.
Vitória do alvinegro praiano.

De nove a dois ganhou do Bahia.
Dois a zero no Cruzeiro de Tostão.
Batendo os adversários, o Santos seguia,
para do Brasil ser o campeão.

Foi três a zero no jogo final,
O Santos venceu a Academia.
Um confronto sensacional
definiu o campeão naquele dia.

Sem ângulo Edu chutou para marcar.
Com lindo chute Edu faz o segundo.
Toninho Guerreiro fechou o placar.
Outra conquista do maior do mundo.

Torneio Roberto Gomes Pedrosa
era o campeonato brasileiro.
E o Santos, equipe maravilhosa,
De novo conseguiu ser o primeiro.

Após campanha brilhante, quadrangular.
Venceu Vasco, Palmeiras e Internacional.
Mais uma taça de campeão foi levantar.
Sagrou-se seis vezes campeão nacional.

Santos 1968 - Blog DNA Santastico

Neste ano o tabu corintiano,
foi por eles finalmente quebrado.
No jogo seguinte pelo alvinegro praiano
outro tabu foi novamente começado.

No returno, devolveu
o placar que tinha sofrido.
Dois a zero, o Santos venceu.
O rival, mais uma tinha perdido.

Octogonal do Chile, Nicolau Moran.
Torneio Paul Revere e da Amazônia.
Em campos de terra ou no Maracanã,
nos rivais o Santos causava insônia.

Em Buenos Aires, Pentagonal.
Enfrentou uma a uma, cada equipe.
Venceu a todas de forma magistral.
O Santos não perdia o pique.

Rainha da Inglaterra no País,
no Maracanã jogo de Seleções.
No estádio uma torcida feliz,
partida repleta de emoções.

Pelé e Gerson, principais estrelas.
Seleção Carioca contra Paulista.
A Rainha da Inglaterra queria vê-las,
principalmente o craque santista.

A seleção Paulista venceu.
Um dos gols por Pelé marcado.
Ao final, da soberana, Pelé recebeu
o troféu que por ele foi conquistado.

 No amistoso Seleção Carioca 1 x 3 Seleção Paulista, no Maracanã, o Rei Pelé, autor de um gol dos paulistas, recebe uma coroa de Elizabeth II, Rainha da Inglaterra.

No amistoso Seleção Carioca 1 x 3 Seleção Paulista, no Maracanã, o Rei Pelé, autor de um gol dos paulistas, recebeu o troféu das mãos de Elizabeth II, Rainha da Inglaterra.

Autor: Roberto Dias Alvares

O Blog DNA Santástico na figura de seu mantenedor, Edmar Junior, reitera agradecimento ao amigo Roberto Dias Alvares pela confiança, parabeniza pela iniciativa e pela belíssima obra que homenageia e exalta o glorioso Santos Futebol Clube.

Em breve o 10º capítulo de Santos FC – Uma história contada em versos será publicada aqui, não percam!

Leia também:
Santos FC – Uma história contada em versos – 1º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 2º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 3º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 4º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 5º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 6º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 7º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 8º capítulo

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

COLEGAS, O FILME – #VEMSEANPENN

Colegas é uma divertida comédia que aborda de forma inocente e poética coisas simples da vida através do olhar de três jovens com síndrome de Down apaixonados por cinema.

Colegas - Blog DNA SantasticoUm dia, inspirados pelo filme Thelma & Louise, eles resolvem fugir no Karmann-Ghia do jardineiro (Lima Duarte) em busca de seus sonhos: Stalone quer ver o mar, Marcio quer voar e Aninha busca um marido pra se casar. Eles partem do interior de São Paulo rumo à Buenos Aires. Nessa viagem, enquanto experimentam o sabor da liberdade, envolvem-se em inúmeras aventuras e confusões como se a vida não passasse de uma eterna brincadeira.

TRAILER

#VemSeanPenn

Ariel Goldenberg, um dos atores do filme, deseja  que o Sean Penn, seu ator favorito, venha para a estreia do filme Colegas no dia 1 de março nos cinemas.

Ariel Goldenberg

Ariel Goldenberg

Para que o sonho de Ariel se torne realidade foi lançada em 06/02 a campanha #VemSeanPenn, que já está fazendo enorme sucesso nas redes sociais, graças ao espontâneo engajamento coletivo, do qual o glorioso Santos Futebol Clube também esta fazendo parte:

Muito bacana, o Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, parabeniza o Santos Futebol Clube pelo engajamento na campanha e deseja que Ariel consiga realizar seu sonho!

Saiba mais em: http://blogcolegasofilme.com/

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

HÁ 54 ANOS O SANTOS FC CONQUISTAVA O PENTAGONAL DO MÉXICO

No dia 15/02/1959, o Santos FC vencia o Pentagonal do México ao vencer na Cidade do México a equipe do América local, pelo placar de 5 a 0, com gols de Pelé (2), Pagão, Pepe e Dorval. A equipe formou com: Manga (Laércio); Getúlio, Hélvio e Dalmo (Feijó); Ramiro (Fioti) e Zito; Dorval, Álvaro (Afonsinho), Pagão (Coutinho), Pelé  e Pepe. O técnico era Luiz Alonso, o Lula.

Pelé

Pelé

Nesse pentagonal, o Peixe jogou quatro partidas, venceu quatro e perdeu uma partida, marcando 14 gols e sofrendo seis. Os artilheiros foram: Pelé e Pepe (05), Pagão (03) e Dorval, com um gol.

O Alvinegro da Vila Belmiro venceu no torneio além da equipe do América, as equipes do Chivas Guadalajara (4 a 2) e o Leon (2 a 0), perdendo para a equipe do Uda Duklas Praga, da Checoslováquia (4 a 3).

Rei Pelé, só alegria no Pentagonal do México

Rei Pelé, só alegria no Pentagonal do México

Curiosidade

Este giro internacional marcou a primeira apresentação da equipe santista na América do Norte. Jogando no México, o Peixe até hoje disputou 37 partidas com 14 vitórias, 13 empates e 10 derrotas, marcando 73 e sofrendo 57 gols. Ao todo, na América do Norte o time disputou 102 partidas, venceu 62, empatou 22 e perdeu 28, marcando 286 e sofrendo 142 gols.

Fonte: Santos Futebol Clube

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O LANÇAMENTO DO ALMANAQUE DO SANTOS FC EM SÃO PAULO

Os torcedores do Santos que moram em São Paulo terão a oportunidade de ver ídolos do Peixe como Edu, Clodoaldo e Edinho, que participarão de uma noite de autógrafos do Almanaque do Santos FC com o autor do livro, Guilherme Nascimento. O evento acontece no dia 18 de fevereiro, às 19 horas, na Fnac – Loja Paulista.

Edinho, Edu, Guilherme Nascimento, Edmar Junior, Edu Dracena e Clodoaldo durante lançamento do Almanaque em Santos, agora será a vez da cidade de São Paulo

Edinho, Edu, Guilherme Nascimento, Edmar Junior, Edu Dracena e Clodoaldo durante lançamento do Almanaque do  SFC em Santos, agora será a vez da cidade de São Paulo

O professor Guilherme Nascimento levou 42 anos para reunir as informações de todos os jogos disputados pelo Santos de 1912 a 2012 e descobriu que o clube fez mais jogos e marcou mais gols do que constavam em sua história oficial.

