Arquivo da tag: SANTOS FUTEBOL CLUBE

2002 – MENINOS DA VILA, PEDALADAS E TÍTULO, JAMAIS ESQUECEREI!


AS PRIMEIRAS EXPERIÊNCIAS…

Sou santista por hereditariedade, foi do meu pai que herdei o DNA Santástico, vem daí minha santisticidade. E ao relembrar minhas primeiras experiências como torcedor do glorioso Santos Futebol Clube fui remetido para 1983, naquele ano o Santos foi vice-campeão brasileiro, lembro de ter assistido o jogo final. Já no ano seguinte, 1984, o Santos conquistou o campeonato paulista, mas pasmem, não me lembro de absolutamente nada, naquele ano eu ainda era uma criança e houveram muitas mudanças na vida pessoal, minha família mudou de residência, eu mudei de escola, perdi contato com algumas crianças e fiz amizades com outras, durante algum tempo o futebol ficou em sei lá qual plano da vida.  Só voltei acompanhar novamente nas semifinais do campeonato paulista de 1986, mas o Santos acabou sendo eliminado.

UMA ÉPOCA SOFRIDA…

O ano de 1987 foi o ano em que realmente passei acompanhar de forma mais contundente o Santos, foi neste ano que fui, levado pelo meu pai, pela primeira vez em um estádio e não foi num estádio qualquer, foi simplesmente o Urbano Caldeira, estádio do Santos Futebol Clube, na vila mais famosa do mundo, a nossa querida Vila Belmiro. Neste ano o Santos fazia boa campanha no Paulistão, liderou a tabela durante praticamente todo o campeonato, fiquei empolgado, assistia tudo que passava do Santos, lia tudo e registrava em folha de papel almaço, eu sabia tudo na ponta língua, onde foi o jogo, quanto foi, quem fez os gols, em que minuto e tempo da partida. Mas infelizmente fomos mais uma vez eliminados na semifinal, desta vez pelo SCCP, numa humilhante derrota por 5 x 1. Detalhe, o centroavante do time do Parque São Jorge fez 4 dos 5 gols deles e senão bastasse o tal jogador era o Edmar, que acabou sendo o artilheiro do campeonato, naquele fatídico dia eu quis mudar o meu nome.

Mas a vida seguiu! Na escola, como todo garoto santista da época, eu era zuado pelos garotos torcedores de outros times e foi assim durante muito tempo. Em 1995, após anos de fila, parecia que enfim o sofrimento iria acabar, comandado em campo pelo Messias Giovanni, o time do Santos resgatou o orgulho de ser santista, teve uma arrancada sensacional no Campeonato Brasileiro, com direito até a jogo épico, quem não se lembra de Santos 5 x 2 Fluminense no Pacaembu? Mas na final contra o time da estrela solitária o glorioso Santos Futebol Clube foi “operado” pelo árbitro da partida, que não merece nem ter o nome citado aqui. O Santos foi o CAMPEÃO MORAL, na prática ficou com o vice-campeonato e a fila continuou.

Vida que segue, em 1997 o Santos ganhou o Torneio Rio São Paulo, foi a primeira vez que gritei “É Campeão”, foi uma grande alegria!

Em 1998, novo título, desta vez ganhamos a Copa Conmebol.

Mas para imprensa marrom e para os “antis” estes não eram considerados títulos de expressão, na visão deles o Santos permanecia na fila e os torcedores santistas continuaram sendo zuados.

O sofrimento prosseguiu, estivemos perto de um título paulista em 2000, mais uma vez acabamos vice. Em 2001, sofremos um duro golpe, na semifinal do campeonato paulista contra o SCCP, tomamos um gol no último segundo, feito pelo jogador Ricardinho. Foi cruel, doeu demais!

Tudo que relatei acima resumem uma época sofrida, mas importante para o fortalecimento do meu amor e de toda uma geração de torcedores pelo Santos Futebol Clube.

2002, O ANO DA LIBERTAÇÃO, O ANO DA ALEGRIA…

Em 2002, já com entre aspas “18 anos de fila”, assim como uma Fênix que ressurge das cinzas, o grande Santos Futebol Clube ressurgiu comandado pelo técnico Emerson Leão e por uma nova geração de meninos, destaque para Diego e Robinho. Naquele ano o Santos Futebol Clube sagrou-se CAMPEÃO BRASILEIRO contra o SCCP, enfim  eu e uma geração inteira de meninos se livrou do estigma que nos acompanhou durante muito anos, deixamos de ser os meninos da fila e nos tornamos também, assim como nosso jogadores, os MENINOS DA VILA!

Santos CAMPEAO 2002 - Blog DNA Santastico

Hoje, 15/12/2012, faz 10 anos que conquistamos o título de 2002, eu estava lá no Morumbi, de lá para cá muita coisa aconteceu, ser campeão tornou-se uma agradável rotina, porém, jamais esquecerei aquele dia 15/12/2002, foi um dia de libertação, de êxtase, de muita alegria, fico emocionado ao lembrar das defesas de Fábio Costa, da garra do Léo, das pedaladas do então menino Robinho, enfim do talento e da entrega de todo aquele time maravilhoso que colocou o Santos no topo do futebol brasileiro novamente e proporcionou um dos dias mais feliz da minha vida.

10 Anos de Pedalada - Blog DNA Santastico

Hoje é dia de relembrar, hoje é dia de celebrar, vamos voltar naquele dia 15/12/2002 e rever como tudo aconteceu através da edição do acervo digital:

Show, é sempre muito emocionante rever esta imagens!!!

FICHA TÉCNICA

Data: 15/12/2002
Competição: Campeonato Brasileiro — Finais — 2º jogo
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 74.586
Renda: R$ 1.152.809,00
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Cartões amarelos: Fabinho, Fábio Luciano, Fabrício, Maurinho e Fábio Costa
Gols: Robinho, aos 37min do primeiro tempo; Deivid, aos 30min, Anderson, aos 39min, Elano, aos 43min, e Léo, aos 47min do segundo tempo.
Resultado: Santos 3 x 2 Corinthians

CORINTHIANS
Doni; Rogério, Fábio Luciano, Ânderson e Kléber; Fabinho (Fabrício), Vampeta e Renato; Deivid, Guilherme (Leandro) e Gil.
Técnico: Carlos Alberto Parreira

SANTOS
Fábio Costa; Maurinho, Alex, André Luís e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Robert/Michel); Robinho e William (Alexandre)
Técnico: Emerson Leão

—– // —–

Eterna Pedalada - Blog DNA Santastico (13)

Eternamente obrigado aos Meninos da Vila de 2002, jamais esquecerei!

