Arquivo da tag: SANTOS FUTEBOL CLUBE

CONVITE: LANÇAMENTO DO ALMANAQUE DO SANTOS FC

Há tempos, santistas e amantes do futebol pedem o lançamento do Almanaque do Santos FC. Se outros clubes, já tinham os seus, por que o querido Alvinegro Praiano, de façanhas inesgotáveis, ainda não possuía um livro que apresentasse os detalhes de seus duelos ao longo da história?

Almanaque SANTOS FC - Blog DNA Santastico

Este Almanaque traduz a grandeza do Santos FC em números, dados e estatísticas. São apresentadas mais de 5.600 fichas técnicas com informações completas de todas as partidas disputadas pelo clube em mais de 100 anos de história: quem jogou, quem fez gol, quando e onde foi realizada a partida, assim como observações e curiosidades feitas pelo pesquisador e autor Prof. Guilherme Nascimento.

Prof. Guilherme Nascimento e Edmar Junior

Prof. Guilherme Nascimento e Edmar Junior

Além de ser um livro obrigatório para santistas apaixonados, também o será para pesquisadores do esporte, jornalistas e cronistas.

Já não há mais dúvidas sobre a história do Santos FC. Os mistérios foram desvendados. Agora é oficial.

Almanaque SANTOS FC - Blog DNA Santastico (2)

ISBN.: 9788598230344
Altura: 27 cm
Largura: 21 cm
Profundidade: 3 cm
Acabamento : Brochura
Edição : 1 / 2013
Idioma : Português
Número de Paginas : 400

Fonte: Editora Magma Cultural

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

POR UM FUTEBOL MELHOR

Por um futebol melhor - Blog DNA Santastico

Clique na imagem para ampliar

COMO FUNCIONA:

Saiba mais em:

http://www.porumfutebolmelhor.com.br/

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

DIA DO TREINADOR – TRIBUTO À LUIS ALONSO PERES, O LULA.

Hoje, dia 14/01, é o Dia do Treinador de Futebol!

Neste dia não há como não se lembrar de Luis Alonso Peres, o Lula, aliás o primeiro Lula famoso do Brasil e o mais vitorioso treinador de futebol que este país  e o mundo conheceu.

LULA

LULA

Lula chegou no Santos em 1952 para comandar as equipes de base vindo da Portuguesa Santista, só virou treinador do time titular em 1954. Foi o único técnico campeão do Santos que não foi jogador, mas isso não impediu de ser o melhor, conseguindo quebrar o jejum de 20 anos do Santos conquistando o Campeonato Paulista de 1955.

Foi o treinador responsável por revelar a melhor safra de jogadores da história de um time de futebol.  Na Vila Belmiro, revelou Pepe, Pelé e Coutinho entre muitos outros, também foi o responsável por indicar contratações que foram fundamentais na trajetória gloriosa do alvinegro praiano como Gilmar dos Santos Neves, Mauro Ramos de Oliveira, Calvet, Lima, Dorval, Mengálvio, Carlos Alberto Torres, Rildo etc.

Lula e Pelé

Lula e Pelé

No comando do Santos foram 961 jogos, 628 vitórias, 147 empates e 186 derrotas e mais de 30 títulos, entre eles:

  • Campeonato Paulista de 1955, 1956, 1958, 1960, 1961, 1962, 1964 e 1965;
  • Torneio Rio-São Paulo de 1959, 1963, 1964 e 1966;
  • Taça Brasil de 1961 a 1965;
  • Libertadores da América de 1962 e 1963;
  • Campeonato Mundial Interclubes de 1962 e 1963.
LULA

LULA

Saiba mais sobre o vitorioso Lula no vídeo abaixo editado por meu amigo Wesley Miranda com colaboração do Diego Carvalho, vale muito a pena conferir:

Luis Alonso Peres, o Lula, morreu no dia 15 de junho de 1972, em Santos-SP, onde reinou durante 12 anos como técnico do Santos FC, de 1954 até 1966.

Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, in memoriam parabeniza e agradece ao Sr. Luis Alsonso Peres, o Lula, por tudo que ele fez pelo glorioso Santos Futebol Clube.

O Blog também parabeniza todos os treinadores de futebol por este dia.

Dia do Treinador - Blog DNA Santastico

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

PLUS SIZE

O mercado de moda e modelos plus size esta em franca expansão! Na Baixada Santista, em específico, a grande responsável por isto é a minha amiga torcedora do Santos Futebol Clube, modelo e jornalista Fabiana Camilo.

Fabiana Camilo na Vila Belmiro

Fabiana Camilo na Vila Belmiro

Fabiana Camilo

Fabiana Camilo

Modelo plus size bastante requisitada na Capital e no interior, acostumada com os estúdios fotográficos e as passarelas, Fabiana Camilo vem promovendo diversas iniciativas para difundir e ampliar este mercado também na Baixada Santista.

Fabiana Camilo

Fabiana Camilo

Entre suas recentes iniciativas esta a criação de um curso com intuito de preparar e formar modelos / manequins na Baixada Santista para o mercado plus size. E o bacana é que tal iniciativa já deu fruto, o lançamento do primeiro calendário plus size da Baixada Santista protagonizado pelas alunas do curso.

Aluna do curso de Fabiana Camilo orgulhosa com o resultado do trabalho, o Calendário Plus Size.

Aluna do curso orgulhosa com o resultado do trabalho, o Calendário Plus Size.

Calendario Plus Size 2013 - Blog DNA Santastico

Imagens do Calendário Plus Size 2013 – Orgulho Caiçara, que fomenta o mercado na região, mostra pontos turísticos e históricos da cidade de Santos e as futuras modelos. Fotos de Carol Costa e Raphael Fascini.

Como é possível notar no calendário plus size, o glorioso Santos Futebol Clube foi homenageado no mês de Abril (mês de fundação do clube) numa foto realizada da modelo em formação Carolina Gonçalves na frente da lendária Vila Belmiro. Veja abaixo a foto ampliada:

Carolina Goncalves - Calendario Plus Size - Blog DNA Santastico

Modelo em formação Carolina Gonçalves homenageando o Santos Futebol Clube.

O lançamento do calendário plus size foi um grande sucesso e ganhou muito destaque na mídia da Baixada Santista, bem como o pioneiro e brilhante trabalho que Fabiana Camilo vem realizando.

Fabiana Camilo - Midia - Blog DNA Santastico (2)

Destaque no G1

 matéria no Jornal de maior circulação e prestígio da Baixada Santista? Pois bem, consegui!!!Neste domingo, tive uma matéria de quase uma página inteira no caderno Local falando sobre o Calendário Orgulho Caiçara, o Curso de Modelo e Manequim o qual sou professora e também sobre a autoestima.

Matéria publicada, no último Domingo, no jornal de maior circulação e prestígio da Baixada Santista, para o qual Fabiana Camilo falou sobre o Calendário Plus Size, sobre o curso de modelo e manequim e também sobre autoestima.

Além das iniciativas supracitadas, Fabiana Camilo mantém na Internet, desde 2010, um blog onde ela e colaboradores fornecem dicas de moda, beleza, cultura e passeios.

Um dos grandes sucessos do blog é a coluna “EU FUI ASSIM…“. Inspirada nas colunas de “Look do Dia” dos mais conceituados blogs de moda, nesta coluna Fabiana Camilo mostra que uma mulher estilo plus size precisa apenas de roupas com cortes corretos para suas curvas, tecidos de qualidade e estampas modernas para ser elegante e atraente. Para isto a modelo divulga fotos do seu cotidiano, com os melhores looks criados por ela, utilizando peças de importantes marcas do mercado plus size.

Clique na imagem para acessar o Blog Fabiana Camilo

Clique na imagem para acessar o Blog Fabiana Camilo

Bom, é isto aí, o Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, deseja que 2013 seja um ano PLUS SIZE em conquistas para Fabiana Camilo, para suas alunas, e claro, para o glorioso Santos Futebol Clube.