Mais recente lançamento da Magma Editora, o Almanaque do Santos Futebol Clube traz informações completas sobre 5.600 partidas do Alvinegro Praiano em seus 100 anos de história: data e local do jogos, escalação das duas equipes, arbitragem, público e renda, minutos dos gols, cartões, além de curiosidades e comentários sobre as partidas e suas competições.

O livro é resultado de pesquisas iniciadas por Guilherme Nascimento na década de 70. Desde o milésimo gol de Pelé o pesquisador passou a fazer anotações e colecionar jornais, revistas e livros sobre os confrontos do Santos. Na última etapa do seu minucioso trabalho, Guilherme Nascimento passou sete anos organizando o material e buscando novas informações.

A relevância da obra, que descobriu novos jogos e mais 20 gols na riquíssima história do Santos, despertou o interesse da Magma Editora, que tem se especializado em produzir livros de alta qualidade que preservam a história dos grandes clubes brasileiros.

Convite Lancamento Almanaque do Santos FC em Sao Paulo - Blog DNA Santastico

Sobre o livro
Título: Almanaque do Santos FC
Autor: Guilherme Nascimento
Editora: Magma Cultural
ISBN.: 9788598230344
Formato: 21x27cm
Edição: 1 / 2013
Idioma: Português
Número de páginas: 392
Preço de capa: R$ 99,00

2013 - Almanaque Santos FC (2)

Sobre a Editora Magma Cultural

A Magma Cultural é especializada na produção de livros de arte sobre arquitetura, design, fotografia, esportes e história. A editora se propõe a explorar as riquezas da arte e da cultura brasileiras, utilizando a brasilidade como principal essência e empregando sofisticação na linguagem dos projetos e produtos, criando propriedades com valores conceituais e patrimoniais. Em 2012, a Magma lançou o livro Santos FC – 100 Anos de Futebol Arte, que homenageia o centenário do clube praiano. A obra esgotou na livraria em apenas sete dias.

Fundada em 2003, a editora já publicou diversas obras premiadas por sua estética e design. Em 2008, o livro As Moedas Contam a História do Brasil conquistou o primeiro lugar do Jabuti, premiação de maior prestígio no setor editorial, na categoria Projeto Gráfico. O mesmo livro levou o terceiro lugar na categoria Capa, enquanto Johnny – Eles Falam da Alma e Marc Ferrez – Santos Panorâmico ficaram entre os 10 melhores nas categorias Fotografia e Projeto Gráfico, respectivamente. Em 2009, foi a vez de 60 Artistas e Arquitetos ficar entre os 10 melhores na categoria Projeto Gráfico. Em 2006 e 2007, Príncipe de Astúrias – O Mistério das Profundezas e De Santos a Jundiaí – Nos Trilhos do Café com a São Paulo Railway ficaram entre os 10 melhores na categoria Capa.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Editora Magma Cultural

Clique na imagem e saiba como foi o lançamento do Almanaque do Santos FC na Vila Belmiro:

Lancamento Almanaque Santos FC - Blog DNA Santastico  -  010-tile

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

RIO-SÃO PAULO DE 1997, ENFIM O GRITO DE CAMPEÃO!

Em 06 de fevereiro de 1997 eu era apenas mais um “Menino da Fila” ávido por soltar o grito de campeão que há muito tempo estava preso na garganta.

De lá para cá, 16 anos se passaram, hoje as lembranças daquele dia ainda estão vivas na minha memória, pois são lembranças do Santos Futebol Clube conquistando o Torneio Rio-São Paulo, o primeiro título que realmente vi, vibrei e enfim soltei o grito de CAMPEÃO, foi emocionante e inesquecível! 

Naquele dia o Santos empatou em 2 a 2 com a equipe do Flamengo, em pleno Maracanã, com gols de Anderson Lima e Juari que saiu do banco de reservas para fazer o gol do título.

Santos CAMPEAO Rio-Sao Paulo 1997 - Blog DNA Santastico

Veja como foi a conquista no vídeo editado pelo santista Kiske do Acervo Digital:

O Santos formou com Zetti; Anderson Lima (Baiano), Sandro, Ronaldão e Rogério Seves (Juari); Marcos Assunção, Vágner, Alexandre (Caíco) e Piá; Macedo e Alessandro. O técnico era Vanderlei Luxemburgo.

Zetti e Edmar Jr - Blog DNA Santastico

Ex-goleiro Zetti, um dos campeões de 1997.

Na competição, os artilheiros do Peixe foram Alessandro (3), Macedo (2), Carlinhos, Vagner, Baiano, Robert, Marcos Assunção, Anderson Lima e Juari, todos com um gol cada. O time praiano jogou seis partidas, venceu duas, empatou três e perdeu uma, marcando 12 gols e sofrendo 10.

O time da Vila Belmiro conquistou o Torneio Rio-São Paulo, que também era chamado de Torneio Roberto Gomes Pedrosa, em cinco oportunidades, nos anos de 1959, 1963, 1964, 1966 e 1997. Na última conquista do torneio, o que mais chamou a atenção dos torcedores santistas foi que, durante algumas partidas, os calções usados pelo Peixe eram pretos com várias estrelas brancas.

MemoSFC - Blog DNA Santástico (35)

Na foto estou segurando um exemplar do famoso calção estrelado, propriedade do amigo Marcelo Unti.

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

GANSO AO TUCUPI NO CALDEIRÃO DA VILA

Domingo (03/02) estive na Vila Belmiro para acompanhar o clássico Santos x São Paulo, partida válida pelo Paulistão 2013 e que marcou o reencontro de Paulo Henrique Ganso com a torcida do Santos Futebol Clube.

Antes do jogo, junto com alguns amigos, dei uma passada na famosa padaria A Santista, lá como não podia ser diferente encontrei com o sempre alegre e anfitrião Carlinhos.

Na famosa padaria A Santista

Na famosa padaria A Santista

Toninho Silva, ex-jogador do Santos Futebol Clube também estava na padaria:

Edmar Junior e Toninho Silva

Edmar Junior e Toninho Silva

Pelé e Toninho Silva

Pelé e Toninho Silva

E lá na padaria também tive a honra de encontrar o Sr. Vitor Moran, jornalista que trabalhou em todas as principais emissoras de rádio de Santos, considerado um dos jornalistas de melhor memória da história da crônica esportiva brasileira, Santista doente e apontado como o homem que mais viu Pelé jogar.

Edmar Junior e Vitor Moran

Edmar Junior e Vitor Moran

Vitor Moran, nos áureos tempos, entrevistando Pelé.

Vitor Moran, nos áureos tempos, entrevistando Pelé.

Depois, já na Vila Belmiro, encontrei o Dodôzinho, craque que já brilha nas categorias de base do Santos Futebol Clube e o eterno ídolo Lima.

Dodôzinho, Edmar Junior e Lima

Dodôzinho, Edmar Junior e Lima

Após curtir o clima nos arredores da Vila e ajudar na execução de uma ação promocional do Portal Santista Roxo, enfim adentrei ao estádio.