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS | 5º CAPÍTULO |

O Blog DNA Santástico orgulhosamente apresenta o 5º capítulo de “SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS”, de autoria do torcedor santista Roberto Dias Alvares, cuja obra conta a história do glorioso alvinegro praiano na forma de versos em aproximadamente 700 estrofes no sistema de quadras, onde o primeiro verso rima com o terceiro e o segundo rima com o quarto.

Neste capítulo a obra abrangerá o magnífico ano de 1962, apreciem:

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS
| 5º capítulo |

1962
Mil novecentos e sessenta e dois
completou o cinquentenário.
Santos, o maior vós sois.
Clube de futebol planetário.

Uma constelação de estrelas no gramado.
Os nomes de onze craques aqui eu ponho.
Fizeram no futebol o seu reinado.
Formaram no Santos, um time de sonho.

Time dos Sonhos - Blog DNA Santastico

Gilmar dos Santos Neves, o maior goleiro,
esta é uma grande verdade.
Seguro, firme, amigo e parceiro,
debaixo das traves passava tranquilidade.

Mauro Ramos de Oliveira,
zagueiro clássico de postura elegante.
Capitão no Santos e na Seleção Brasileira,
Em campo era um verdadeiro gigante.

Raul Donazar Calvet era
zagueiro firme, transmitia confiança.
Guardando a zaga, verdadeira fera.
Mantinha a defesa em segurança.

O lateral esquerdo Dalmo Gaspar,
jogador de grande capacidade.
Muito ajudou o Santos a ganhar,
em todo jogo mantinha a regularidade.

Lima foi um jogador polivalente.
O maior coringa do futebol brasileiro.
Em qualquer posição era eficiente.
Tinha velocidade e chute certeiro.

José Ely de Miranda, o Zito.
Grande líder, ao time comandava.
Tinha muita raça, mas sabia jogar bonito.
Com autoridade, nem Pelé o questionava.

O ponta direita Dorval,
era rápido e driblador.
Foi um jogador sensacional.
No Santos um grande vencedor.

Mengálvio Figueiró, grande meio campista.
Passes precisos e bom na cobertura.
Este grande jogador santista,
ajudava o ataque e mantinha a defesa segura.

Coutinho, centroavante frio e habilidoso.
Com o rei fez lindas tabelas.
Dentro da área, era genial e perigoso.
Autor de gols e jogadas belas.

O rei Pelé foi com certeza,
a perfeição em todos os fundamentos.
Marcou gols, fez jogadas de rara beleza.
Depois dele ninguém marcou mais tentos.

O ponta esquerda Pepe, José Macia.
Chute de esquerda, força extraordinária.
Quando chutava a bola
invariavelmente explodia
dentro das redes adversárias.

Quando Pepe em campo gritava:
“Carne para o leão”.
O companheiro apenas rolava,
e da perna esquerda saia um canhão.

O cinquentenário comemorado.
Ganhando tudo que era possível.
Vários títulos por ele conquistado.
O Santos se mostrava imbatível

Do Estadual e da Taça Brasil, bicampeão,
Honra a este esquadrão de vencedores,
Venceu o mundial de clubes então.
Ganhando antes a Libertadores.

A final da Taça Brasil disputada,
Por dois gigantes do futebol mundial.
O Santos venceu de goleada.
Derrotando o Botafogo na final.

O Santos venceu de quatro a três.
No Maracanã foi três a um para o Botafogo.
Estes dois times enfrentavam-se outra vez
para decidir o campeonato neste jogo.

O Botafogo de Garrincha,
Nilton Santos, Zagalo e Didi.
O Santos do rei Pelé & Cia.
Maracanã, tantos craques reunidos ali.
Deixando a torcida em estado de euforia.

Novamente os dois gigantes
encontravam-se frente a frente.
Jogando futebol dos mais vibrantes,
o Santos venceu o Botafogo novamente.

Foi cinco a zero para o grande Santos.
Contra o Esquadrão da Estrela Solitária.
Jogadores que honraram seus mantos,
valorizando esta vitória extraordinária.

Disputando o Torneio Continental.
O Peñarol do Uruguai foi vencido.
Três a zero foi o resultado final.
Coutinho e Pelé tinham definido.

Na fase classificatória
O Santos bateu seus adversários.
Seguindo e fazendo história
vencendo jogos quase diários.

Venceu por dois a um em Montevidéu,
Na Vila Belmiro uma grande confusão depois.
Com um três a três o Santos garantia o troféu.
Mas o árbitro encerrou o jogo no três a dois.

A negra na Argentina realizada.
Santos três a zero no Peñarol.
Merecida foi esta goleada.
Premiando o melhor futebol.

O primeiro jogo do mundial
o Santos não estava sozinho.
Torcida carioca dando apoio fraternal.
Vitória de três a dois, Pelé e Coutinho.

Numa jogada bonita,
Pelé chutou a bola dividida.
Vencendo o goleiro Rita,
abrindo o placar da partida.

O gol que Coutinho fez,
merece ser comentado,
Pela importância, pela beleza talvez,
Será para sempre lembrado.

Na área, Coutinho matou no peito,
deu um lençol no zagueiro,
mandou um chute perfeito,
sem chances para o goleiro.

Em outro ataque peixeiro,
o Santos aumenta o placar.
Coutinho tenta driblar o goleiro.
A bola sobra pra Pelé marcar.

Na conquista do Mundial.
O Benfica, campeão europeu.
Em Lisboa perdeu o jogo final.
O Santos com categoria venceu.

Este jogo colocou frente a frente,
A pantera Eusébio, e o rei negro do futebol.
O português jogou muito realmente.
Mas Pelé brilhou mais do que o sol.

Pepe fez o cruzamento rasteiro,
Pelé marcou de carrinho.
No segundo, o Rei dribla três zagueiros,
chuta de esquerda no cantinho.

Na deixada o adversário é enganado.
Pelé corta o segundo e dribla o terceiro.
Bate de esquerda bem colocado.
Sem chances para Costa Pereira, o goleiro.

Partindo em velocidade constante,
Pelé dribla três da zaga benfiquista.
Cruza na medida, num instante.
Coutinho, centroavante oportunista,
Toca no canto, macio e rasante.

No quarto gol, uma obra prima.
Pelé dribla três marcadores a fio.
Toca e Costa Pereira rebate em cima,
Pelé completa para o gol vazio.

O chute veio rasteiro,
Devagar, quase parando, lento.
Costa Pereira soltou no pé do ponteiro.
Pepe tocou pra marcar seu tento.

Santos, campeão dos campeões.
Seu nome coberto em glórias.
Alegrando todas as nações,
com suas grandes vitórias.

Gilmar, Calvet e Mauro na defesa
Lima, Dalmo, Mengálvio, e Zito.
Dorval, Coutinho, Pelé, Pepe, certeza,
de gols e um futebol bonito.