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

PROJETO CROWDFUNDING MENINOS DA FILA

Grande vencedor da recente Mostra Curta Santos F.C., o curta-metragem MENINOS DA FILA, dirigido por Ciro Hamen, conta a história de uma geração de torcedores do Santos Futebol Clube que vivenciou um dos períodos mais difíceis da trajetória do alvinegro praiano, os 18 anos de “seca” (entre 1984 e 2002), no qual o time ganhou apenas títulos menos expressivos, contado por aqueles que mais sofreram, os torcedores que nasceram e cresceram nessa época. Não viram Pelé e conheciam as glórias apenas por meio dos livros, mas mesmo assim foram corajosos e jamais abandonaram o Peixe.

Direção: Ciro Hamen
10’00” | documentário | digital | cor | Santos – SP | 2012

Diretor Ciro Hamen de MENINOS DA FILA recebendo o troféu de vencedor da Mostra Curta Santos F.C.

Assista na íntegra o curta-metragem MENINOS DA FILA:

O curta-metragem é muito bacana, mas por conta de seu pouco tempo de duração (10 minutos, exigência para participar da Mostra Curta Santos F.C.), muitas histórias acabaram ficando de de fora.

Para tentar resolver isto, o Diretor Ciro Hamen lançou um projeto de crowdfunding com intuito de financiar uma websérie inspirada no curta-metragem, onde ele pretende colocar todas a histórias da época da “fila”, conforme ele explica no vídeo abaixo:

É sem dúvida uma bela ideia, que resgata uma época sofrida, mas importante para o fortalecimento do amor de toda uma geração de torcedores pelo Santos.

O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, deseja que o projeto alcance a meta e se torne realidade!

Saiba mais

Para saber mais detalhes do projeto, como contribuir e quais as recompensas, clique no link abaixo:

http://catarse.me/pt/meninosdafila 

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS | 6º CAPÍTULO |

O Blog DNA Santástico orgulhosamente apresenta o 6º capítulo de “SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS”, de autoria do torcedor santista Roberto Dias Alvares, cuja obra conta a história do glorioso alvinegro praiano na forma de versos em aproximadamente 700 estrofes no sistema de quadras, onde o primeiro verso rima com o terceiro e o segundo rima com o quarto.

Neste capítulo a obra abrangerá o inesquecível ano de 1963, apreciem:

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS
| 6º capítulo |

1963

O Rio-São Paulo foi conquistado.
Taça Brasil, Libertadores e Mundial.
O Boca Juniors foi derrotado.
E o poderoso Milan vencido no final.

Na semifinal da Taça Brasil
Santos e Grêmio em um duelo.
E o Santos em dois jogos decidiu,
praticando o futebol mais belo.

O Grêmio na semifinal
mostrou-se adversário valoroso.
Mas em Porto Alegre ao final,
não resistiu ao todo poderoso.

Foi três a um para os santistas,
mas não há quem se esqueça,
Pelé e Coutinho protagonistas
de uma linda tabela de cabeça.

Pelé e Coutinho de cabeça trocam passe.
Zagueiros gaúchos assistem paralisados.
Arranca aplausos esta jogada de classe.
Deixando á todos admirados.

No jogo da volta,
teve dificuldades pra vencer.
Mas quando o time se solta.
o adversário não tem o que fazer.

Por três a um o Grêmio vencia.
O Santos virou pra quatro a três.
Pelé jogou no gol neste dia.
O Santos na final outra vez.

Pelé de Goleiro contra o Grêmio

Pelé de Goleiro contra o Grêmio

Novamente contra o Bahia,
o Santos foi campeão brasileiro.
Jogando futebol com alegria,
mostrou ser o dono do terreiro.

Na Libertadores, a semifinal,
contra o grande Botafogo.
O Santos empata o primeiro no final.
E novamente goleia no segundo jogo.

Em pleno Maracanã, o Santos desfila.
Por quatro a zero aplica uma goleada.
O futebol dos craques da Vila;
sinfonia perfeitamente orquestrada.

Pelé marca tocando por cobertura.
O rei ganha de três e cabeceia para o gol.
Pelé bate o pênalti com categoria pura.
Lima faz o seu, encerrando o show.

Conquista da Libertadores da América
Conseguida com duas vitórias.
Deixando a torcida feliz e histérica.
Era o Santos fazendo história.

No Maracanã foi disputado,
o primeiro jogo da final.
Santos três a dois foi o resultado.
Pela disputa do título continental.

Coutinho completa bola cruzada em diagonal.
Coutinho chuta com violência pra marcar.
Lima chuta cruzado de forma sensacional.
O Boca Junior faz dois gols antes do jogo acabar.

Na Argentina a torcida incentivou,
cantando e gritando como louca.
Mas no final nada disso adiantou.
Coutinho e Pelé foi dois a um no Boca.

Pelé domina no peito, rola pra Coutinho,
que marca e cala a Bombonera.
Pelé dribla Orlando e chuta no cantinho.
Virando o jogo desta maneira.

Santos x Boca

Santos x Boca

Conquistar títulos virou rotina.
Também fora de sua fronteira.
Valorizado por ser na Argentina,
contra Boca Juniors na Bombonera.

No mundial, contra o time milanês,
três vezes o Santos teve de jogar.
Venceu o adversário mais de uma vez.
Para o bi mundial poder conquistar.

O jogo realizado em Milão
a equipe italiana venceu mas apelou.
Pelé sofreu uma dura marcação.
Fez dois tentos, mas de nada adiantou.

Após lançamento alto no meio,
Pelé de peito ajeitou.
Coutinho marca em lindo voleio,
mas o tento o juiz anulou.

A imprensa italiana então
chamou o Santos de ultrapassado.
Diziam que o Milan já era o campeão,
e que no Brasil o fato seria consumado.

Após perder a primeira partida,
no Maracanã, o troco foi dado.
Vencido por quatro a dois na ida.
No Brasil, Milan duas vezes derrotado.

Foi dois a zero na etapa inicial
para a equipe milanesa.
Após o intervalo, embate triunfal.
Virar o jogo e ganhar era certeza.

Um jornalista carioca comentou
que a festa italiana estava preparada.
Foi à preleção que precisou
para o Santos partir para a virada.

A noite bela e estrelada,
súbito, transformou-se em temporal.
Os jogadores não pensavam em nada,
e partiram para uma virada sensacional.

Ficaram tomando chuva no gramado,
ansiosos para o reinicio da partida.
O time italiano ficou assustado,
vendo a confiança santista renascida.

Dalmo cruza a bola alta,
para Mengálvio desviar,
Pepe faz dois gols batendo falta.
Lima, chuta forte pra marcar.

Batendo duas faltas á sua maneira,
Pepe assombrou os milaneses.
Os chutes passaram no meio da barreira.
A meta italiana cairia mais vezes.

A bola foi na área alçada.
Mengálvio e Almir para cabecear.
O desfecho desta jogada
no ângulo esquerdo a bola foi entrar.

Lima recebeu na intermediária.
Mesmo marcado, forte chutou.
O goleiro Ghezzi imóvel na área
viu a bola aninhada no fundo do gol.

Mesmo sem Calvet, Zito e Pelé
os milaneses foram dominados.
O Santos passou a dar olé,
tocando de pé em pé,
lenços brancos eram acenados.

Santos quatro a dois nesta partida.
Almir Pernambuquinho, o Pelé branco.
Recebeu pancada e levou de vencida.
Saiu ovacionado, amparado e manco.

O terceiro jogo da decisão final.
Foi violento, pegajoso, nada calmo.
Santos um a zero, na bola e no pau.
O pênalti foi convertido por Dalmo.

O momento mágico vivido por Dalmo aconteceu no Maracanã, no dia 16 de Novembro de 1963, quando Dalmo fez de pênalti o gol da vitória santista na terceira partida das finais diante do Milan e o Santos Futebol Clube sagrou-se assim BI-CAMPEÃO MUNDIAL

O momento mágico vivido por Dalmo.

No lance da penalidade,
Maldini atingiu a cabeça de Almir.
Um lance covarde de pura maldade,
Mas que a partida iria decidir.

O jogo várias vezes interrompido.
Pela violência do italiano Maldini.
Não aceitavam a derrota, serem vencidos
os brasileiros Amarildo e Altafini.

Após a expulsão de Maldini,
pelo pênalti, num ato violento.
Dalmo bateu sem chances pra Balzarini.
Marcando do jogo o único tento.