GANSO E A FÚRIA DA TORCIDA SANTISTA

Quando Ganso ainda estava no Santos Futebol Clube o Presidente Luis Alvaro encomendou à sua cozinheira paraense um pato no tucupi (prato típico do Estado do Pará, onde Ganso nasceu)  para um esperado jantar com Ganso em sua casa, onde seria tratado um plano de carreira para o jogador, de lá para cá muita coisa aconteceu e Ganso acabou indo para o São Paulo Futebol Clube, decisão entendida pela nação santista como um ato de pura ingratidão por parte do jogador.

No reencontro entre Ganso e a torcida do Santos Futebol Clube, como já era esperado o jogador foi hostilizado desde o momento que pisou no sagrado gramado da Vila, passando pelo momento em que foi substituído após fraca atuação pelo técnico Ney Franco até o momento em que foi embora.

Eu já estive muitas vezes na Vila Belmiro, nunca tinha visto um jogador receber tantas vaias e intensos xingamentos como Ganso recebeu, infelizmente foi o que ele plantou, agora esta apenas colhendo os resultados de sua conduta.

Veja nas imagens captadas pelo santista Rachid Bourdoukan, para sua Santosfc.TV, como estava pesado o clima na Vila Belmiro para Paulo Henrique Ganso, o caldeirão ferveu para ave ingrata:

A hostilidade e desprezo ao Ganso foi marcante ao ponto de nem criança aliviar para o jogador, o garoto Gustavo Henrique Diniz Mathias, de 12 anos, fez a alegria de muitos santistas no domingo. Como mascote mirim esteve no gramado da Vila Belmiro, pouco antes do clássico contra o São Paulo,  fingiu que iria cumprimentar o meia Ganso e saiu correndo, deixando o jogador ‘no vácuo’.

Ganso Desprezado - Blog DNA Santástico

– Ele era ídolo, já tirei foto com ele, mas a atitude que ele tomou quando saiu do Santos me deixou triste, fiquei um pouco com raiva e pensei em brincar. Saí correndo e fiz aquilo, passou na hora pela minha cabeça – contou Gustavo.

Em suma, como inimigo, Ganso conheceu neste domingo a força da Vila Belmiro!

||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||

Já no jogo, Neymar & Cia não deram muita chance ao time do Morumbi e conquistaram mais uma bela vitória para o Santos Futebol Clube que continua invicto na competição.

Santos 3 x 1 SPFC - 04022013 - Blog DNA Santastico (33)

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/Hora: 3/2/2012 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)

Renda/Público: R$ 383.960 / 14.283 presentes

Cartões Amarelos: Renê Júnior (SAN); Denilson e Cañete (SÃO)

GOLS: Miralles, aos 38′/1ºT (1-0); Neymar, aos 3′/2ºT (2-0); Jadson, aos 19′/2ºT (2-1) e Miralles, aos 24′/2ºT (3-1)

SANTOS: Rafael, Bruno Peres, Neto, Durval e Guilherme Santos; Arouca (Felipe Anderson, 41′/2ºT), Renê Júnior, Cícero e Montillo; Miralles e Neymar. Técnico: Muricy Ramalho.

SÃO PAULO: Denis, Paulo Miranda (Douglas, 10′/2ºT), Lúcio, Rhodolfo e Cortez; Wellington (Cañete, 10′/2ºT) e Denilson; Jadson, Ganso (Aloísio, 32′/2ºT) e Osvaldo; Luis Fabiano. Técnico:Ney Franco.

||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||

Foi mais um dia daqueles inesquecíveis, eu e meus amigos (as), assim como toda a nação santista, comemoramos muito esta grande vitória do glorioso Santos Futebol Clube.

Edmar Junior e amigos (as). O que o Santos une, nada pode separar!  #SóAlegria

Edmar Junior e amigos (as). O que o Santos une, nada pode separar! #SóAlegria

Edmar Junior e amigos (as). O que o Santos une, nada pode separar!  #CelebrandoMaisUmaVitória

Edmar Junior e amigos (as). O que o Santos une, nada pode separar! #CelebrandoMaisUmaVitória

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS | 8º CAPÍTULO |

O Blog DNA Santástico orgulhosamente apresenta o 8º capítulo de “SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS”, de autoria do torcedor santista Roberto Dias Alvares, cuja obra conta a história do glorioso alvinegro praiano na forma de versos em aproximadamente 700 estrofes no sistema de quadras, onde o primeiro verso rima com o terceiro e o segundo rima com o quarto.

Neste capítulo a obra abrangerá os anos de 1966 e 1967, apreciem:

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS
| 8º capítulo |

1966

Troféu Humberto Nunes Borbia e do Peru.
Mais duas taças voltavam no avião.
Santos desfilou seu futebol de norte a sul.
Futebol bonito também podia ser campeão.

Venceu o Rio-São Paulo em sessenta e seis.
Na Copa, Brasil por Portugal foi derrotado.
Mas um mês depois chegou à vez,
do futebol brasileiro ser vingado.

No Torneio de Nova York, o Benfica,
base da seleção portuguesa.
Viu-se derrotado, e isso se explica:
foi o Santos de Pelé com certeza.

O Torneio de Nova York disputado,
seis meses após o mundial.
Santos e Benfica reeditaram no gramado
o duelo entre Brasil e Portugal.

Na Copa do Mundo, Portugal
eliminou a Seleção Brasileira.
Eusébio e Colunas, um time sem igual.
Tinham no Benfica a base verdadeira.

O craque do Benfica Eusébio e o Rei Pelé

O craque do Benfica Eusébio e o Rei Pelé

Começo de jogo, Toninho Guerreiro
dribla o marcador e chuta cruzado.
Edu marca em sem-pulo certeiro.
O time do Santos estava inspirado.

Pelé e Edu em linda tabela.
O ponta esquerda toca sutil.
A torcida pergunta-se:
que jogada foi aquela?
Foi talento Made in Brazil.

Pelé domina o cruzamento.
Dá um chapéu no adversário português.
Dribla outro em rápido movimento.
Chuta para marcar mais uma vez.

Com dribles variados no repertório
Pelé deixa o Benfica confuso.
O Santos é superior, isso é notório.
Deixando atônito o time luso.

Quatro a zero, Santos venceu a partida.
O Benfica de Eusébio foi derrotado.
O Santos jogou com alma, com a vida,
Assim chegou a este resultado.

Santos 4 x 0 Benfica - NYC 1966 - Blog DNA Santastico

Após o quatro a zero no time encarnado,
Um a zero no AEK de Athenas então.
O Santos saiu de Nova York ovacionado.
Saudado como o grande campeão.

Disputou torneio com a Inter de Milão
Quatro a um, com um gol de Pelé.
Santos, novamente campeão.
Mostrando o belo futebol como é.

1967

Dentre os torneios amistosos,
Rubens Ulhoa Citra e da Guanabara.
Acrescentando troféus valiosos.
De ganhar títulos o Santos não para.

No Triangular de Florença,
A Fiorentina e a Roma enfrentou.
E o Santos com categoria imensa,
mais este torneio conquistou.

No Congo, troféu comemorativo,
o Santos venceu a Seleção local.
Presença de Pelé, momento festivo.
Houve no país euforia sem igual.

O São Paulo na pele sentiu
a força do temível Santos.
Com um futebol nota mil.
Pelé barbarizava em todos os cantos.

Pelé mata no peito a bola alçada.
A seus pés caem dois beques com uma finta.
Chuta no canto completando a jogada.
Mais uma obra de arte, no gramado pinta.