O manto santista envergado por estes onze.
Craques formando um esquadrão de ouro.
O Santos escreveu seu nome no bronze.
Sua grande torcida, o maior tesouro.

O Santos teve um longo reinado.
A maior das verdades absolutas.
Mostrou a beleza do futebol bem jogado.
Onze camisas brancas, impolutas,
flutuando, a bailar pelo gramado.

O talento jamais findo
deste time de iluminados.
Onze camisas brancas vestindo
corpos negros imaculados.

Pelé e Coutinho protagonizaram
as inesquecíveis tabelinhas,
em campo o que eles realizaram,
poemas dentro das quatro linhas.

Na Copa realizada neste ano.
Mauro, Pelé, Mengálvio, Pepe em ação
Coutinho do alvinegro praiano.
Ajudando o Brasil a ser bi campeão.

Pelé arranca em velocidade,
quatro mexicanos são driblados.
Chute de esquerda com rara felicidade
vence o goleiro, desesperado.

Brasil e Tchecoslováquia na final
fizeram um jogo equilibrado.
A Seleção ganhou o mundial,
com um futebol bem jogado.

No segundo gol da Seleção,
Amarildo corta e faz o cruzamento.
Zito sobe de cabeça, explode de emoção,
ao marcar seu mais importante tento.

Lá vai Pelé com a bola.
Pra aprender o futebol
não precisou ir à escola.
Lá vai Pelé, dribla um,
dribla dois, dribla outra vez.
Com mais uma finta,
deixa para trás mais três.
Lá vai Pelé. Deu no goleiro um lençol,
chuta e marca um gol,
digno do Rei do futebol.

 Autor: Roberto Dias Alvares

O Blog DNA Santástico na figura de seu mantenedor, Edmar Junior, reitera agradecimento ao amigo Roberto Dias Alvares pela confiança, parabeniza pela iniciativa e pela belíssima obra que homenageia e exalta o glorioso Santos Futebol Clube.

Em breve o 6º capítulo de Santos FC – Uma história contada em versos será publicada aqui, não percam!

Leia também:
Santos FC – Uma história contada em versos – 1º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 2º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 3º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 4º capítulo

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

RESGATE SANTISTA CELEBROU OS 10 ANOS DO TÍTULO DE CAMPEÃO BRASILEIRO DE 2002

A Associação Movimento Resgate Santista celebrou na noite de ontem (11/12) os 10 anos da conquista do título de Campeão Brasileiro de 2002, brilhantemente conquistado pelo Santos Futebol Clube.

Logo Resgate Santista

O evento contou com grande participação dos torcedores santistas que lotaram o local da celebração, este cuidadosamente tematizado, prestigiaram o evento membros das torcidas organizadas e também de diversas correntes políticas do clube, todos unidos única e exclusivamente para relembrar e festejar este importante título da história do clube.

481758_465076476860773_1443261730_n-tile

Fotos: Juliana Satie

Evento AMRS - 10 ANOS 2002 - Blog DNA Santastico (9)

Edmar Junior, Cosmo Damião (Fundador e Presidente de Honra da TJS) e Fabio Lopes

Os torcedores puderam tirar fotos ao lado da Taça do Campeonato Brasileiro 2002, que gentilmente foi cedida pelo Santos Futebol Clube para abrilhantar ainda mais o evento.

Evento AMRS - 10 ANOS 2002 - Blog DNA Santastico (5)

Alguns dos atletas campeões em 2002 compareceram ao evento, carinhosamente atenderam todos os torcedores para fotos e autógrafos, foram eles:  Alberto, Alexandre, Douglas, Julio Sérgio, Michel e Wellington.

Torcedores Felipe e Marcelo com os CAMPEÕES DE 2002 Julio Sérgio e Alexandre

Torcedores Felipe e Marcelo com os CAMPEÕES DE 2002 Julio Sérgio e Alexandre

Durante o evento foi exibido no telão um vídeo preparado pela Resgate Santista que relembrou os melhores momentos e histórias da campanha de 2002.

2012 12 11 - Evento AMRS - 10 Anos 2002 - Blog DNA Santastico

Após a exibição do vídeo o Presidente da Associação Movimento Resgante Santista, Fábio Vianna, realizou um emocionante discurso.

Evento AMRS - 10 ANOS 2002 - Blog DNA Santastico (11)

Presidente da Resgate Santista Fábio Vianna durante seu emocionado discurso.

O evento prosseguiu com homenagens da Resgate Santista para os campeões de 2002, para as torcidas organizadas e pessoas que estiveram envolvidas naquela gloriosa  e vitoriosa jornada.

Marcos Maldonado recebeu homenagem em nome do ex-Presidente Marcelo Teixeira.

Marcos Maldonado recebeu homenagem em nome do ex-Presidente Marcelo Teixeira.

Goleiro

Goleiro Julio Sérgio recebeu homenagem das mãos de Maria Fernanda (Diretora de Mídia e Comunicação da Resgate Santista). – Foto: Juliana Satie

Alberto recebeu homenagem das mãos de Felipe Ferreira (Vice-Presidente da Resgate Santista).

“É muito bom ser lembrado por uma conquista dessas, todo mundo sabe que eu sou Santista de coração e é sempre uma alegria relembrar aqueles momento maravilhosos que vivemos juntos em 2002″, afirmou o atacante Alberto.

Michel recebeu homenagem de Rubens Palma (Diretor de Assuntos Políticos da Resgate Santista)

Michel recebeu homenagem de Rubens Palma (Diretor de Assuntos Políticos da Resgate Santista)

Alexandre recebeu homenagem das mãos de Celso Pires (ex-Presidente e Membro do Conselho de Orientação da Resgate Santista)

Alexandre recebeu homenagem das mãos de Celso Pires (ex-Presidente e Membro do Conselho de Orientação da Resgate Santista)

Wellington recebeu homenagem das mãos de Daniel Gonzalez (Membro da Resgate Santista e mentor do evento)

Wellington recebeu homenagem das mãos de Daniel Gonzalez (Membro da Resgate Santista e mentor do evento)

Douglas recebeu homenagem das mãos de Estevam Juhas (Membro do Conselho Fiscal da Resgate Santista).

Douglas recebeu homenagem das mãos de Estevam Juhas (Membro do Conselho Fiscal da Resgate Santista).