Amarildo e Altafini, o Mazola,
confundiram violência com raça.
O Santos ganhou no pau e na bola.
Levando no final a importante taça.

Santos 1963 - Blog DNA Santastico

Assim que a partida foi encerrada.
O cansaço tinha a todos dominado.
A volta olímpica foi lentamente dada,
por heróis arrastando-se pelo gramado.

Na entrada do Maracanã afixada,
placa do grande campeão brasileiro.
Nela foi para a eternidade grafada
agradecimento do Santos ao Rio de Janeiro.

Nesta placa uma mensagem que toca.
Doces palavras como água salubre:
“Às palmas da torcida carioca,
o coração do Santos Futebol Clube”.

O Vasco por dois a zero vencia.
Cadê o Rei? Perguntava Brito.
Logo a partida terminaria.
Iria arrepender-se do que havia dito.

Dois minutos para o jogo acabar.
Pelé então dois tentos marcou.
Pegou a bola e foi para Brito entregar:
“Toma, fala pra sua mãe que o Rei mandou”.

Com oito jogadores santistas,
a Seleção, neste ano joga e ganha,
Tendo Pelé entre os artistas.
O Brasil vence a poderosa Alemanha.

O jogo foi na Alemanha realizado.
E a Seleção local logo saiu marcando.
Gols por Coutinho e Pelé assinalados,
dois a um, o Brasil acabou ganhando.

 Autor: Roberto Dias Alvares

O Blog DNA Santástico na figura de seu mantenedor, Edmar Junior, reitera agradecimento ao amigo Roberto Dias Alvares pela confiança, parabeniza pela iniciativa e pela belíssima obra que homenageia e exalta o glorioso Santos Futebol Clube.

Em breve o 7º capítulo de Santos FC – Uma história contada em versos será publicada aqui, não percam!

Leia também:
Santos FC – Uma história contada em versos – 1º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 2º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 3º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 4º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 5º capítulo

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

ASSÉDIO E CORAGEM SANTISTA

Conclui recentemente a leitura do livro “VIAGEM EM TORNO DE PELÉ” de 1963, cuja autoria é de Mário Filho, consagrado jornalista e escritor, que após sua morte em 1966 teve o nome emprestado na forma de homenagem ao antigo Estádio Municipal do Maracanã que passou a ser denominado oficialmente como Estádio Jornalista Mário Filho.

Capa do livro VIAGEM EM TORNO DE PELÉ

Capa do livro VIAGEM EM TORNO DE PELÉ

No livro Mário Filho relata os primeiros anos da biografia do Rei do Futebol, desde quando este ainda era apenas um menino apelidado de Dico, a chegada e primeiros anos no Santos Futebol Clube, passando pela consagração na Copa do Mundo de 1958 nos gramados da Suécia e finaliza com um capítulo sobre o reinado de Pelé.

Pelé e Mário Filho

Pelé com Mário Filho

E foi justamente este último capítulo do livro que mais chamou minha atenção, por dois pontos em especial:

  • O forte assédio que Pelé e os dirigentes do Santos recebiam dos times europeus que desejavam contratar o Rei do Futebol, a maneira como eles lidavam com isto e a semelhança de tal situação com o que vivenciamos nos dias atuais no que diz respeito ao também craque Neymar.
  • A coragem dos dirigentes do Santos Futebol Clube naquele tempo, até mesmo diante da CBD (Confederação Brasileira de Desportos) e como hoje em dia as coisas são diferentes.

O ASSÉDIO

Sobre o assédio ao Rei Pelé, na página 294, o autor conta que:

O Santos recebeu uma oferta de cinquenta milhões pelo passe de Pelé.

Viu-se, então, um rapaz de dezoito anos não se perturbar com os milhões do Real Madrid.

Pelé não tinha a menor dúvida de que a coroa era dele. Preferia o Brasil.

Modesto Roma (Dirigente do Santos) achou graça na proposta do Real Madrid. “Cinquenta milhões só?” O Real Madrid se dispôs a oferecer mais, a pagar o que o Santos quisesse.

“O Real Madrid – respondeu Modesto Roma –  não tem dinheiro para comprar Pelé.”

Modesto Roma

Modesto Roma

Já à partir da página 308, Mário Filho narra o assédio da Internazionale de Milão:

– Faça um preço, imagine uma cifra, não tenha medo de pedir muito. Peça alto. Queremos uma cifra – era o que diziam os italianos em telegramas angustiantes.

A resposta de Modesto Roma foi a de que não havia preço para Pelé. A mesma resposta que dera ao Real Madrid.

Modesto Roma recusava-se a pensar numa cifra. Rasgava os telegramas da Internazionale.

Na página 314, o autor conta que o Santos Futebol Clube estava em Paris e o Presidente Athié Jorge Cury não saía de perto de Pelé. Era para responder a uma pergunta invariável: Pelé será vendido?

Não há dinheiro que compre Pelé, respondia o Presidente Athié.

Já Pelé, apenas dizia:

– Eu sou jogador do Santos. Tenho um contrato e vou cumpri-lo.

Pelé e o Presidente Athié Jorge Cury

Pelé e o Presidente Athié Jorge Cury

Na página 327 o autor menciona o Pepe Gordo, um torcedor do Santos, que tratava dos negócios de Zito e ia tratar dos negócios de Pelé. Na primeira operação que fez para Pelé deu-lhe um lucro tão grande que o decidiu de vez. Pepe Gordo, porém, tinha uma condição:

– Eu quero um compromisso de honra: você nunca deixará o Santos.

Pelé assumira o compromisso. Pepe Gordo era Santos, mas era Pelé.

Pelé e Pepe Gordo

Pelé e Pepe Gordo

A partir da página 332, Mário Filho conta que:

O Santos havia conquistado o Torneio de Paris e seguiu para conquistar o Torneio da Itália, aclamado como o maior time do mundo. Era o time que tinha Pelé, nenhum outro time podia comparar-se ao Santos. A cada exibição de Pelé os clubes italianos aumentavam as ofertas para conquistá-lo. Pepe Gordo não deixava Pelé um só instante. Era Pelé, mas era Santos. Tinha a palavra de Pelé de que não deixaria nunca o Santos. Mas o que ofereciam  a Pelé era para abalar qualquer um. Primeiro foi o Inter: quarenta milhões de luvas, à vista, casa e carro. E era para começar a conversa.

– E você não precisa vir já. Esperaremos até depois do campeonato do mundo.

Pelé recusou:

– Não penso em sair do Santos ou do Brasil.

O dinheiro não era tudo. Sentia-se preso ao Santos, que lhe dera a oportunidade de jogar no escrete brasileiro com dezessete anos. E mais preso ao Brasil ainda.

Pepe Gordo ficou de coração parado quando a Juventus ofereceu a Pelé trezentos mil dólares. Se ofereciam assim trezentos mil dólares, de cara, chegariam a quinhentos mil.

Pelé não se perturbou.

– É muito dinheiro, mas não saio do Brasil.

Foi o que fez Pepe Gordo dizer:

– É Deus no céu e Pelé na terra.

Ao ler as situações acima mencionadas é impossível não ter a sensação de que atualmente estamos vivenciando a mesma história, espero que Neymar faça como Pelé e jamais deixe o Santos Futebol Clube.

CORAGEM SANTISTA

Na página 315, o autor conta que o Santos Futebol Clube de Pelé & cia estava dando show no Torneio de Paris, em paralelo a CBD (Confederação Brasileira de Desportos) organizava um jogo entre brasileiros e chilenos em benefício das vítimas do terremoto no Chile e do desastre de Orós.

O Presidente Juscelino Kubitschek patrocinava a partida. Daí o esforço da CBD para trazer Pelé. O Santos respondeu que tinha um contrato a cumprir e que o contrato exigia a presença de Pelé em todos os jogos.

A CBD não abria mão de Pelé e ameaçou suspender a temporada do Santos. Enquanto os telegramas iam e viam, a partida Brasil e Chile foi realizada sem Pelé e o Santos continuou a temporada na Europa.

Finalmente a CBD tomou uma decisão: o Santos teria de regressar imediatamente, seria punido severamente se realizasse mais um jogo. Não havia, porém, mais necessidade de Pelé. O Santos fez um apelo. Teria de pagar uma multa pesadíssima se não acabasse a excursão. A CBD terminou concordando.