A partir deste ano, a máquina santista,
troca às peças mantendo a qualidade.
A hegemonia desta equipe jamais vista.
Transformando o futebol em felicidade.

Santos 1967 - Blog DNA Santastico

Cláudio depois Cejas defendendo o gol.
Representavam segurança debaixo da baliza.
Goleiros excepcionais que o Santos revelou.
Honrando esta gloriosa camisa.

Laércio Milani, grande arqueiro.
Jamais será esquecido.
Sempre lutou como um guerreiro,
aplaudido vencendo ou quando vencido.

Joel Camargo, chamado de açucareiro.
Elegante, jogava com as mãos na cintura.
Habilidade e talento juntos neste zagueiro.
Que demonstrou raça e técnica pura.

Ramos Delgado, zagueiro duro, mas leal.
A raça argentina no gramado.
Em campo não fugia do pau.
Honrou com galhardia o manto sagrado.

Ramos Delgado

Ramos Delgado

Djalma Dias, um grande zagueiro.
Jogava de maneira refinada.
Tinha um bote certeiro.
Por ele não passava nada.

Djalma Dias

Djalma Dias

Carlos Alberto Torres, o capitão.
Jogando na zaga ou na lateral direita.
Um líder no Santos ou na Seleção.
Demonstrava garra e técnica perfeita.

Rildo foi um bom lateral.
Foi no clube muito competente
Fez parte deste time sem igual.
Deixando seu torcedor contente.

Clodoaldo Tavares Santana, o Corró,
fantástico médio volante.
Inteligência e habilidade como ele só.
Em campo talentoso e vibrante.

O centroavante Toninho Guerreiro,
Era um jogador raçudo e goleador.
A grande área era seu terreiro.
No Santos foi um grande vencedor.

Jonas Eduardo Américo, o Edu.
Ponta habilidoso, rápido e driblador.
Ajudou o Santos a vencer, de norte a sul.
Transformou em vitórias, cada gota de suor.

O ponta esquerda Abel,
Sucedeu Pepe com maestria.
Fez com habilidade seu papel.
Jogava sempre com prazer e alegria.

Abel

Abel

Na ponta direita jogava
o grande Manoel Maria.
Com habilidade driblava,
fazendo do torcedor a alegria.

Zé Carlos, Vicente, Wilson, Brecha e Turcão,
Buglê, Douglas, Negreiros, Jair da Costa, Orlando,
também fizeram parte deste esquadrão.
De muitos campeonatos saíram ganhando.

Brecha

Brecha

 Edu avança e corta o adversário.
Passe para Pelé, que sem na bola tocar,
aplica no beque drible além do imaginário.
Chute forte no canto para marcar.

 Ano de conquistas internacionais.
O campeonato Paulista não foi esquecido.
O Santos era manchete nos jornais,
admirado até pelo adversário vencido.

Autor: Roberto Dias Alvares

O Blog DNA Santástico na figura de seu mantenedor, Edmar Junior, reitera agradecimento ao amigo Roberto Dias Alvares pela confiança, parabeniza pela iniciativa e pela belíssima obra que homenageia e exalta o glorioso Santos Futebol Clube.

Em breve o 9º capítulo de Santos FC – Uma história contada em versos será publicada aqui, não percam!

Leia também:
Santos FC – Uma história contada em versos – 1º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 2º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 3º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 4º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 5º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 6º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 7º capítulo

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

CONVITE: LANÇAMENTO DO ALMANAQUE DO SANTOS FC EM SÃO PAULO

Há tempos, santistas e amantes do futebol pedem o lançamento do Almanaque do Santos FC. Se outros clubes, já tinham os seus, por que o querido Alvinegro Praiano, de façanhas inesgotáveis, ainda não possuía um livro que apresentasse os detalhes de seus duelos ao longo da história?

Convite Lancamento Almanaque do Santos FC em Sao Paulo - Blog DNA Santastico

Este Almanaque traduz a grandeza do Santos FC em números, dados e estatísticas. São apresentadas mais de 5.600 fichas técnicas com informações completas de todas as partidas disputadas pelo clube em mais de 100 anos de história: quem jogou, quem fez gol, quando e onde foi realizada a partida, assim como observações e curiosidades feitas pelo pesquisador e autor Prof. Guilherme Nascimento.

Edmar Junior e o Prof. Guilherme Nascimento

Edmar Junior e o Prof. Guilherme Nascimento durante o lançamento do Almanaque na Vila Belmiro

Além de ser um livro obrigatório para santistas apaixonados, também o será para pesquisadores do esporte, jornalistas e cronistas.

Já não há mais dúvidas sobre a história do Santos FC. Os mistérios foram desvendados. Agora é oficial.

Almanaque SANTOS FC - Blog DNA Santastico (2)

ISBN.: 9788598230344
Altura: 27 cm
Largura: 21 cm
Profundidade: 3 cm
Acabamento : Brochura
Edição : 1 / 2013
Idioma : Português
Número de Paginas : 400

Fonte: Editora Magma Cultural

Saiba como foi o lançamento do Almanaque do Santos FC na Vila Belmiro:

Lancamento Almanaque Santos FC - Blog DNA Santastico  -  010-tile

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

LEMBRANDO KERLON E PRESERVANDO NEYMAR

O texto que segue abaixo reproduzido no Blog DNA Santástico foi extraído de coluna originalmente publicada no site Ribeirão Preto Online.

O autor é o jornalista e ex-narrador esportivo Sr. Flávio Araújo, amigo que tive a honra de conhecer pessoalmente há pouco tempo. 

Flavio Araujo - Blog DNA Santastico

Sr. Flávio Araújo

Faz bastante tempo que o fato se deu: transmitia da Vila Belmiro um Santos x Botafogo de Ribeirão Preto na noite de 9 de março de 1968 e tive a felicidade de narrar um lance inusitado que marcou mais que o jogo em si (Santos 5×1) e está vivo na minha memória.

Creio que dormitava na mesma quando foi acordado por fatos recentes.

Kaneko, um nissei de curta carreira em nosso futebol foi o protagonista do mesmo em favor do Peixe e em cima de Carlucci, zagueiro do Botafogo.

Na época o drible desconcertante e de efeito plástico digno das melhores telas dos mais consagrados pintores não tinha ainda um registro com nome a defini-lo.

Era um chapéu ou lençol, mas com a característica de um boné com abas ao contrário, bem moleque mesmo, já que a bola foi levantada pelos calcanhares do driblador, cobrindo o driblado e pelo protagonista apanhada mais à frente.

No lance em questão Kaneko dominou a bola depois do drible desconcertante e cruzou para Toninho Guerreiro que foi às redes do Botafogo.

A finta teve um efeito extraordinário não só na plateia que se levantou para aplaudir, mas até nos jogadores do Botafogo que ficaram como que paralisados pela ação inusitada que presenciavam.

Já contei que conhecia o lance dos jogos do Escrete do Rádio quando Oslain Galvão, cantor profissional, mas muito bom de bola e que brilhava em nossos jogos como convidado o aplicava amiúde.

No futebol profissional, aos meus olhos que tanto viram do mesmo, Kaneko foi o precursor e depois alguns poucos jogadores o aplicaram em partidas de maior visibilidade.