A Torcida Jovem do Santos representada pelo Presidente Marcos Gordinho e pelo Fundador e Presidente de Honra Cosmo Damião recebeu homenagem das mãos de Linconl R. Mariano (Diretor Social da Resgate Santista)

A Torcida Jovem do Santos representada pelo Presidente Marcos Gordinho e pelo Fundador e Presidente de Honra Cosmo Damião recebeu homenagem das mãos de Linconl R. Mariano (Diretor Social da Resgate Santista)

Luciano (Presidente da Torcida Organizada Sangue Jovem) recebeu homenagem das mãos de Edmar Junior (Diretor Social da Resgate Santista)

Luciano (Presidente da Torcida Organizada Sangue Jovem) recebeu homenagem das mãos de Edmar Junior (Diretor Social da Resgate Santista). – Foto Juliana Satie

Obs: Os homenageados que não puderam comparecer receberão a placa de homenagem em outra data a ser agendada.

Num dos momentos mais emocionantes da festa, os atletas repetiram o feito de 10 anos atrás, ergueram a Taça de Campeão Brasileiro de 2002.

Evento AMRS - 10 ANOS 2002 - Blog DNA Santastico (38)-tile

No final da celebração houve sorteio de diversos brindes, gentilmente cedidos pelo Departamento de Marketing do Santos, tais como: camisas oficiais do clube autografadas por Neymar, miniatura da Vila Belmiro, DVDs etc.

Brindes sorteados! – Foto: Juliana Satie

Alessandro (Mestre de Cerimônia), Edmar Junior (Diretor Social da Resgate Santista) e a torcedora Vilminha Santista durante realização do sorteio de brindes.

Edmar Junior (Diretor Social da Resgate Santista), Alessandro (Mestre de Cerimônia), torcedora Vilminha Santista e Maria Fernanda (Diretora de Mídia e Comunicação da Resgate Santista) durante a realização do sorteio de brindes. – Fotos: Juliana Satie

Para o presidente da Associação Movimento Resgate Santista, Fábio Vianna, o evento foi um sucesso:

“Contamos com a presença de centenas de torcedores santistas, que vieram relembrar e comemorar um título histórico. Além disso, a imprensa também marcou presença e, junto aos jogadores, tornaram nosso evento de comemoração ainda mais importante para o Santos, que é o nosso maior interesse”, informou.

É isso aí, o Blog DNA Santástico parabeniza a Resgate Santista pela organização, bem como, todos aqueles que estiveram no evento, pois compreenderam que se tratava acima de tudo de uma celebração em função dos 10 anos da conquista do título de campeão brasileiro de 2002 pelo glorioso Santos Futebol Clube, fizeram uma linda e inesquecível festa, estão todos de parabéns!!!

Post atualizado em: 13/12/2012.

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

CONVITE: CELEBRE COM A RESGATE SANTISTA OS 10 ANOS DA CONQUISTA DO TÍTULO DE CAMPEÃO BRASILEIRO DE 2002

O Santos Futebol Clube foi fundado em 14/04/1912 sob o signo de Áries, segundo a Astrologia seu impulso o leva a fazer coisas talvez impossíveis para outros signos, a ação vem antes do pensamento, vive em movimento contínuo, é empreendedor, idealista e conquistador. Virilidade, vitalidade, luta e ação são palavras que podem ser associadas.

Em suma, para a Astrologia, Áries é o signo do ataque (DNA ofensivo?), mas também é aquele que pode passar muito tempo na obscuridade e depois ressurgir com brilho intenso.

E foi exatamente isto que ocorreu há 10 anos atrás, uma nova geração de Meninos da Vila surgiu e com eles o Santos Futebol Clube ressurgiu tal como a Fênix, um dos animais mitológicos que caracteriza o signo de Áries e que ressurge da cinzas.

Em 2002, após um bom tempo na obscuridade o Santos Futebol Clube surpreendeu a todos e sagrou-se campeão brasileiro!

Agora, uma década após a conquista do título do campeonato brasileiro de 2002, a Associação Movimento Resgate Santista (AMRS) orgulhosamente promoverá um evento para relembrar, celebrar e homenagear algumas pessoas que estiveram envolvidas naquela gloriosa  e vitoriosa jornada.

Logo Resgate Santista

CONVITE

Convite Evento AMRS - Atualizado

O evento foi formatado para ser um momento de celebração para toda nação santista independente de qualquer viés político, será uma noite de festa única e exclusivamente para celebrar o título conquistado pelo Santos em 2002.

Amigo (a) Santista, reserve o dia (11/12) e o horário (20h) em sua agenda e posteriormente prestigie o evento conforme o convite acima, a Resgate Santista terá grande prazer em recebe-lo (a) para celebrar junto contigo os 10 anos daquela conquista que tanto nos orgulha e que jamais esqueceremos.

Compareça, sua presença é de suma importância! Vamos celebrar!!!

Clique aqui para acessar o Portal Santista Roxo e conferir as atrações da festa de 10 anos do título do Brasileirão de 2002 – Resgate Santista.

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

EMBAIXADA DO PEIXE EM BRASÍLIA-DF

A primeira Embaixada do Peixe foi aprovada no Conselho Deliberativo do clube em março de 2012, o projeto que se tornou realidade é fruto da dedicação e ação de um grupo de torcedores / sócios do Santos Futebol Clube de Brasília-DF e região, são conhecidos como Loucos pelo Santos e costumam assistir juntos os jogos do Santos num bar denominado Hospício.

Loucos pelo Santos reunidos no Hospício em dia de jogo do Santos.

Loucos pelo Santos reunidos no Hospício em dia de jogo do Santos.

Após a aprovação no Conselho Deliberativo a Embaixada do Peixe em Brasília-DF foi efetivamente fundada no dia 10 abril e no mês de agosto houve aclamação de chapa única. O embaixador eleito foi Mayr Cerqueira Godoy junto com o secretário Manoel Eduardo Carvalho Neto e os membros dos Conselhos Consultivo e Fiscal.

Conselho Consultivo     
Gilberto Nunes de Oliveira
Robson Cardoso da Silva
Jonas Lopes
Julio Cesar Soares
Jovan de Abreu Filho

Conselho Fiscal   
José Roberto do Prado
Tony Toshio Kira
Laerte Lopes

A Embaixada do Peixe em Brasília está localizada na Avenida W3 Norte, quadra 503, no bairro Asa Norte.

No último sábado (01/12/2012) a Embaixada do Peixe em Brasília realizou um belíssimo evento para celebrar os 50 anos da conquista do primeiro mundial do Santos Futebol Clube e também os 10 anos do título brasileiro de 2002.

No evento houve uma breve apresentação do histórico da Embaixada e de seus membros,  os ex-jogadores e eternos ídolos Mengálvio e Robert estiveram por lá e foram devidamente reverenciados.

Evento da Embaixada do Peixe em Brasília-DF com as presenças de Mengálvio e Robert

Evento da Embaixada do Peixe em Brasília-DF

Evento da Embaixada do Peixe em Brasília-DF com Mengálvio e Robert

O evento marcou o lançamento do primeiro DVD produzido pela Embaixada, contendo toda a homenagem histórica ao Santos em função de seu Centenário ocorrida no Congresso Nacional e também a histórica fundação da primeira Embaixada do Peixe no planeta.