Bons tempos em que o Santos tinha força política nos bastidores e principalmente coragem para enfrentar até a então toda poderosa CBD, que mais tarde deu lugar a atual CBF, essa mesmo que nos dias atuais avaliza a convocação do craque Neymar para amistosos caça-níqueis, desfalcando e prejudicando constantemente o Santos Futebol Clube.

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

OSMAR SANTOS, O PAI DA MATÉRIA!

Durante minha adolescência desenvolvi o hábito de escutar partidas de futebol no rádio, nessa época eu ainda não frequentava estádios de futebol, a TV aberta raramente passava jogos do Santos Futebol Clube (isso não mudou muito de lá para cá) e a TV por assinatura ainda não existia no Brasil, bem como a Internet. Tal cenário foi determinante para que eu adotasse o radinho de pilhas como um leal companheiro, através dele eu acompanhava programas esportivos e principalmente escutava os jogos, vibrava e me emocionava com os gols e vitórias do glorioso alvinegro praiano.

Radio de Pilhas - Blog DNA Santastico

Ouvir a narração dos jogos do Santos era algo que me fascinava, empolgava e que parecia me transportar para dentro do estádio. O principal responsável por isto era o narrador Osmar Santos, também conhecido como o Pai da Matéria. Ele, sem dúvida, foi um dos mais brilhantes narradores de futebol no Brasil, sempre muito criativo criou inesquecíveis bordões e expressões, tais como:

–  “Parou por quê, por que parou?”;
–  “Ripa na chulipa e pimba na gorduchinha”;
–  “Um prá lá, dois prá cá, é fogo no boné do guarda”;
–  “Vai garotinho, porque o placar não é seu”.

Osmar Santos, tinha uma energia contagiante, ninguém narrava futebol de maneira tão vibrante como ele, era um frenesi!

Eu até os dias atuais mantenho um rádio de pilhas por perto, é verdade que já não utilizo com a frequência de outrora, muito disso deve-se ao fato de Osmar Santos não estar mais presente nas narrações de futebol, infelizmente em 1994 um acidente automobilístico silenciou para sempre as locuções inesquecíveis do Pai da Matéria.

Desde então Osmar Santos vem lutando para ao menos amenizar as sequelas do acidente, como a perda do dom da voz, a paralisia do lado esquerdo do corpo e a falta de cinco por cento da massa cefálica, Osmar tornou-se um exemplo de garra, determinação e perseverança.

No livro “Osmar Santos – O Milagre da Vida” publicado pela Editora Sapienza e cujo prefácio é do Rei Pelé, o escritor Paulo Mattiussi relata toda trajetória de Osmar Santos antes do acidente e boa parte do que ocorreu depois, trata-se de uma excelente obra, a qual já tive a oportunidade de ler.

Osmar Santos O Milagre da Vida - Blog DNA Santastico

Atualmente, apesar de suas limitações físicas, Osmar Santos possui uma vida social ativa e cumpre com alegria sua agenda de compromissos, nos eventos que participa é sempre recebido com carinho e reverenciado pelos fãs. E foi num destes eventos que recentemente tive a honra conhecer pessoalmente o Pai da Matéria, um antigo sonho que pude realizar!

Edmar Junior e Osmar Santos

Edmar Junior e Osmar Santos

Foi muito emocionante encontrar com o Osmar Santos, dirigir-lhe algumas palavras de agradecimento por tudo que ele representa e registrar o momento em foto.

OSMAR & NEYMAR

Atualmente o grande ídolo do Santos Futebol Clube e do futebol brasileiro é  o craque Neymar, mas a vida não lhe proporcionou a oportunidade de ter um gol narrado por Osmar Santos. Porém, como vivemos num mundo moderno, a tecnologia entra em campo para permitir que isto torne-se algo “possível”.

Aumente o som, entre no mundo da imaginação e curta um dos melhores locutores de todos os tempos narrando com ousadia e alegria um golaço do menino gênio, gol este inclusive com o qual Neymar esta concorrendo ao Prêmio Puskás deste ano, honraria que o príncipe da Vila conquistou no ano passado e poderá conquistar novamente, solta a voz Osmar Santos:

Muito bom, Osmar Santos foi e sempre será um grande ídolo!

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

2002 – MENINOS DA VILA, PEDALADAS E TÍTULO, JAMAIS ESQUECEREI!


AS PRIMEIRAS EXPERIÊNCIAS…

Sou santista por hereditariedade, foi do meu pai que herdei o DNA Santástico, vem daí minha santisticidade. E ao relembrar minhas primeiras experiências como torcedor do glorioso Santos Futebol Clube fui remetido para 1983, naquele ano o Santos foi vice-campeão brasileiro, lembro de ter assistido o jogo final. Já no ano seguinte, 1984, o Santos conquistou o campeonato paulista, mas pasmem, não me lembro de absolutamente nada, naquele ano eu ainda era uma criança e houveram muitas mudanças na vida pessoal, minha família mudou de residência, eu mudei de escola, perdi contato com algumas crianças e fiz amizades com outras, durante algum tempo o futebol ficou em sei lá qual plano da vida.  Só voltei acompanhar novamente nas semifinais do campeonato paulista de 1986, mas o Santos acabou sendo eliminado.

UMA ÉPOCA SOFRIDA…

O ano de 1987 foi o ano em que realmente passei acompanhar de forma mais contundente o Santos, foi neste ano que fui, levado pelo meu pai, pela primeira vez em um estádio e não foi num estádio qualquer, foi simplesmente o Urbano Caldeira, estádio do Santos Futebol Clube, na vila mais famosa do mundo, a nossa querida Vila Belmiro. Neste ano o Santos fazia boa campanha no Paulistão, liderou a tabela durante praticamente todo o campeonato, fiquei empolgado, assistia tudo que passava do Santos, lia tudo e registrava em folha de papel almaço, eu sabia tudo na ponta língua, onde foi o jogo, quanto foi, quem fez os gols, em que minuto e tempo da partida. Mas infelizmente fomos mais uma vez eliminados na semifinal, desta vez pelo SCCP, numa humilhante derrota por 5 x 1. Detalhe, o centroavante do time do Parque São Jorge fez 4 dos 5 gols deles e senão bastasse o tal jogador era o Edmar, que acabou sendo o artilheiro do campeonato, naquele fatídico dia eu quis mudar o meu nome.

Mas a vida seguiu! Na escola, como todo garoto santista da época, eu era zuado pelos garotos torcedores de outros times e foi assim durante muito tempo. Em 1995, após anos de fila, parecia que enfim o sofrimento iria acabar, comandado em campo pelo Messias Giovanni, o time do Santos resgatou o orgulho de ser santista, teve uma arrancada sensacional no Campeonato Brasileiro, com direito até a jogo épico, quem não se lembra de Santos 5 x 2 Fluminense no Pacaembu? Mas na final contra o time da estrela solitária o glorioso Santos Futebol Clube foi “operado” pelo árbitro da partida, que não merece nem ter o nome citado aqui. O Santos foi o CAMPEÃO MORAL, na prática ficou com o vice-campeonato e a fila continuou.

Vida que segue, em 1997 o Santos ganhou o Torneio Rio São Paulo, foi a primeira vez que gritei “É Campeão”, foi uma grande alegria!

Em 1998, novo título, desta vez ganhamos a Copa Conmebol.

Mas para imprensa marrom e para os “antis” estes não eram considerados títulos de expressão, na visão deles o Santos permanecia na fila e os torcedores santistas continuaram sendo zuados.

O sofrimento prosseguiu, estivemos perto de um título paulista em 2000, mais uma vez acabamos vice. Em 2001, sofremos um duro golpe, na semifinal do campeonato paulista contra o SCCP, tomamos um gol no último segundo, feito pelo jogador Ricardinho. Foi cruel, doeu demais!

Tudo que relatei acima resumem uma época sofrida, mas importante para o fortalecimento do meu amor e de toda uma geração de torcedores pelo Santos Futebol Clube.