Leandro Damião, do Internacional de Porto Alegre fez uso do boné de abas viradas num jogo da seleção brasileira contra a Argentina e a ação correu mundo depois de causar tremendo estardalhaço na plateia e acabou mesmo sendo a sensação daquele cotejo que terminou sem gols, carretilha a parte.

Leandro Damião ficou como uma espécie de pai da criança, porém, outro jogador sulino, este do Grêmio, Fabio Baiano, também o aplicou que eu vi e existem ainda outras versões da mesma ação espalhadas mundo afora.

Foi, porém, só a partir do lance de Damião que passaram a chamá-lo de carretilha, lambreta, chilena e outros apelidos.

Neymar o aplica e é dos mais hábeis fintadores que temos no nosso futebol tendo um repertório dos mais amplos que aprimora criando novos lances de efeito seguidamente.

Vem de inventar nova versão para o lençol levantando a bola que descia à sua frente batendo-a no gramado com a sola da chuteira e dando a mesma um efeito por sobre o adversário e depois a recolhendo como na complementação do lençol tradicional.

Por coincidência num outro jogo do Santos diante do Botafogo de Ribeirão Preto.

Ao mesmo tempo que esse tipo de ações faz a alegria dos torcedores cria em quem sofre os efeitos de uma pretensa situação de humilhação.

Temo por Neymar.

Apanha mais em cada partida do Santos do que Messi e Cristiano Ronaldo, as maiores estrelas midiáticas do futebol mundial apanham em conjunto.

Neymar é o último dos moicanos a dar espetáculos seguidos em nosso futebol, embora este seja tão rico em valores que nesta semana um desconhecido jogador do Bragantino, Diego Macedo, marcou um gol de Neymar (fez fila exatamente na defesa do Santos) e, graças ao deus dos estádios não foi trucidado por isso.

Mesmo os dias sendo outros ainda me recordo quando o menino Kerlon (tinha então 19 anos) recebeu uma entrada violentíssima do zagueiro Coelho, ex-Corinthians e na época no Galo, num jogo pelo Brasileirão de 2007 que o Cruzeiro venceu por 4 a 3.

Kerlon criou um lance com marca original e que recebeu o nome de drible da foca e a ele, driblador, o apelido de Foquinha.

O garoto tinha qualidades e não foi apenas o seu drible espetacular que o transformava como uma das esperanças no futebol brasileiro onde já atuara pela seleção sub-17.

Kerlon conduzia a bola com embaixadinhas com a cabeça e ao mesmo tempo que trazia algo novo não havia no mesmo nenhuma intenção de menosprezo aos adversários.

Um drible de efeito como os muitos que Neymar aplica em quase todas as partidas.

São outros os tempos e cito alguns exemplos de fintas desconcertantes, estas sim humilhantes, e que no passado faziam a alegria das torcidas e não provocavam cóleras no driblado.

Era considerado como um recurso extraordinário de quem sabia e por ai ficava.

Garrincha driblou tanto ao argentino Vairo numa partida do Botafogo contra o River Plate na cidade do México que o marcador deixou o campo consolado e literalmente sustentado pelos braços de seu companheiro Nestor Rossi e depois foi substituído para que a humilhação não tivesse sequência.

O público aplaudia e vibrava e Vairo não tentou em momento algum revidar com agressão ao espetáculo proporcionado pelo “anjo das pernas tortas”.

Luizinho, do Corinthians, o Pequeno Polegar, driblava a própria sombra.

Quando, porém, sentou-se na bola depois de tantas fintas no argentino Luis Villa, do Palmeiras, considerou-se que aquela sim era uma forma de humilhação ao adversário.

Nestor, ponteiro do Vasco e que atuou em diversas equipes inclusive no Palmeiras, no fim de carreira quando jogando pelo XV de Jau, talvez por algum ressentimento, depois de driblar alguns jogadores palmeirenses também sentou-se na bola em atitude irreverente e humilhante ao adversário.

As fintas de Neymar são pura demonstração de uma alegria que o futebol está perdendo e que ainda pode proporcionar mesmo que algumas vítimas não a aceitem.

Nunes, do Botafogo, foi enfático em proclamar que teve que pensar até 10 para não “quebrar” literalmente a Neymar quando este o driblou com sua versão do lençol ou chapéu.

O caso de Kerlon é o mais emblemático que conheço e na época levantou extensa polêmica no futebol.

Pela agressão no citado jogo no Mineirão o lateral Coelho pegou 120 dias de suspensão, mas logo depois teve a mesma amenizada.

Zagueiros condenaram o drible de Kerlon e lembro-me de Kleber, (Corinthians, Internacional, seleção brasileira) que disse na época que também o quebraria se fizesse o mesmo à sua frente.

Muricy Ramalho, na ocasião técnico do São Paulo e hoje defensor das fintas de Neymar mantem coerência, pois julgou na época que o drible da foca nada tinha de humilhante ou ofensivo, apenas que requeria uma boa dose de prudência por parte de Kerlon.

O atacante mineiro está hoje com 25 anos completados no último dia 27 de janeiro e depois da agressão sofrida diante de Coelho outras vieram encurtando uma das carreiras que se desenhava como das mais promissoras.

Correu mundo, andou pelo Inter de Milão, pelo Verona, pelo Ajax de Amsterdam, ano passado esteve jogando sem maior destaque por um time da 3ª. divisão japonesa, o Fujieda, depois voltou ao Brasil, jogou por pequenas equipes do interior mineiro e hoje, sinceramente, não sei se ainda joga profissionalmente.

Repito, esse jovem que poderia estar brilhando de forma esfuziante no futebol de hoje foi em tempos recentes uma das mais promissoras figuras.

Seu drible com marca registrada o tirou de cena ao ter seus arranques cortados por desejar imprimir algo de novo e do gosto do público ao modorrento futebol que hoje estamos vendo.

Neymar fará 21 anos mês que vem e rogo aos céus que não apareçam carrascos reprimidos em seu caminho já que a alegria que o futebol pode proporcionar não pode morrer nos carrancudos defensores que não aceitam ser driblados.

Flávio Araújo

||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||

Saiba mais sobre Flávio Araújo

Flávio Araújo, nasceu na cidade paulista de Presidente Prudente, lá iniciou sua carreira no rádio em 1950.

Depois militou no rádio esportivo e na imprensa esportiva da cidade de São Paulo cerca de 30 anos.

Trabalhou de 1957 até 1982 na Rádio Bandeirantes, onde se consagrou um maravilhoso narrador esportivo.

Flávio Araújo em 1960 narrando pela Rádio Bandeirantes, em Cáli, na Colômbia.

Encerrou suas atividades na cidade de São Paulo em 1986 na Fundação Cásper Líbero como Superintendente de Esportes da Rádio e TV Gazeta, nos tempos do saudoso Constantino Cury no comando do tradicional grupo de comunicação da Avenida Paulista.

Posteriormente trabalhou por mais 10 anos como comentarista esportivo na Rádio Central de Campinas-SP (de propriedade do ex-governador de São Paulo Orestes Quércia).

Flávio Araújo também foi co-proprietário da Rádio Cultura-AM de Poços de Caldas-MG.

A narração do milésimo gol do Rei Pelé escolhida pelos produtores do filme Pelé Eterno para integrar a obra é de Flávio Araújo.  Aliás, segundo Milton Neves, Flávio Araújo foi o locutor que mais narrou jogos do glorioso Santos Futebol Clube e gols do Rei Pelé.