Também houve momentos reservados para coletar autógrafos e tirar fotos com os ídolos.

Embaixada do Peixe - Brasilia - Blog DNA Santastico (5)-tile

Muitos brindes foram sorteados, inclusive uma camisa autografada pelo elenco do Santos cujo sortudo foi o sócio Jovan de Abreu Filho, que deu a camisa para o filho de 13 anos.

No final todos assistiram o último jogo do Santos no Brasileirão 2012 diante do rebaixado Palmeiras, no campo Neymar & Cia deram show, o Santos venceu por 3 x 1 e em Brasília os torcedores ficaram felizes pela vitória do time e pelo sucesso do evento da primeira Embaixada do Peixe.

Os Loucos pelo Santos, responsáveis pela primeira Embaixada do Peixe no planeta.

A turma da Embaixada do Peixe de Brasília-DF no dia do evento.

O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, parabeniza os membros da Embaixada do Peixe de Brasília-DF, pelo pioneirismo, pela história de sucesso que estão construindo, pela pluralidade e boa convivência com outros grupos da Nação Santista e por colocarem nosso Santos Futebol Clube acima de tudo!

SAIBA MAIS…

Conforme o novo Estatuto Social do Santos Futebol Clube as embaixadas do peixe são representações dos associados do SANTOS com base territorial definida, organizadas e dirigidas de forma voluntária pelos associados interessados e sob a responsabilidade exclusiva desses associados, sob a forma de entidade legal distinta, sem fins lucrativos. O SANTOS poderá aprovar a criação das Embaixadas do Peixe em qualquer localidade do Brasil e do exterior por proposta de no mínimo 100 (cem) associados, desde que aprovado pelo Conselho Deliberativo.

As embaixadas do peixe devem funcionar como canal de comunicação do SANTOS com os seus associados e têm a finalidade de incentivar campanhas sociais do SANTOS, promover novas filiações de associados, realizar promoções, reunir e aproximar os associados de sua base territorial, e promover os fins do Estatuto Social do Santos Futebol Clube.

As Embaixadas do Peixe devem ser auto-sustentáveis e são disciplinadas por regimento interno elaborado pelo SANTOS, aprovado pelo Conselho Deliberativo. O não cumprimento do regimento interno e/ou do Estatuto Social do Santos Futebol Clube resulta na extinção da Embaixada do Peixe por deliberação do Conselho Deliberativo.

O SANTOS não é responsável perante terceiros por passivo ou obrigação, de qualquer natureza, contraído por qualquer de suas Embaixadas do Peixe.

—–//—–

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

NEYMAR – O CAMINHO DO MITO

Um belíssimo documentário sobre o craque Neymar, resultado do trabalho de conclusão do curso de Jornalismo da PUC-SP, produzido pelos alunos Eduardo Laiola e Rafael Reis, com orientação de Marcos Cripa. Vale muito a pena assistir:

OBS: Este trabalho não possui qualquer fim lucrativo ou comercial.

Obrigado Neymar Jr!

Obrigado Neymar Jr e parabéns pela brilhante trajetória!

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

HOMENAGEM AO ETERNO CAPITÃO ZITO

Assim como fizemos anteriormente com os ex-jogadores e eternos ídolos Dalmo Gaspar e Gylmar dos Santos Neves, eu e meus amigos Alex Santos e Wesley Miranda, nesta oportunidade acompanhados pelo Prof. Guilherme Nascimento, com muita honra prestamos mais uma homenagem para um grande ídolo da história do Santos Futebol Clube, desta vez o homenageado foi o Sr. José Ely de Miranda, o nosso eterno capitão Zito, um dos jogadores mais emblemáticos do período áureo do Santos.

Prof. Guilherme Nascimento, Edmar Junior, Zito, Alex Santos e Wesley Miranda

Prof. Guilherme Nascimento, Edmar Junior, Zito, Alex Santos e Wesley Miranda

VÍDEO

Contém imagens da carreira de Zito e da homenagem que prestamos:

zito, SAIBA MAIS…

Zito - Blog DNA Santastico (3)

Zito nasceu no dia 8 de agosto de 1932 em meio ao auge da Revolução Constitucionalista de São Paulo, a hoje cidade de Roseira nem era município, pertencia ainda à cidade de Aparecida. Somente na metade da década de 60, a cidade foi emancipada. No entanto quando isto aconteceu, o seu filho e cidadão mais ilustre já atuava há um tempo com a tarja de capitão da equipe do Santos, sendo reconhecido como um dos melhores da posição no planeta, além de ser bicampeão mundial com o Santos e com a seleção brasileira.

Quando pequeno o menino José Ely era chamado por seu familiares de “Joselito”, porém, em meio aos amigos, para simplificar ainda mais a alcunha, passou a ser chamado de “Zito”, apelido pelo qual é mundialmente conhecido até os dias de hoje.

A carreira de jogador de futebol de Zito começou aos 16 anos exatamente no Vale do Paraíba. Com 19 anos ele desfilava toda a sua técnica pelos gramados da região, sendo considerado o melhor volante de todo o Vale do Paraíba. Era um volante cheio de técnica, moderno para sua época, distante dos volantes que só sabiam destruir jogadas. Zito era daqueles jogadores que sabiam atacar e defender da mesma forma, sempre com classe e maestria.

Neste período Zito disputava muitos jogos pela equipe do Taubaté, inclusive participava do Campeonato Paulista. Por indicação acabou sendo contratado pelo Santos Futebol Clube e desembarcou na Vila Belmiro às vésperas de completar 20 anos de idade, no dia 15 junho de 1952. A estréia do volante com a camisa do Peixe aconteceu em 30/06/1952 no amistoso realizado contra o time carioca do Madureira, vencido pelo time santista por 3×1. Durante um bom tempo Zito foi reserva do saudoso Formiga e nesta condição conquistou seu primeiro título com a camisa do Santos, o Campeonato Paulista de 1955.

Zito - Blog DNA Santastico (1)

No ano seguinte, Zito já havia conquistado a condição de titular na equipe do Santos, sendo notável e impressionante seu senso de organização no meio-campo. O jogador também se destacava na liderança, respeitado naturalmente por seu companheiros, dentro e fora do campo. Neste ano (1956) conquistou novamente o título do Campeonato Paulista, fato que se repetiu em muitos outros anos.

Mas, ainda na década de 50, surgiu na Vila Belmiro um menino chamado Pelé, que como todos nos sabemos se tornou o melhor jogador de futebol de mundo. No entanto,  Zito nunca se fez de rogado quando precisava dar uma bronca em Pelé, mesmo quando esta já era de fato o Rei do Futebol.