2002, O ANO DA LIBERTAÇÃO, O ANO DA ALEGRIA…

Em 2002, já com entre aspas “18 anos de fila”, assim como uma Fênix que ressurge das cinzas, o grande Santos Futebol Clube ressurgiu comandado pelo técnico Emerson Leão e por uma nova geração de meninos, destaque para Diego e Robinho. Naquele ano o Santos Futebol Clube sagrou-se CAMPEÃO BRASILEIRO contra o SCCP, enfim  eu e uma geração inteira de meninos se livrou do estigma que nos acompanhou durante muito anos, deixamos de ser os meninos da fila e nos tornamos também, assim como nosso jogadores, os MENINOS DA VILA!

Santos CAMPEAO 2002 - Blog DNA Santastico

Hoje, 15/12/2012, faz 10 anos que conquistamos o título de 2002, eu estava lá no Morumbi, de lá para cá muita coisa aconteceu, ser campeão tornou-se uma agradável rotina, porém, jamais esquecerei aquele dia 15/12/2002, foi um dia de libertação, de êxtase, de muita alegria, fico emocionado ao lembrar das defesas de Fábio Costa, da garra do Léo, das pedaladas do então menino Robinho, enfim do talento e da entrega de todo aquele time maravilhoso que colocou o Santos no topo do futebol brasileiro novamente e proporcionou um dos dias mais feliz da minha vida.

10 Anos de Pedalada - Blog DNA Santastico

Hoje é dia de relembrar, hoje é dia de celebrar, vamos voltar naquele dia 15/12/2002 e rever como tudo aconteceu através da edição do acervo digital:

Show, é sempre muito emocionante rever esta imagens!!!

FICHA TÉCNICA

Data: 15/12/2002
Competição: Campeonato Brasileiro — Finais — 2º jogo
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 74.586
Renda: R$ 1.152.809,00
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Cartões amarelos: Fabinho, Fábio Luciano, Fabrício, Maurinho e Fábio Costa
Gols: Robinho, aos 37min do primeiro tempo; Deivid, aos 30min, Anderson, aos 39min, Elano, aos 43min, e Léo, aos 47min do segundo tempo.
Resultado: Santos 3 x 2 Corinthians

CORINTHIANS
Doni; Rogério, Fábio Luciano, Ânderson e Kléber; Fabinho (Fabrício), Vampeta e Renato; Deivid, Guilherme (Leandro) e Gil.
Técnico: Carlos Alberto Parreira

SANTOS
Fábio Costa; Maurinho, Alex, André Luís e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Robert/Michel); Robinho e William (Alexandre)
Técnico: Emerson Leão

—– // —–

Eterna Pedalada - Blog DNA Santastico (13)

Eternamente obrigado aos Meninos da Vila de 2002, jamais esquecerei!

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS | 5º CAPÍTULO |

O Blog DNA Santástico orgulhosamente apresenta o 5º capítulo de “SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS”, de autoria do torcedor santista Roberto Dias Alvares, cuja obra conta a história do glorioso alvinegro praiano na forma de versos em aproximadamente 700 estrofes no sistema de quadras, onde o primeiro verso rima com o terceiro e o segundo rima com o quarto.

Neste capítulo a obra abrangerá o magnífico ano de 1962, apreciem:

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS
| 5º capítulo |

1962
Mil novecentos e sessenta e dois
completou o cinquentenário.
Santos, o maior vós sois.
Clube de futebol planetário.

Uma constelação de estrelas no gramado.
Os nomes de onze craques aqui eu ponho.
Fizeram no futebol o seu reinado.
Formaram no Santos, um time de sonho.

Time dos Sonhos - Blog DNA Santastico

Gilmar dos Santos Neves, o maior goleiro,
esta é uma grande verdade.
Seguro, firme, amigo e parceiro,
debaixo das traves passava tranquilidade.

Mauro Ramos de Oliveira,
zagueiro clássico de postura elegante.
Capitão no Santos e na Seleção Brasileira,
Em campo era um verdadeiro gigante.

Raul Donazar Calvet era
zagueiro firme, transmitia confiança.
Guardando a zaga, verdadeira fera.
Mantinha a defesa em segurança.

O lateral esquerdo Dalmo Gaspar,
jogador de grande capacidade.
Muito ajudou o Santos a ganhar,
em todo jogo mantinha a regularidade.

Lima foi um jogador polivalente.
O maior coringa do futebol brasileiro.
Em qualquer posição era eficiente.
Tinha velocidade e chute certeiro.

José Ely de Miranda, o Zito.
Grande líder, ao time comandava.
Tinha muita raça, mas sabia jogar bonito.
Com autoridade, nem Pelé o questionava.

O ponta direita Dorval,
era rápido e driblador.
Foi um jogador sensacional.
No Santos um grande vencedor.

Mengálvio Figueiró, grande meio campista.
Passes precisos e bom na cobertura.
Este grande jogador santista,
ajudava o ataque e mantinha a defesa segura.

Coutinho, centroavante frio e habilidoso.
Com o rei fez lindas tabelas.
Dentro da área, era genial e perigoso.
Autor de gols e jogadas belas.

O rei Pelé foi com certeza,
a perfeição em todos os fundamentos.
Marcou gols, fez jogadas de rara beleza.
Depois dele ninguém marcou mais tentos.

O ponta esquerda Pepe, José Macia.
Chute de esquerda, força extraordinária.
Quando chutava a bola
invariavelmente explodia
dentro das redes adversárias.

Quando Pepe em campo gritava:
“Carne para o leão”.
O companheiro apenas rolava,
e da perna esquerda saia um canhão.

O cinquentenário comemorado.
Ganhando tudo que era possível.
Vários títulos por ele conquistado.
O Santos se mostrava imbatível

Do Estadual e da Taça Brasil, bicampeão,
Honra a este esquadrão de vencedores,
Venceu o mundial de clubes então.
Ganhando antes a Libertadores.

A final da Taça Brasil disputada,
Por dois gigantes do futebol mundial.
O Santos venceu de goleada.
Derrotando o Botafogo na final.

O Santos venceu de quatro a três.
No Maracanã foi três a um para o Botafogo.
Estes dois times enfrentavam-se outra vez
para decidir o campeonato neste jogo.

O Botafogo de Garrincha,
Nilton Santos, Zagalo e Didi.
O Santos do rei Pelé & Cia.
Maracanã, tantos craques reunidos ali.
Deixando a torcida em estado de euforia.

Novamente os dois gigantes
encontravam-se frente a frente.
Jogando futebol dos mais vibrantes,
o Santos venceu o Botafogo novamente.

Foi cinco a zero para o grande Santos.
Contra o Esquadrão da Estrela Solitária.
Jogadores que honraram seus mantos,
valorizando esta vitória extraordinária.

Disputando o Torneio Continental.
O Peñarol do Uruguai foi vencido.
Três a zero foi o resultado final.
Coutinho e Pelé tinham definido.

Na fase classificatória
O Santos bateu seus adversários.
Seguindo e fazendo história
vencendo jogos quase diários.

Venceu por dois a um em Montevidéu,
Na Vila Belmiro uma grande confusão depois.
Com um três a três o Santos garantia o troféu.
Mas o árbitro encerrou o jogo no três a dois.

A negra na Argentina realizada.
Santos três a zero no Peñarol.
Merecida foi esta goleada.
Premiando o melhor futebol.

O primeiro jogo do mundial
o Santos não estava sozinho.
Torcida carioca dando apoio fraternal.
Vitória de três a dois, Pelé e Coutinho.

Numa jogada bonita,
Pelé chutou a bola dividida.
Vencendo o goleiro Rita,
abrindo o placar da partida.

O gol que Coutinho fez,
merece ser comentado,
Pela importância, pela beleza talvez,
Será para sempre lembrado.

Na área, Coutinho matou no peito,
deu um lençol no zagueiro,
mandou um chute perfeito,
sem chances para o goleiro.

Em outro ataque peixeiro,
o Santos aumenta o placar.
Coutinho tenta driblar o goleiro.
A bola sobra pra Pelé marcar.

Na conquista do Mundial.
O Benfica, campeão europeu.
Em Lisboa perdeu o jogo final.
O Santos com categoria venceu.

Este jogo colocou frente a frente,
A pantera Eusébio, e o rei negro do futebol.
O português jogou muito realmente.
Mas Pelé brilhou mais do que o sol.