Flávio Araújo e Milton Neves em 2001.

Ao longo de sua brilhante carreira transmitiu tudo sobre futebol, boxe, basquete e automobilismo.

Atualmente Flávio Araújo reside numa bela e tranquila cidade do interior paulista, onde ainda milita com histórias do futebol escrevendo colunas para sites e jornais.

Vale a pena conferir abaixo entrevista concedida, em 2009, por Flávio Araújo para André York do Programa Arremate Final. Contém áudios espetaculares de narrações de Flávio Araújo.

Parte 01:

Parte 02:

Bom, é isso aí! O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, agradece ao Sr. Flávio Araújo pela autorização para publicação de vossos textos no blog e parabeniza-lhe pelos excelentes serviços prestados ao esporte ao longo de toda sua trajetória.

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

LANÇAMENTO DO ALMANAQUE DO SANTOS FC #EUFUI

Ontem estive na Vila Belmiro para prestigiar o lançamento do Almanaque do Santos FC, obra de autoria do Prof. Guilherme Nascimento e publicado pela Magma Cultural.

2013 - Almanaque Santos FC (2)

Há tempos, santistas e amantes do futebol pediam o lançamento do Almanaque do Santos FC. Se outros clubes, já tinham os seus, por que o querido Alvinegro Praiano, de façanhas inesgotáveis, ainda não possuía um livro que apresentasse os detalhes de seus duelos ao longo da história?

Este Almanaque traduz a grandeza do Santos FC em números, dados e estatísticas. São apresentadas mais de 5.600 fichas técnicas com informações completas de todas as partidas disputadas pelo clube em mais de 100 anos de história: quem jogou, quem fez gol, quando e onde foi realizada a partida, assim como observações e curiosidades feitas pelo pesquisador e autor Prof. Guilherme Nascimento.

Edmar Junior e o Prof. Guilherme Nascimento

Edmar Junior e o Prof. Guilherme Nascimento

“Eu anotava as fichas técnicas e informações dos jogos junto com meus irmãos, que faziam o mesmo, mas em jogos do São Paulo. Com o passar do tempo eu fui guardando documentos e diversas coisas sobre o Santos, até que um dia uns amigos viram a quantidade de informação que eu tinha e falaram ‘você tem que publicar isso’. Há 10 anos, eu comecei a organizar tudo e preparar o livro que estamos lançando hoje”, explicou Guilherme Nascimento.

Encontrei com vários amigos (as) no evento, entre eles Humberto Mariano, Evaldo Rodrigues, Fabio Lopes, Sr. Luiz Carlos, Vilminha, Odir Cunha, Fabiano Cardoso, Jerry e Bianca Paes que aparecem nas imagens abaixo:

Lancamento Almanaque Santos FC - Blog DNA Santastico  -  010-tile

O Vice-Presidente do Santos Futebol Clube, Sr. Odílio Rodrigues também prestigiou o evento:

Lancamento Almanaque Santos FC - Blog DNA Santastico  -  013

Dos ex-jogadores estiveram lá Edinho, Clodoaldo e Edu, do time atual compareceu Edu Dracena:

Edmar Junior e Edinho

Edmar Junior e Edinho 

Edmar Junior e Clodoaldo

Edmar Junior e Clodoaldo

Encontro de Edu´s: Edu e Edu Dracena

Encontro de Edu´s: Edu e Edu Dracena

Atual capitão do time santista, Edu Dracena enalteceu a participação em mais um momento histórico do time com o lançamento do Almanaque:

“Ainda não tenho a dimensão de tudo isso. Eu fico muito feliz de estar escrevendo meu nome da história do Santos Futebol Clube, onde passaram grandes jogadores, principalmente o Rei.”

Edinho, Edu, Prof. Guilherme Nascimento, Edmar Junior, Edu Dracena e Clodoaldo

Edinho, Edu, Prof. Guilherme Nascimento, Edmar Junior, Edu Dracena e Clodoaldo

O Almanaque do Santos FC passa ser um livro obrigatório para santistas apaixonados,  pesquisadores, historiadores e jornalistas:

qq

Evaldo Rodrigues, Guilherme Guarche, Fabio Lopes, Wesley Miranda, Edmar Junior, Guilherme Nascimento, Marcelo Fernandes e Odir Cunha

SAIBA MAIS…

Almanaque SANTOS FC - Blog DNA Santastico (2)

Em seus mais de 100 anos de história o Santos Futebol Clube apresentou o Rei do Futebol ao mundo e diversos outros craques do futebol brasileiro. Foram quase 100 títulos, entre eles o Bicampeonato Mundial e o Tricampeonato da Libertadores. Mas toda a história de um clube é escrita a cada partida jogada e por isso o Almanaque do Santos FC é um dos livros mais esperados por torcedores, pesquisadores e amantes do futebol.

Escrito pelo pesquisador Guilherme Nascimento, o livro traz fichas técnicas de mais de 5.600 partidas jogadas pelo Santos FC em seus 100 anos de história. Entre as informações estão: local do jogo, data do confronto, escalação das duas equipes, placar, além de curiosidades e comentários sobre as partidas.

Segundo o autor, as pesquisas para o Almanaque do Santos FC tiveram início após o milésimo gol do Rei Pelé, em 17 de novembro de 1969, quando ele passou a fazer anotações e guardar livros, revistas e jornais. Mas somente em 2004, após a conquista do oitavo título de Campeão Brasileiro, Nascimento resolveu montar o Almanaque. Ele acreditava que terminaria em um ou dois anos, mas levou sete anos para finalizar a obra.

Na apresentação do livro, Nascimento destaca santistas e também torcedores de outros clubes que o auxiliaram na elaboração e pesquisa das informações, inclusive com pessoas que residem fora do Brasil. Mas ressalta também que esta não é uma obra acabada.

Além das informações completas sobre cada partida, o Almanaque do Santos FC traz textos do atual presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, e do jornalista e pesquisador da história do Clube, Odir Cunha. Segundo Luis Alvaro, “este Almanaque traduz nossa [Santos] grandeza em números, dados e estatísticas”.

Já Cunha destaca que outros clubes já tinham o seu almanaque, faltava o do Santos. “Se outros clubes, menos espetaculares, já tinham os seus, por que nosso querido Alvinegro Praiano, de façanhas inesgotáveis, ainda não possuía um livro que contasse em detalhes seus duelos ao longo da história?”.

Sobre o livro
Título: Almanaque do Santos FC
Autor: Guilherme Nascimento
ISBN.: 9788598230344
Formato: 21x27cm
Edição: 1 / 2013
Idioma: Português
Número de páginas: 392
Preço de capa: R$ 99,00

||O||O||O||O||O||O||O||O||O||O||O||O||

Parabéns ao Prof. Guilherme Nascimento e a Magma Cultural pela sensacional realização, uma obra tão gloriosa quanto a própria história do Santos Futebol Clube.

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

QUANDO A BASE RECOMPENSA

O texto que segue abaixo reproduzido no Blog DNA Santástico foi extraído de coluna originalmente publicada no site Ribeirão Preto Online.

O autor é o jornalista e ex-narrador esportivo Sr. Flávio Araújo, amigo que tive a honra de conhecer pessoalmente há pouco tempo. 