Para o volante não importava quem estava ao seu lado. Se não estivesse jogando bem, Zito utilizava sua liderança inata para chamar a atenção do companheiro. Era muito comum observá-lo dando gritos de incentivo aos seus companheiros a fim de que a equipe marcasse mais gols, mesmo com o placar já bem dilatado a favor do Santos, com a vitória garantida. Zito tinha a permissão do técnico Lula para ser o grande orientador da equipe dentro das quatro linhas. Ele era uma espécie de técnico dentro do campo. Por meio de seus passes perfeitos e posicionamento dentro de campo, o Santos conseguiu alcançar muitos resultados positivos.

Zito - Blog DNA Santastico (6)

Seu perfil fez com que todos os jogadores, sem exceção, respeitassem-no, mesmo os mais renomados como Jair da Rosa Pinto, por exemplo. Até mesmo o Rei Pelé se curvava perante sua liderança. Na Vila Belmiro, Zito ficou também conhecido como “Gerente“.

Zito atuou no Santos até 1967, despediu-se do Peixe deixando a camisa número 5 para um jovem, que assim como ele, também se tornaria uma lenda viva na história do Santos: Clodoaldo.

Após encerrar a carreira, Zito permaneceu ainda muito ligado ao Santos, clube que segundo ele é o seu grande amor, sua vida. O ídolo continuou vivendo na cidade e atuou no clube em vários cargos, como auxiliar técnico, diretor de futebol, gerente e vice-presidente. Foi um dos responsáveis pelo surgimento na base santista dos jogadores Diego, Robinho e Neymar.

As homenagens fazem parte de sua vida, o craque virou nome de centro esportivo em Pindamonhangaba, cidade vizinha à Roseira. No “Centro Esportivo José Ely de Miranda”, muitos garotos aprimoram-se no esporte, onde quem sabe um dia, um novo representante da região do Vale do Paraíba possa despontar no cenário esportivo mundial.

Zito atuou em 727 jogos com a camisa do Santos, marcou 57 gols e seus principais títulos conquistados foram:

  • Campeão Mundial (1962/1963);
  • Campeão Sul-Americano (1962/1963);
  • Campeão Brasileiro (1961/1962/1963/1964/1965);
  • Campeão Torneio Rio-São Paulo (1959/1963/1964/1966);
  • Campeão Paulista (1955/1956/1960/1961/1962/1964/1965/1967).

Zito - Blog DNA Santastico (4)

O craque santista foi o grande líder de uma geração de sonho, representando a disciplina e a organização de uma equipe que jogava por música, passando por cima de qualquer adversário em qualquer situação. Um jogador que impõe respeito até mesmo para o Rei, certamente, deve ser ovacionado por todos. O melhor time do mundo só poderia mesmo ter um capitão da categoria e retidão de Zito.

Zito no melhor time de todos os tempos!

Em suma, foi muito bacana homenagear o eterno ídolo e capitão Zito, tenho certeza que este é também o sentimento dos meus amigos Alex Santos, Wesley Miranda e Prof. Guilherme Nascimento.

Obrigado Zito!

Obrigado Zito!

Fontes:

  • Grandes Ídolos do Santos / André Martinez / Ícone Editora
  • Santos Futebol Clube

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

CENTRO DE MEMÓRIA E ESTATÍSTICA DO SANTOS FC

O Centro de Memória e Estatística do Santos Futebol Clube é responsável pela preservação e perpetuação da gloriosa história do alvinegro praiano.

No local, estão assegurados a conservação, restauração, organização e divulgação de coleções, documentos e publicações do clube desde sua fundação.

Primeiro Livro de Atas do Santos Futebol Clube

A iniciativa constitui uma maneira de valorizar e honrar a trajetória de conquistas e glórias do Santos.

Imagens que ilustram uma trajetória de conquistas e glórias decoram as paredes do Centro de Memória e Estatística

O pesquisador e historiador Guilherme Guarche é o responsável pelo Centro de Memória e Estatística no dia-a-dia, mas ele conta também com o apoio e colaboração de outros pesquisadores e historiadores apaixonados pelo Santos como Guilherme Nascimento e Wesley Miranda.

Edmar Junior e Guilherme Guarche

Edmar Junior com os pesquisadores e historiadores Guilherme Guarche, Guilherme Nascimento e Wesley Miranda.

Jornais, revistas e livros que trazem estampados os feitos do Santos Futebol Clube, são algumas das relíquias encontradas no espaço.

Quem também esteve visitando o Centro de Memória e Estatística recentemente foi o eterno ídolo Rei Pelé, confira no vídeo abaixo:

O Centro de Memória e Estatística funciona em área adjunta ao Memorial das Conquistas no Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro).

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

PRESIDENTE LUIZ ALVARO NA REVISTA STUDIOBOX

O Presidente do Santos Futebol Clube, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro (LAOR), concedeu entrevista para a Revista StudioBox,  publicação que tem como foco contar a história das pessoas que fazem a cidade de Santos acontecer e formam opinião.

Clique nas imagens para ampliar e confira a entrevista:

Clique na imagem para ampliar!

Clique na imagem para ampliar!

Clique na imagem para ampliar!

Clique na imagem para ampliar!

Clique na imagem para ampliar!

saiba mais…


Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS | 4º CAPÍTULO |

O Blog DNA Santástico orgulhosamente apresenta o 4º capítulo de “SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS”, de autoria do torcedor santista Roberto Dias Alvares, cuja obra conta a história do glorioso alvinegro praiano na forma de versos em aproximadamente 700 estrofes no sistema de quadras, onde o primeiro verso rima com o terceiro e o segundo rima com o quarto.

Neste capítulo a obra abrangerá o período compreendido entre 1960 e 1961, apreciem:

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS
| 4º capítulo |

1960
Na década de sessenta o Santos fazia
excursões pelo mundo inteiro.
Levando a vários países a alegria
e a magia do futebol brasileiro.

O Troféu Gialorosso, no País da Bota,
Santos, futebol de talento que se soma.
Acrescentando muitos gols em sua quota.
Venceu na final a equipe da Roma.

Este foi um ano muito feliz.
O Santos mantém a escrita,
ganha o Torneio de Paris,
também é campeão paulista.

Ao vencer o Sheffield da Inglaterra.
Falou-se da Elite de Ébano do futebol mundial.
Diziam que o Santos era o maior time da terra,
e que jogava um futebol sobrenatural.

Pela América e Europa fazia excursões.
Todos queriam ver o Santos de Pelé jogar.
Terra batida ou grandes estádios,
este time de campeões,
encantava e jogava sempre pra ganhar.

O Santos não escolhia plateia.
Príncipes, reis, presidentes e sultões.
Também o povo humilde, a torcida plebeia,
aplaudia este Santos, o maior dos campeões.