Pepe fez o cruzamento rasteiro,
Pelé marcou de carrinho.
No segundo, o Rei dribla três zagueiros,
chuta de esquerda no cantinho.

Na deixada o adversário é enganado.
Pelé corta o segundo e dribla o terceiro.
Bate de esquerda bem colocado.
Sem chances para Costa Pereira, o goleiro.

Partindo em velocidade constante,
Pelé dribla três da zaga benfiquista.
Cruza na medida, num instante.
Coutinho, centroavante oportunista,
Toca no canto, macio e rasante.

No quarto gol, uma obra prima.
Pelé dribla três marcadores a fio.
Toca e Costa Pereira rebate em cima,
Pelé completa para o gol vazio.

O chute veio rasteiro,
Devagar, quase parando, lento.
Costa Pereira soltou no pé do ponteiro.
Pepe tocou pra marcar seu tento.

Santos, campeão dos campeões.
Seu nome coberto em glórias.
Alegrando todas as nações,
com suas grandes vitórias.

Gilmar, Calvet e Mauro na defesa
Lima, Dalmo, Mengálvio, e Zito.
Dorval, Coutinho, Pelé, Pepe, certeza,
de gols e um futebol bonito.

O manto santista envergado por estes onze.
Craques formando um esquadrão de ouro.
O Santos escreveu seu nome no bronze.
Sua grande torcida, o maior tesouro.

O Santos teve um longo reinado.
A maior das verdades absolutas.
Mostrou a beleza do futebol bem jogado.
Onze camisas brancas, impolutas,
flutuando, a bailar pelo gramado.

O talento jamais findo
deste time de iluminados.
Onze camisas brancas vestindo
corpos negros imaculados.

Pelé e Coutinho protagonizaram
as inesquecíveis tabelinhas,
em campo o que eles realizaram,
poemas dentro das quatro linhas.

Na Copa realizada neste ano.
Mauro, Pelé, Mengálvio, Pepe em ação
Coutinho do alvinegro praiano.
Ajudando o Brasil a ser bi campeão.

Pelé arranca em velocidade,
quatro mexicanos são driblados.
Chute de esquerda com rara felicidade
vence o goleiro, desesperado.

Brasil e Tchecoslováquia na final
fizeram um jogo equilibrado.
A Seleção ganhou o mundial,
com um futebol bem jogado.

No segundo gol da Seleção,
Amarildo corta e faz o cruzamento.
Zito sobe de cabeça, explode de emoção,
ao marcar seu mais importante tento.

Lá vai Pelé com a bola.
Pra aprender o futebol
não precisou ir à escola.
Lá vai Pelé, dribla um,
dribla dois, dribla outra vez.
Com mais uma finta,
deixa para trás mais três.
Lá vai Pelé. Deu no goleiro um lençol,
chuta e marca um gol,
digno do Rei do futebol.

 Autor: Roberto Dias Alvares

O Blog DNA Santástico na figura de seu mantenedor, Edmar Junior, reitera agradecimento ao amigo Roberto Dias Alvares pela confiança, parabeniza pela iniciativa e pela belíssima obra que homenageia e exalta o glorioso Santos Futebol Clube.

Em breve o 6º capítulo de Santos FC – Uma história contada em versos será publicada aqui, não percam!

Leia também:
Santos FC – Uma história contada em versos – 1º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 2º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 3º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 4º capítulo

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

RESGATE SANTISTA CELEBROU OS 10 ANOS DO TÍTULO DE CAMPEÃO BRASILEIRO DE 2002

A Associação Movimento Resgate Santista celebrou na noite de ontem (11/12) os 10 anos da conquista do título de Campeão Brasileiro de 2002, brilhantemente conquistado pelo Santos Futebol Clube.

Logo Resgate Santista

O evento contou com grande participação dos torcedores santistas que lotaram o local da celebração, este cuidadosamente tematizado, prestigiaram o evento membros das torcidas organizadas e também de diversas correntes políticas do clube, todos unidos única e exclusivamente para relembrar e festejar este importante título da história do clube.

481758_465076476860773_1443261730_n-tile

Fotos: Juliana Satie

Evento AMRS - 10 ANOS 2002 - Blog DNA Santastico (9)

Edmar Junior, Cosmo Damião (Fundador e Presidente de Honra da TJS) e Fabio Lopes

Os torcedores puderam tirar fotos ao lado da Taça do Campeonato Brasileiro 2002, que gentilmente foi cedida pelo Santos Futebol Clube para abrilhantar ainda mais o evento.

Evento AMRS - 10 ANOS 2002 - Blog DNA Santastico (5)

Alguns dos atletas campeões em 2002 compareceram ao evento, carinhosamente atenderam todos os torcedores para fotos e autógrafos, foram eles:  Alberto, Alexandre, Douglas, Julio Sérgio, Michel e Wellington.

Torcedores Felipe e Marcelo com os CAMPEÕES DE 2002 Julio Sérgio e Alexandre

Torcedores Felipe e Marcelo com os CAMPEÕES DE 2002 Julio Sérgio e Alexandre

Durante o evento foi exibido no telão um vídeo preparado pela Resgate Santista que relembrou os melhores momentos e histórias da campanha de 2002.

2012 12 11 - Evento AMRS - 10 Anos 2002 - Blog DNA Santastico

Após a exibição do vídeo o Presidente da Associação Movimento Resgante Santista, Fábio Vianna, realizou um emocionante discurso.

Evento AMRS - 10 ANOS 2002 - Blog DNA Santastico (11)

Presidente da Resgate Santista Fábio Vianna durante seu emocionado discurso.

O evento prosseguiu com homenagens da Resgate Santista para os campeões de 2002, para as torcidas organizadas e pessoas que estiveram envolvidas naquela gloriosa  e vitoriosa jornada.

Marcos Maldonado recebeu homenagem em nome do ex-Presidente Marcelo Teixeira.

Marcos Maldonado recebeu homenagem em nome do ex-Presidente Marcelo Teixeira.

Goleiro

Goleiro Julio Sérgio recebeu homenagem das mãos de Maria Fernanda (Diretora de Mídia e Comunicação da Resgate Santista). – Foto: Juliana Satie

Alberto recebeu homenagem das mãos de Felipe Ferreira (Vice-Presidente da Resgate Santista).

“É muito bom ser lembrado por uma conquista dessas, todo mundo sabe que eu sou Santista de coração e é sempre uma alegria relembrar aqueles momento maravilhosos que vivemos juntos em 2002″, afirmou o atacante Alberto.

Michel recebeu homenagem de Rubens Palma (Diretor de Assuntos Políticos da Resgate Santista)

Michel recebeu homenagem de Rubens Palma (Diretor de Assuntos Políticos da Resgate Santista)

Alexandre recebeu homenagem das mãos de Celso Pires (ex-Presidente e Membro do Conselho de Orientação da Resgate Santista)

Alexandre recebeu homenagem das mãos de Celso Pires (ex-Presidente e Membro do Conselho de Orientação da Resgate Santista)

Wellington recebeu homenagem das mãos de Daniel Gonzalez (Membro da Resgate Santista e mentor do evento)

Wellington recebeu homenagem das mãos de Daniel Gonzalez (Membro da Resgate Santista e mentor do evento)

Douglas recebeu homenagem das mãos de Estevam Juhas (Membro do Conselho Fiscal da Resgate Santista).

Douglas recebeu homenagem das mãos de Estevam Juhas (Membro do Conselho Fiscal da Resgate Santista).

A Torcida Jovem do Santos representada pelo Presidente Marcos Gordinho e pelo Fundador e Presidente de Honra Cosmo Damião recebeu homenagem das mãos de Linconl R. Mariano (Diretor Social da Resgate Santista)

A Torcida Jovem do Santos representada pelo Presidente Marcos Gordinho e pelo Fundador e Presidente de Honra Cosmo Damião recebeu homenagem das mãos de Linconl R. Mariano (Diretor Social da Resgate Santista)

Luciano (Presidente da Torcida Organizada Sangue Jovem) recebeu homenagem das mãos de Edmar Junior (Diretor Social da Resgate Santista)

Luciano (Presidente da Torcida Organizada Sangue Jovem) recebeu homenagem das mãos de Edmar Junior (Diretor Social da Resgate Santista). – Foto Juliana Satie

Obs: Os homenageados que não puderam comparecer receberão a placa de homenagem em outra data a ser agendada.