Flavio Araujo - Blog DNA Santastico

Sr. Flávio Araújo

O Santos tem sido recompensado pela sua ativa política de incentivar o seu trabalho de base e investir na busca de novos valores.

A conquista da Copa São Paulo é a comprovação desse fato e dá sequência ao muito que o Santos tem pescado (sem trocadilho) em suas divisões menores.

Santos - CAMPEAO - CSPFJR 2013 - Blog DNA Santastico

A vitória santista foi das mais justas e se não vimos na atual disputa valores extraordinários é indiscutível que alguns vingarão.

Quando são citados atletas que marcaram época na seleção brasileira e que começaram na Copinha as considerações são sempre feitas a posteriori.

É impossível a previsão e basta dizer que quando Neymar participou dessa disputa em 2009 dificilmente alguém, pelo que viu dele naquela ocasião, poderia prever o que alcançaria após menos de 4 anos.

O próprio Santos tinha há algum tempo um garoto de nome Jean Chera de quem se esperava no mínimo que viesse a ser um titular de destaque da equipe a esta altura.

Exigências financeiras exageradas o tiraram da equipe, foi para o Flamengo, não se firmou e o único que sei do mesmo diz que passou as férias no Mato Grosso esperando um convite que acabou não vindo.

Ao mesmo tempo que é necessário que se tenha paciência com as promessas também a recíproca é verdadeira já que craques como Neymar não surgem todos os anos.

E isso por melhor que seja o trabalho das divisões de base de um clube, mas o Santos é o exemplo positivo de que o bom investimento nesse setor sempre dá frutos positivos.

Flávio Araújo

Saiba mais sobre Flávio Araújo

Flávio Araújo, nasceu na cidade paulista de Presidente Prudente, lá iniciou sua carreira no rádio em 1950.

Depois militou no rádio esportivo e na imprensa esportiva da cidade de São Paulo cerca de 30 anos.

Trabalhou de 1957 até 1982 na Rádio Bandeirantes, onde se consagrou um maravilhoso narrador esportivo.

Flávio Araújo em 1960 narrando pela Rádio Bandeirantes, em Cáli, na Colômbia.

Encerrou suas atividades na cidade de São Paulo em 1986 na Fundação Cásper Líbero como Superintendente de Esportes da Rádio e TV Gazeta, nos tempos do saudoso Constantino Cury no comando do tradicional grupo de comunicação da Avenida Paulista.

Posteriormente trabalhou por mais 10 anos como comentarista esportivo na Rádio Central de Campinas-SP (de propriedade do ex-governador de São Paulo Orestes Quércia).

Flávio Araújo também foi co-proprietário da Rádio Cultura-AM de Poços de Caldas-MG.

A narração do milésimo gol do Rei Pelé escolhida pelos produtores do filme Pelé Eterno para integrar a obra é de Flávio Araújo.  Aliás, segundo Milton Neves, Flávio Araújo foi o locutor que mais narrou jogos do glorioso Santos Futebol Clube e gols do Rei Pelé.

Flávio Araújo e Milton Neves em 2001.

Ao longo de sua brilhante carreira transmitiu tudo sobre futebol, boxe, basquete e automobilismo.

Atualmente Flávio Araújo reside numa bela e tranquila cidade do interior paulista, onde ainda milita com histórias do futebol escrevendo colunas para sites e jornais.

Vale a pena conferir abaixo entrevista concedida, em 2009, por Flávio Araújo para André York do Programa Arremate Final. Contém áudios espetaculares de narrações de Flávio Araújo.

Parte 01:

Parte 02:

Bom, é isso aí! O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, agradece ao Sr. Flávio Araújo pela autorização para publicação de vossos textos no blog e parabeniza-lhe pelos excelentes serviços prestados ao esporte ao longo de toda sua trajetória.

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

É O SANTOS CAMPEÃO DE NOVO! #MENINOSDAVILA

Em partida realizada na manhã de hoje (25/01) no estádio do Pacaembu, em São Paulo-SP, o glorioso Santos Futebol Clube sagrou-se CAMPEÃO da 44ª Copa São Paulo Júnior.

Ao vencer a equipe do Goiás por 3×1, o Santos conquistou pela segunda vez em sua história o título desta importante competição. Assim como em 1984, o título foi obtido de forma invicta. A Copa São Paulo, que tradicionalmente revela futuros craques, contou com a participação de 100 clubes nesta edição.

SANTOS FC - BICAMPEÃO - CSPFJR - Blog DNA Santástico

Em pleno aniversário de São Paulo que esta completando 459 anos, os Meninos da Vila presentearam a cidade com um futebol ousado e de pura arte! Além dessas características marcantes na história do Santos Futebol Clube, a união e o comprometimento deste grupo de jovens talentosos foram pontos que mereceram destaque, inclusive pelo próprio treinador campeão:

– Temos que de destacar o comprometimento dos atletas. Estamos há quase um mês concentrados e ninguém reclamou. Todo mundo treinou com determinação, não teve vaidade. Aqueles que ficaram fora souberam entender – explicou o treinador Claudinei Oliveira.

Na cerimônia de entrega das medalhas e taça de campeão estiveram presentes o Presidente Luis Alvaro, o Vice Odílio, o Vereador Celso Jatene e autoridades representativas da FPF e CBF entre outros, mas quem realmente chamou a atenção dos torcedores e da imprensa foi o craque Neymar que apareceu por lá para prestigiar a molecada campeã.

Neymar - CSPFJR - Blog DNA Santastico

Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Divulgação Santos FC

Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Divulgação Santos FC

Mais de 25.000 torcedores estiveram no Pacaembu e festejaram muito esta conquista!

Santos CAMPEÃO Taça São Paulo de Futebol Jr - Blog DNA Santastico  -  023

é

Edmar Junior, amigos e o nosso Santos CAMPEÃO de novo!

Santos CAMPEÃO - CSPFJR - Blog DNA Santastico - 03

Edmar Junior, amigos e o nosso Santos CAMPEÃO de novo!

Ficha técnica

Santos 3 x 1 Goiás/GO

Local: Estádio Paulo Machado de Carvalho – Pacaembu.
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima;
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Marcos Rodrigues Monteiro;
Quarto árbitro: Douglas Perrone Katayama;

Santos: Gabriel; Alisson, Wallace, Jubal e Emerson; Lucas Otávio, Leandrinho, Pedro Castro e Léo Cittadini (Paulo Ricardo); Neilton (Lucas Crispim) e Givanildo (Diego Cardoso).
Técnico: Claudinei Oliveira.

Goiás/GO: Paulo Henrique; Péricles, Felipe, Allef (Artur) e Mário Sérgio; Túlio, Rodrigo, Liniker e Jarlan (Murilo); Paulo (Caio) e Erik.
Técnico: Augusto Souza.

Gols: Santos: Pedro Castro (pênalti), 34’ 1T, Neílton, 37’ 1T, Givanildo, 17’ 2T; Goiás/GO: Arthur, 03’ 2T.

CA: Santos: Leó Cittadini, Leandrinho; Goiás/GO: Péricles, Túlio.
CV: Péricles (GOI)

—- // —-

BASTIDORES DA COMEMORAÇÃO

Parabens SFC - CSPFJR - Blog DNA Santastico

O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, parabeniza toda a comissão técnica de futebol de base campeã, em especial os amigos Luiz Carlos (Supervisor Administrativo) e Luiz Fernando (Gerente de Futebol de Base), pois esta conquista coloca em evidência o que alguns teimavam em não querer enxergar, ou seja, a competência e o espetacular trabalho que estes brilhantes profissionais realizam. E claro, parabéns para todos os meninos integrantes desta nova geração de Meninos da Vila!