Na Itália, Juventus, Milan e Inter de Milão.
Real Madrid e Barcelona da Espanha.
PSG e Racing na França; Santos em ação.
Schalke 04 e Nuremberg na Alemanha.

A pelota tocada de pé em pé.
Artistas da bola dando seu show.
Quando ela chegava a Pelé.
Invariavelmente seguia para o gol.

Artistas desenhando obras de arte.
Com a bola seguindo obediente pelo gramado.
Uns diziam que seu futebol era de Marte.
Outros, que eram homens com um dom sagrado.

Nunca houve, nem haverá um time assim.
Que fazia do campo de futebol uma tela.
Transformavam a bola em pincel, para enfim
pintar no gramado uma linda aquarela.

1961
Com futebol envolvente e sutil,
Fazia a alegria de um povo.
Ganhou a Taça Brasil,
e o Campeonato Paulista de novo.

Também o Torneio de Paris,
conquistou o bicampeonato.
Deixando naquele país,
a certeza de ser o maior de fato.

Venceu o Pentagonal Mexicano.
Atlas, América do México e Guadalajara.
Final, América do Rio e alvinegro praiano.
O Santos desfila sua magia rara.

Fluminense e Santos no Maracanã
ganhou o belo futebol que se destaca.
As duas torcidas que dele eram fã,
de Pelé, que marcou o “gol de placa”.

Pelé arrancou de sua intermediária,
Na corrida, driblou seis adversários,
Marcou, adentrando a grande área,
mais um de seus gols extraordinários.

Este lance em bronze imortalizado,
merecido por todo seu brilho.
Pelé avança sem ser parado,
e toca na saída de Castilho.

Na final da Taça Brasil,
O Santos ganhou com galhardia.
Com um futebol nota mil,
venceu o Esporte Clube Bahia.

O Racing, campeão argentino,
Enfrentou o Santos, campeão do Brasil.
A torcida portenha ficou em desatino,
com o belo espetáculo que assistiu.

Por oito a três o Santos venceu.
Mostrando a todos sua supremacia.
A crônica esportiva muito escreveu,
enaltecendo o Santos pelo feito deste dia.

 Autor: Roberto Dias Alvares

O Blog DNA Santástico na figura de seu mantenedor, Edmar Junior, reitera agradecimento ao amigo Roberto Dias Alvares pela confiança, parabeniza pela iniciativa e pela belíssima obra que homenageia e exalta o glorioso Santos Futebol Clube.

Em breve o 5º capítulo de Santos FC – Uma história contada em versos será publicada aqui, não percam!

Leia também:
Santos FC – Uma história contada em versos – 1º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 2º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 3º capítulo

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

9 ANOS DE MEMORIAL DAS CONQUISTAS!

Como o tempo passa rápido, parece que foi ontem, precisamente no dia 18/11/2003 estive na Vila Belmiro para conhecer o maravilhoso Memorial das Conquistas do Santos Futebol Clube que havia sido inaugurado no dia anterior.

De lá para cá muita coisa aconteceu, anos se passaram, eu já até perdi a conta de quantas vezes estive novamente no Memorial das Conquistas que completa hoje (17/11) seu 9º ano de existência.

Alguns postais e ingressos, recordações das visitas que fiz ao Memorial.

Algumas das diversas vezes que estive no Memorial das Conquistas

Naquele já distante 18/11/2003, mas ainda vivo na memória, além de conhecer o Memorial das Conquistas tive oportunidade de assistir um inusitado jogo-treino do Santos x Seleção Brasileira Sub-23 (pré-olímpica), infelizmente o glorioso perdeu para o time da CBF por 3×1 e se não bastasse tal derrota, o resultado  foi construído inclusive com gol de Robinho contra nós, naquela ocasião ele vestia a camisa amarelinha. Curiosamente o nosso atual capitão Edu Dracena também jogava por esta seleção que estava em fase de preparação.

Não faz muito tempo que estive novamente no Memorial, a última vez foi para ver a recém conquistada taça da Recopa Sul-Americana 2012:

É isso aí, desejo que o Memorial das Conquistas cada vez mais receba novas taças e muitos visitantes!

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

MEMBRO DO COMITÊ DE GESTÃO DO SANTOS FALOU E REVELOU DETALHES SOBRE A VENDA DE PH GANSO

Na edição de sexta-feira (16/11)  do programa JP Online Entrevista, Wanderley Nogueira recebeu nos estúdios da Jovem Pan Online o Sr. Álvaro de Souza, membro do comitê de gestão do Santos Futebol Clube.

Na entrevista, Souza falou e revelou detalhes sobre a negociação que culminou na venda do jogador Paulo Henrique Ganso. Para os torcedores, principalmente aqueles que não acompanham de perto os bastidores do clube, a entrevista é muito interessante e esclarecedora, clique na imagem abaixo para acessar a página que contém o vídeo da entrevista:

Wanderley Nogueira recebeu na Jovem Pan Online o Sr. Álvaro de Souza

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

PRÊMIO PUSKÁS 2012, VOTEM NEYMAR!

No dia 07/03 desembarquei do Grand Mistral (Navio do Centenário) e fui direto para Vila Belmiro, onde passei  todo o período da tarde aguardando a noite chegar, era dia de Santos x Internacional em jogo da Libertadores da América.

O Santos venceu o jogo (3×1) com um verdadeiro show do craque Neymar, autor dos 3 gols, sendo que dois foram verdadeiros gols de placa!

E um destes gols esta na lista dos 10 gols mais bonitos de 2012 divulgada pela FIFA esta semana e concorrem ao Prêmio Puskás, honraria que o príncipe da Vila conquistou no ano passado e poderá conquistar novamente este ano.

Veja abaixo o gol com o qual Neymar concorrerá ao Prêmio Puskás de 2012:

Foi realmente um golaço, assisti o jogo ao lado dos meus amigos Elton e Rafael, saímos de lá com a certeza que vivenciamos juntos mais um momento  histórico do glorioso Santos Futebol Clube e com a certeza de que mais uma vez um gol do craque Neymar estaria entre os mais bonitos do ano concorrendo novamente ao Prêmio Puskás.

Edmar Junior, Elton e Rafael numa noite de muita alegria, vitória do Santos com golaços do craque Neymar.

A FIFA abriu a votação para o público definir os três finalistas do Prêmio Puskás até o dia 29 de novembro. Cada pessoa poderá votar apenas uma vez. Assim que os três atletas forem definidos nesta primeira etapa, uma nova votação será aberta para escolher o campeão. O vencedor do Prêmio Puskás será conhecido no dia 07 de janeiro no evento de gala da FIFA, que também premiará o Melhor Jogador do Mundo de 2012.