Num dos momentos mais emocionantes da festa, os atletas repetiram o feito de 10 anos atrás, ergueram a Taça de Campeão Brasileiro de 2002.

Evento AMRS - 10 ANOS 2002 - Blog DNA Santastico (38)-tile

No final da celebração houve sorteio de diversos brindes, gentilmente cedidos pelo Departamento de Marketing do Santos, tais como: camisas oficiais do clube autografadas por Neymar, miniatura da Vila Belmiro, DVDs etc.

Brindes sorteados! – Foto: Juliana Satie

Alessandro (Mestre de Cerimônia), Edmar Junior (Diretor Social da Resgate Santista) e a torcedora Vilminha Santista durante realização do sorteio de brindes.

Edmar Junior (Diretor Social da Resgate Santista), Alessandro (Mestre de Cerimônia), torcedora Vilminha Santista e Maria Fernanda (Diretora de Mídia e Comunicação da Resgate Santista) durante a realização do sorteio de brindes. – Fotos: Juliana Satie

Para o presidente da Associação Movimento Resgate Santista, Fábio Vianna, o evento foi um sucesso:

“Contamos com a presença de centenas de torcedores santistas, que vieram relembrar e comemorar um título histórico. Além disso, a imprensa também marcou presença e, junto aos jogadores, tornaram nosso evento de comemoração ainda mais importante para o Santos, que é o nosso maior interesse”, informou.

É isso aí, o Blog DNA Santástico parabeniza a Resgate Santista pela organização, bem como, todos aqueles que estiveram no evento, pois compreenderam que se tratava acima de tudo de uma celebração em função dos 10 anos da conquista do título de campeão brasileiro de 2002 pelo glorioso Santos Futebol Clube, fizeram uma linda e inesquecível festa, estão todos de parabéns!!!

Post atualizado em: 13/12/2012.

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

CONVITE: CELEBRE COM A RESGATE SANTISTA OS 10 ANOS DA CONQUISTA DO TÍTULO DE CAMPEÃO BRASILEIRO DE 2002

O Santos Futebol Clube foi fundado em 14/04/1912 sob o signo de Áries, segundo a Astrologia seu impulso o leva a fazer coisas talvez impossíveis para outros signos, a ação vem antes do pensamento, vive em movimento contínuo, é empreendedor, idealista e conquistador. Virilidade, vitalidade, luta e ação são palavras que podem ser associadas.

Em suma, para a Astrologia, Áries é o signo do ataque (DNA ofensivo?), mas também é aquele que pode passar muito tempo na obscuridade e depois ressurgir com brilho intenso.

E foi exatamente isto que ocorreu há 10 anos atrás, uma nova geração de Meninos da Vila surgiu e com eles o Santos Futebol Clube ressurgiu tal como a Fênix, um dos animais mitológicos que caracteriza o signo de Áries e que ressurge da cinzas.

Em 2002, após um bom tempo na obscuridade o Santos Futebol Clube surpreendeu a todos e sagrou-se campeão brasileiro!

Agora, uma década após a conquista do título do campeonato brasileiro de 2002, a Associação Movimento Resgate Santista (AMRS) orgulhosamente promoverá um evento para relembrar, celebrar e homenagear algumas pessoas que estiveram envolvidas naquela gloriosa  e vitoriosa jornada.

Logo Resgate Santista

CONVITE

Convite Evento AMRS - Atualizado

O evento foi formatado para ser um momento de celebração para toda nação santista independente de qualquer viés político, será uma noite de festa única e exclusivamente para celebrar o título conquistado pelo Santos em 2002.

Amigo (a) Santista, reserve o dia (11/12) e o horário (20h) em sua agenda e posteriormente prestigie o evento conforme o convite acima, a Resgate Santista terá grande prazer em recebe-lo (a) para celebrar junto contigo os 10 anos daquela conquista que tanto nos orgulha e que jamais esqueceremos.

Compareça, sua presença é de suma importância! Vamos celebrar!!!

Clique aqui para acessar o Portal Santista Roxo e conferir as atrações da festa de 10 anos do título do Brasileirão de 2002 – Resgate Santista.

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

EMBAIXADA DO PEIXE EM BRASÍLIA-DF

A primeira Embaixada do Peixe foi aprovada no Conselho Deliberativo do clube em março de 2012, o projeto que se tornou realidade é fruto da dedicação e ação de um grupo de torcedores / sócios do Santos Futebol Clube de Brasília-DF e região, são conhecidos como Loucos pelo Santos e costumam assistir juntos os jogos do Santos num bar denominado Hospício.

Loucos pelo Santos reunidos no Hospício em dia de jogo do Santos.

Loucos pelo Santos reunidos no Hospício em dia de jogo do Santos.

Após a aprovação no Conselho Deliberativo a Embaixada do Peixe em Brasília-DF foi efetivamente fundada no dia 10 abril e no mês de agosto houve aclamação de chapa única. O embaixador eleito foi Mayr Cerqueira Godoy junto com o secretário Manoel Eduardo Carvalho Neto e os membros dos Conselhos Consultivo e Fiscal.

Conselho Consultivo     
Gilberto Nunes de Oliveira
Robson Cardoso da Silva
Jonas Lopes
Julio Cesar Soares
Jovan de Abreu Filho

Conselho Fiscal   
José Roberto do Prado
Tony Toshio Kira
Laerte Lopes

A Embaixada do Peixe em Brasília está localizada na Avenida W3 Norte, quadra 503, no bairro Asa Norte.

No último sábado (01/12/2012) a Embaixada do Peixe em Brasília realizou um belíssimo evento para celebrar os 50 anos da conquista do primeiro mundial do Santos Futebol Clube e também os 10 anos do título brasileiro de 2002.

No evento houve uma breve apresentação do histórico da Embaixada e de seus membros,  os ex-jogadores e eternos ídolos Mengálvio e Robert estiveram por lá e foram devidamente reverenciados.

Evento da Embaixada do Peixe em Brasília-DF com as presenças de Mengálvio e Robert

Evento da Embaixada do Peixe em Brasília-DF

Evento da Embaixada do Peixe em Brasília-DF com Mengálvio e Robert

O evento marcou o lançamento do primeiro DVD produzido pela Embaixada, contendo toda a homenagem histórica ao Santos em função de seu Centenário ocorrida no Congresso Nacional e também a histórica fundação da primeira Embaixada do Peixe no planeta.

Também houve momentos reservados para coletar autógrafos e tirar fotos com os ídolos.

Embaixada do Peixe - Brasilia - Blog DNA Santastico (5)-tile

Muitos brindes foram sorteados, inclusive uma camisa autografada pelo elenco do Santos cujo sortudo foi o sócio Jovan de Abreu Filho, que deu a camisa para o filho de 13 anos.

No final todos assistiram o último jogo do Santos no Brasileirão 2012 diante do rebaixado Palmeiras, no campo Neymar & Cia deram show, o Santos venceu por 3 x 1 e em Brasília os torcedores ficaram felizes pela vitória do time e pelo sucesso do evento da primeira Embaixada do Peixe.

Os Loucos pelo Santos, responsáveis pela primeira Embaixada do Peixe no planeta.

A turma da Embaixada do Peixe de Brasília-DF no dia do evento.

O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, parabeniza os membros da Embaixada do Peixe de Brasília-DF, pelo pioneirismo, pela história de sucesso que estão construindo, pela pluralidade e boa convivência com outros grupos da Nação Santista e por colocarem nosso Santos Futebol Clube acima de tudo!

SAIBA MAIS…

Conforme o novo Estatuto Social do Santos Futebol Clube as embaixadas do peixe são representações dos associados do SANTOS com base territorial definida, organizadas e dirigidas de forma voluntária pelos associados interessados e sob a responsabilidade exclusiva desses associados, sob a forma de entidade legal distinta, sem fins lucrativos. O SANTOS poderá aprovar a criação das Embaixadas do Peixe em qualquer localidade do Brasil e do exterior por proposta de no mínimo 100 (cem) associados, desde que aprovado pelo Conselho Deliberativo.