Que tal celebrar mais este título do Santos curtindo uma trilha sonora santástica?

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

HINOS, MÚSICAS, GRITOS E GOLS DO GLORIOSO SANTOS FUTEBOL CLUBE!!!

HINOS, MÚSICAS, GRITOS E GOLS
DO GLORIOSO SANTOS FUTEBOL CLUBE!!!

Trilha Sonora Santástica - Blog DNA Santástico

set HINOs santos futebol clube

Banner Curso Trader Esportivo

set MÚSICAS DIVERSAS


Banner Curso Trader Esportivo

set REI PELÉ


Banner Trading Esportivo - 04 - Blog DNA Santastico

SET TORCIDA JOVEM


Banner Curso Trader Esportivo

SET SANGUE JOVEM


Banner Trading Esportivo - 04 - Blog DNA Santastico

SET RESGATE SANTISTA


Banner Curso Trader Esportivo

SET GOLS – FINAL DO BRASILEIRÃO DE 2002


Banner Curso Trader Esportivo

SET NEYMAR


Banner Curso Trader Esportivo


Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
– Ex-Diretor Social da Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do SFC)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.

  | 


Quer aprender a ganhar uma grana enquanto assiste aos jogos do PEIXE? Clique na imagem e saiba +

Quer aprender a ganhar uma grana enquanto assiste aos jogos do PEIXE? Clique na imagem e saiba +

PAULISTÃO: LEMBRANÇAS FELIZES NO PRESENTE NEBULOSO

O texto que segue abaixo reproduzido no Blog DNA Santástico foi originalmente publicado no Jornal Imparcial de Presidente Prudente-SP.

O autor é o jornalista e ex-narrador esportivo Sr. Flávio Araújo, amigo que tive a honra de conhecer pessoalmente há pouco tempo. 

Flavio Araujo - Blog DNA Santastico

Sr. Flávio Araújo

Com os atrativos (poucos) e as queixas e críticas (muitas) está começando mais um campeonato paulista, o mais velho do país. Nasceu em 1902 (na queda de braço entre FPF e CBD nos anos 1935/36 houve dois campeões por ano em Ligas diferentes) quando ingleses, escoceses e descendentes forneciam jogadores e o que mais o jogo exigisse. Campos e bolas, inclusive. Havia até equipe alemã e os nativos foram chegando aos poucos. Por influência estrangeira alguns colégios iniciaram interinamente a pratica do jogo da bola antes que gramados e terrenos baldios a atraísse. Nos colégios era disciplina ligada à ginástica enquanto Charles Miller foi diretamente à formação de equipes e organização do campeonato. É muito bonita a história da presença do Colégio São Luís, da cidade de Itu, nesse capítulo da introdução do futebol no Brasil. Fatos que remontam ao final do século 19 quando se formavam as primeiras equipes daquele que viria a ser o mais popular esporte do país. Dessa forma sabemos que Itu não foi apenas o berço da República, mas também do futebol já que tudo se iniciou numa reforma do ensino organizada por Ruy Barbosa a pedido do Imperador Pedro II no ano de 1884. Também em São Paulo e em plena Avenida Paulista para onde se transferiu depois, o Colégio São Luís teve no passado boas equipes e houve até um princípio de convênio para que estudantes do mesmo fossem aproveitados na equipe do Santos F.C. Vem daí a lembrança do saudoso colega, o excelente repórter Ely Coimbra, que era muito bom de bola e que se iniciou na equipe juvenil daquele colégio e dali seguiria para o Santos, mas preferiu bandear-se para o jornalismo onde construiu bela carreira.

Ely Coimbra à direita desta belíssima foto, ao lado dele, Palacinho, que segundo Ely, foi um dos melhores jogadores que viu atuar.

Ely Coimbra à direita desta belíssima foto no Santos Futebol Clube, ao lado dele, Palacinho, que segundo Ely, foi um dos melhores jogadores que viu atuar.

Ely Coimbra tinha em campo uma postura e um domínio de bola que muito se assemelhava ao futebol praticado hoje por Paulo Henrique Ganso. Quem o viu jogar concordará comigo. Ligando mais minhas lembranças ao Colégio São Luís já em São Paulo, meu saudoso primogênito, Flávio, ali lecionou. Lembranças, quantas lembranças … Do Paulistão, quando era grandioso? Vamos lá. De quando o Palestra passou a Palmeiras; das batalhas do glorioso Trio de Ferro; da criação da Lei do Acesso em 1948; dos timaços da ciclotímica Portuguesa; da quebra do jejum corintiano diante da Ponte Preta em 1977; da construção do Morumbi; do reinado de Pelé, 11 vezes artilheiro-mor e puxando um pouco a brasa para nossa sardinha, quando Corintinha e Prudentina lá estiveram. Deixa rolar o Paulistão. Depois o focalizaremos. Não espero grande coisa, mas … quem sabe?

Flávio Araújo

Saiba mais sobre Flávio Araújo

Flávio Araújo, nasceu na cidade paulista de Presidente Prudente, lá iniciou sua carreira no rádio em 1950.

Depois militou no rádio esportivo e na imprensa esportiva da cidade de São Paulo cerca de 30 anos.

Trabalhou de 1957 até 1982 na Rádio Bandeirantes, onde se consagrou um maravilhoso narrador esportivo.

Flávio Araújo em 1960 narrando pela Rádio Bandeirantes, em Cáli, na Colômbia.

Encerrou suas atividades na cidade de São Paulo em 1986 na Fundação Cásper Líbero como Superintendente de Esportes da Rádio e TV Gazeta, nos tempos do saudoso Constantino Cury no comando do tradicional grupo de comunicação da Avenida Paulista.

Posteriormente trabalhou por mais 10 anos como comentarista esportivo na Rádio Central de Campinas-SP (de propriedade do ex-governador de São Paulo Orestes Quércia).

Flávio Araújo também foi co-proprietário da Rádio Cultura-AM de Poços de Caldas-MG.

A narração do milésimo gol do Rei Pelé escolhida pelos produtores do filme Pelé Eterno para integrar a obra é de Flávio Araújo.  Aliás, segundo Milton Neves, Flávio Araújo foi o locutor que mais narrou jogos do glorioso Santos Futebol Clube e gols do Rei Pelé.

Flávio Araújo e Milton Neves em 2001.

Ao longo de sua brilhante carreira transmitiu tudo sobre futebol, boxe, basquete e automobilismo.

Atualmente Flávio Araújo reside numa bela e tranquila cidade do interior paulista, onde ainda milita com histórias do futebol escrevendo colunas para sites e jornais.

Vale a pena conferir abaixo entrevista concedida, em 2009, por Flávio Araújo para André York do Programa Arremate Final. Contém áudios espetaculares de narrações de Flávio Araújo.

Parte 01:

Parte 02:

Bom, é isso aí! O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, agradece ao Sr. Flávio Araújo pela autorização para publicação de vossos textos no blog e parabeniza-lhe pelos excelentes serviços prestados ao esporte ao longo de toda sua trajetória.

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!