Vamos lá, cliquem na imagem abaixo e acessem o link para votar no gol do craque Neymar:

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

RODRIGO LINHARES ENTREVISTOU MARINHO PERES!

Rodrigo Linhares ingressou na Rádio Paiquerê AM no ano de 2009. Durante um ano e meio, apresentou o “Paiquerê Futebol Memória”, programa líder absoluto de audiência no seu horário e o mais ouvido do rádio esportivo londrinense aos domingos (Fonte: IBOPE), sempre com gols históricos e entrevistas com craques do passado. Em maio de 2011, passou a apresentar o Plantão Paiquerê (aos domingos, das 10 às 14hs), abordando, não só toda essa parte histórica, como também o futebol atual.

Clique na imagem abaixo para acessar o post onde é possível escutar a entrevista que o Rodrigo Linhares realizou à poucos dias com o ex-jogador e ex-treinador do Santos Futebol Clube, Marinho Peres.

Marinho Peres e Edmar Junior

Por ora, é só! Até o próximo post.

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS | 3º CAPÍTULO |

O Blog DNA Santástico orgulhosamente apresenta o 3º capítulo de “SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS”, de autoria do torcedor santista Roberto Dias Alvares, cuja obra conta a história do glorioso alvinegro praiano na forma de versos em aproximadamente 700 estrofes no sistema de quadras, onde o primeiro verso rima com o terceiro e o segundo rima com o quarto.

Neste capítulo a obra abrangerá o período compreendido entre 1955 e 1959, apreciem:

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS
| 3º capítulo |

1955
Venceu o campeonato paulista.
Manga, Del Vechio, Negri, Pagão.
Era o inicio do domínio Santista.
Que muitas vezes seria campeão.

O time que se tornou campeão:
Manga, Hélvio, Formiga, Feijó e Ramiro
Tite, Negri, Del Vechio, Urubatão.
Pepe fechava o time de Vila Belmiro.

1956
A decisão do Campeonato Paulista.
Santos e São Paulo, o clássico Sansão.
Quatro a dois foi à vitória santista.
Sagrando-se o grande bicampeão.

A conquista do bicampeonato.
Mais importante, chegada de Pelé.
Foi então que de fato.
Este time encantou e deu olé.

Conquistou o troféu Gazeta Esportiva.
Como Taça dos Invictos era conhecida.
Vinte cinco jogos a invencibilidade viva.
A taça então lhe foi oferecida.

1958
O Santos e a nossa Seleção
mostraram que futebol é alegria.
Com Pelé, Pepe e Zito, campeão.
Fez o País dançar e cair na folia.

Na Copa, o mundo descobriu Pelé.
Coroado, do futebol o grande rei.
O maior ele realmente é.
Ainda hoje continua sendo, eu sei.

O País de Gales ficou em choque.
De costas Pelé mata no peito,
sobre o zagueiro um leve toque,
chuta macio no canto direito.

Contra a França, Pelé marcou
três gols dos cinco do Brasil.
Espetáculo pra quem acompanhou.
Um futebol como nunca se viu.

Contra a Suécia, a consagração.
A conquista do Mundial.
O Brasil de Pelé campeão.
O futebol tinha um rei afinal.

Cruzamento alto
no peito amortecido.
O lençol no zagueiro violento.
O arqueiro salta aturdido.
O chute, Pelé marca o tento.

O jogo termina enfim,
Em momento de rara beleza.
Pelé marca de cabeça, e assim,
confirmou a vitória com certeza.

No Rio-São Paulo, o Flamengo do Rio,
pelo Santos, impiedosamente goleado.
Sete a um no final foi o que se viu.
E o time carioca saiu humilhado.

Pelé, o camisa dez do Santos.
Seu corpo negro representa a nobreza.
A branco da paz, nos quatro cantos.
Desfila um futebol de poesia e beleza.

Na disputa do Paulistão,
cinquenta e oito gols Pelé fez,
mais um titulo de campeão.
Para a Vila Belmiro levou outra vez.

Santos e Palmeiras, consagrados.
Conhecido como “O Clássico da Saudade”.
Pelé e Ademir da Guia, iluminados.
Em seus clubes esbanjaram genialidade.

Rio-São Paulo, um jogo inesquecível.
Primeiro tempo Santos cinco a dois.
Mas o Palmeiras numa reação incrível.
Virou o jogo pouco tempo depois.

Segundo tempo Palmeiras seis a cinco.
A torcida em êxtase estava emocionada.
Mas o Santos com raça e afinco,
Dois gols de Pepe, conseguiu a virada.

Nesta partida eletrizante.
Torcedores não resistiram á emoção.
Não aguentando esta peleja fascinante.
Quem não resistiu foi o coração.

Começou ainda neste ano
um tabu que se tornaria inesquecível.
Por onze anos o alvinegro praiano
diante do Corinthians foi invencível.

1959
Neste ano de cinquenta e nove,
no Santos, só tinha craque.
A beleza do futebol que comove.
Pelé, Pepe e Pagão,
três Pês que formavam o ataque.
E a sina de ser sempre campeão.

Rio-São Paulo, vencido pela vez primeira.
Superando os grandes do futebol nacional.
Conquistou o Troféu Tereza Herrera.
Levando a taça de forma magistral.

A final do Rio-São Paulo opôs
Santos e Vasco duas grandes agremiações.
Um belo espetáculo o Santos compôs.
Pelé e Coutinho, três a zero para os campeões.

Na grande final, Santos e Botafogo
Troféu Tereza Herrera na Espanha.
Uma constelação de craques neste jogo.
Quatro a um, o Santos é quem ganha.

Contra o Juventus Pelé marcou,
gol de beleza fenomenal.
Quem viu, para o mundo contou.
A obra prima deste lance genial.

Pelé deu chapéus em três zagueiros,
Isso dentro da grande área, ele fez.
Encobriu também o goleiro,
concluiu de cabeça por sua vez.

A torcida se pôs de pé,
Aplaudindo o que viram ali.
Este gol marcado por Pelé,
chamou-se “Gol da Javari”.

Como diria Armando Nogueira:
Pelé é uma força intangível da natureza.
Atravessa seus marcadores,
é arco, é flecha certeira.
Quem te deu tamanha habilidade e grandeza?

 Autor: Roberto Dias Alvares

O Blog DNA Santástico na figura de seu mantenedor, Edmar Junior, reitera agradecimento ao amigo Roberto Dias Alvares pela confiança, parabeniza pela iniciativa e pela belíssima obra que homenageia e exalta o glorioso Santos Futebol Clube.

Em breve o 4º capítulo de Santos FC – Uma história contada em versos será publicada aqui, não percam!

Leia também:
Santos FC – Uma história contada em versos – 1º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 2º capítulo

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!