As embaixadas do peixe devem funcionar como canal de comunicação do SANTOS com os seus associados e têm a finalidade de incentivar campanhas sociais do SANTOS, promover novas filiações de associados, realizar promoções, reunir e aproximar os associados de sua base territorial, e promover os fins do Estatuto Social do Santos Futebol Clube.

As Embaixadas do Peixe devem ser auto-sustentáveis e são disciplinadas por regimento interno elaborado pelo SANTOS, aprovado pelo Conselho Deliberativo. O não cumprimento do regimento interno e/ou do Estatuto Social do Santos Futebol Clube resulta na extinção da Embaixada do Peixe por deliberação do Conselho Deliberativo.

O SANTOS não é responsável perante terceiros por passivo ou obrigação, de qualquer natureza, contraído por qualquer de suas Embaixadas do Peixe.

—–//—–

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

NEYMAR – O CAMINHO DO MITO

Um belíssimo documentário sobre o craque Neymar, resultado do trabalho de conclusão do curso de Jornalismo da PUC-SP, produzido pelos alunos Eduardo Laiola e Rafael Reis, com orientação de Marcos Cripa. Vale muito a pena assistir:

OBS: Este trabalho não possui qualquer fim lucrativo ou comercial.

Obrigado Neymar Jr!

Obrigado Neymar Jr e parabéns pela brilhante trajetória!

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

HOMENAGEM AO ETERNO CAPITÃO ZITO

Assim como fizemos anteriormente com os ex-jogadores e eternos ídolos Dalmo Gaspar e Gylmar dos Santos Neves, eu e meus amigos Alex Santos e Wesley Miranda, nesta oportunidade acompanhados pelo Prof. Guilherme Nascimento, com muita honra prestamos mais uma homenagem para um grande ídolo da história do Santos Futebol Clube, desta vez o homenageado foi o Sr. José Ely de Miranda, o nosso eterno capitão Zito, um dos jogadores mais emblemáticos do período áureo do Santos.

Prof. Guilherme Nascimento, Edmar Junior, Zito, Alex Santos e Wesley Miranda

Prof. Guilherme Nascimento, Edmar Junior, Zito, Alex Santos e Wesley Miranda

VÍDEO

Contém imagens da carreira de Zito e da homenagem que prestamos:

zito, SAIBA MAIS…

Zito - Blog DNA Santastico (3)

Zito nasceu no dia 8 de agosto de 1932 em meio ao auge da Revolução Constitucionalista de São Paulo, a hoje cidade de Roseira nem era município, pertencia ainda à cidade de Aparecida. Somente na metade da década de 60, a cidade foi emancipada. No entanto quando isto aconteceu, o seu filho e cidadão mais ilustre já atuava há um tempo com a tarja de capitão da equipe do Santos, sendo reconhecido como um dos melhores da posição no planeta, além de ser bicampeão mundial com o Santos e com a seleção brasileira.

Quando pequeno o menino José Ely era chamado por seu familiares de “Joselito”, porém, em meio aos amigos, para simplificar ainda mais a alcunha, passou a ser chamado de “Zito”, apelido pelo qual é mundialmente conhecido até os dias de hoje.

A carreira de jogador de futebol de Zito começou aos 16 anos exatamente no Vale do Paraíba. Com 19 anos ele desfilava toda a sua técnica pelos gramados da região, sendo considerado o melhor volante de todo o Vale do Paraíba. Era um volante cheio de técnica, moderno para sua época, distante dos volantes que só sabiam destruir jogadas. Zito era daqueles jogadores que sabiam atacar e defender da mesma forma, sempre com classe e maestria.

Neste período Zito disputava muitos jogos pela equipe do Taubaté, inclusive participava do Campeonato Paulista. Por indicação acabou sendo contratado pelo Santos Futebol Clube e desembarcou na Vila Belmiro às vésperas de completar 20 anos de idade, no dia 15 junho de 1952. A estréia do volante com a camisa do Peixe aconteceu em 30/06/1952 no amistoso realizado contra o time carioca do Madureira, vencido pelo time santista por 3×1. Durante um bom tempo Zito foi reserva do saudoso Formiga e nesta condição conquistou seu primeiro título com a camisa do Santos, o Campeonato Paulista de 1955.

Zito - Blog DNA Santastico (1)

No ano seguinte, Zito já havia conquistado a condição de titular na equipe do Santos, sendo notável e impressionante seu senso de organização no meio-campo. O jogador também se destacava na liderança, respeitado naturalmente por seu companheiros, dentro e fora do campo. Neste ano (1956) conquistou novamente o título do Campeonato Paulista, fato que se repetiu em muitos outros anos.

Mas, ainda na década de 50, surgiu na Vila Belmiro um menino chamado Pelé, que como todos nos sabemos se tornou o melhor jogador de futebol de mundo. No entanto,  Zito nunca se fez de rogado quando precisava dar uma bronca em Pelé, mesmo quando esta já era de fato o Rei do Futebol.

Para o volante não importava quem estava ao seu lado. Se não estivesse jogando bem, Zito utilizava sua liderança inata para chamar a atenção do companheiro. Era muito comum observá-lo dando gritos de incentivo aos seus companheiros a fim de que a equipe marcasse mais gols, mesmo com o placar já bem dilatado a favor do Santos, com a vitória garantida. Zito tinha a permissão do técnico Lula para ser o grande orientador da equipe dentro das quatro linhas. Ele era uma espécie de técnico dentro do campo. Por meio de seus passes perfeitos e posicionamento dentro de campo, o Santos conseguiu alcançar muitos resultados positivos.

Zito - Blog DNA Santastico (6)

Seu perfil fez com que todos os jogadores, sem exceção, respeitassem-no, mesmo os mais renomados como Jair da Rosa Pinto, por exemplo. Até mesmo o Rei Pelé se curvava perante sua liderança. Na Vila Belmiro, Zito ficou também conhecido como “Gerente“.

Zito atuou no Santos até 1967, despediu-se do Peixe deixando a camisa número 5 para um jovem, que assim como ele, também se tornaria uma lenda viva na história do Santos: Clodoaldo.

Após encerrar a carreira, Zito permaneceu ainda muito ligado ao Santos, clube que segundo ele é o seu grande amor, sua vida. O ídolo continuou vivendo na cidade e atuou no clube em vários cargos, como auxiliar técnico, diretor de futebol, gerente e vice-presidente. Foi um dos responsáveis pelo surgimento na base santista dos jogadores Diego, Robinho e Neymar.

As homenagens fazem parte de sua vida, o craque virou nome de centro esportivo em Pindamonhangaba, cidade vizinha à Roseira. No “Centro Esportivo José Ely de Miranda”, muitos garotos aprimoram-se no esporte, onde quem sabe um dia, um novo representante da região do Vale do Paraíba possa despontar no cenário esportivo mundial.

Zito atuou em 727 jogos com a camisa do Santos, marcou 57 gols e seus principais títulos conquistados foram:

  • Campeão Mundial (1962/1963);
  • Campeão Sul-Americano (1962/1963);
  • Campeão Brasileiro (1961/1962/1963/1964/1965);
  • Campeão Torneio Rio-São Paulo (1959/1963/1964/1966);
  • Campeão Paulista (1955/1956/1960/1961/1962/1964/1965/1967).

Zito - Blog DNA Santastico (4)

O craque santista foi o grande líder de uma geração de sonho, representando a disciplina e a organização de uma equipe que jogava por música, passando por cima de qualquer adversário em qualquer situação. Um jogador que impõe respeito até mesmo para o Rei, certamente, deve ser ovacionado por todos. O melhor time do mundo só poderia mesmo ter um capitão da categoria e retidão de Zito.

Zito no melhor time de todos os tempos!

Em suma, foi muito bacana homenagear o eterno ídolo e capitão Zito, tenho certeza que este é também o sentimento dos meus amigos Alex Santos, Wesley Miranda e Prof. Guilherme Nascimento.

Obrigado Zito!

Obrigado Zito!

Fontes:

  • Grandes Ídolos do Santos / André Martinez / Ícone Editora
  • Santos Futebol Clube

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!