FALTAM APENAS DOIS PASSOS!

A CONCENTRAÇÃO

Nesta edição da Libertadores, quando o Santos esteve atuando fora do país, assisti a maioria dos jogos no Boteco da Vila, evento oficial do clube muito bem planejado e executado pela Santos Tour, mas ontem foi diferente, atendi convite do meu amigo Elton para assistir a batalha de Assunção (Cerro Porteño x Santos) em seu apartamento na companhia dele e de outros amigos em comum que também torcem pelo Santos. A recepção preparada pelo meu amigo Elton, que também responde pelo apelido Peixinho, não deixou nada a desejar, ele já havia nos avisado que iria reproduzir em seu AP uma versão personalizada do Boteco da Vila, e de fato quando eu e os demais amigos chegamos no local nos deparamos com uma decoração tematizada. Havia bandeira do Santos estendida no rack onde fica a televisão, na varanda tinha outra bandeira, sendo que esta também acabou cumprindo o papel de backdrop para foto que tirei com passaporte alvinegro em maõs e um cooler do Santos estava devidamente abastecido com cervejas.

Edmar Junior na frente do "backdrop" improvisado, cerveja gelada numa mão e passaporte alvinegro na outra!

Nas edições do Boteco da Vila sempre há exposição de taças conquistadas pelo Santos, já no AP do Peixinho ele mantém em um dos cômodos um fantástico memorial com vários itens relativos ao glorioso alvinegro praiano, tem de tudo lá, desde revistas, cds e dvds, passando por camisas autografadas até os famosos caixões do Luxemburgo e do time da Marginal que foram usados na Copa do Brasil de 2010 e no Paulistão de 2011 respectivamente, sendo que estes foram destacados em muitas matérias de jornais nas ocasiões supracitadas.

Peixinho e eu no "Memorial" Santástico dele!

Peixinho e eu no memorial santástico dele!

O item, porém, que sem dúvida chama mais atenção no acervo do meu amigo Peixinho pela raridade, daí sua importância, é uma caneca original do Jubileu de Ouro (1912 a 1962) do Santos Futebol Clube.

Para melhorar o que já estava excelente, antes do jogo eu e os demais amigos ainda fomos servidos com um saboroso Crock Messier (um lanche de forno recheado com mussarela e peito de peru) especialmente preparado para ocasião. Enfim, estava tudo perfeito para batalha que iríamos assistir logo em seguida.

No alto detalhes do memorial. Abaixo caneca do Jubileu de Ouro do Santos Futebol Clube e o saboroso Crock Messier especialmente preparado.

 O JOGO

A bola rolou, eu com copo de cerveja na mão ainda estava me acomodando no sofá, eis que logo aos dois minutos o Santos abriu o placar para alegria de todos, foi uma grata surpresa pelo gol ter saído tão rápido e também por constatar que o autor foi o atacante Zé Love que vinha num longo período de jejum sem marcar. Após o gol o Santos continuou bem e num despretencioso chutão para cima do zagueiro Edu Dracena, a bola caiu na frente de Neymar, mas antes dele conseguir chegar nela, o jogador Pedro Benítez tocou de cabeça para o goleiro Barreto, este por sua vez acabou protagonizando um lance atípico mandando a bola para o fundo da própria meta aos 27 minutos, o goleiro ficou morrendo de vergonha.

Se já não bastasse a vantagem que havíamos obtido no primeiro jogo, com 2×0 no placar a sensação de alívio já começava querer imperar, porém, aos 31 minutos César Benitez diminuiu o placar, daquele momento em diante o importante era virar o primeiro tempo ganhando, já nos acréscimos aproveitando um espaço vazio Arouca arrancou livre, eu com copo de cerveja na mão pressenti gol, rapidamente coloquei o copo no móvel ao lado para poder comemorar, ao mesmo tempo o monstro da Vila tocou para Neymar, não deu outra, o craque colocou a bola no fundo da rede marcando assim aos 46 minutos o terceiro gol santista e apliando a vantagem que a esta altura era enorme. Foi um primeiro tempo, que creio, nem mesmo o mais otimista dos santistas imaginava que viesse acontecer.

No segundo tempo o Santos relaxou, mesmo diante de uma missão extremamente complicada o Cerro Portenõ aproveitou-se disso e exerceu pressão, aos 15 minutos Juan Lucero marcou gol e Fabbro empatou aos 36 minutos. A vantagem do Santos ainda era boa, mas a pressão do Cerro continuava, causava um pouco de tensão e estendeu-se até quando enfim o árbitro (teve boa atuação) apitou o final da partida que terminou em 3×3 e marcou a classificação do glorioso alvinegro praiano, após 8 anos, para mais uma grande final da Taça Libertadores da América contra adversário que será definido na noite de hoje no confronto entre  Vélez Sarsfield-ARG e Peñarol-URU.

Durante a partida mais uma vez o bom lateral Jonathan sofreu contusão, infelizmente isto tem sido uma situação recorrente, o primeiro jogo da final esta previsto somente para o dia 15/06 até lá espero que o jogador se recupere. Já o capitão Edu Dracena, mesmo com toda sua experiência, conseguiu ser expulso no final da partida e não joga a primeira partida da decisão.

Infelizmente a violência se fez presente no estádio, no intervalo os torcedores do Cerro atiraram muitos objeto na torcida do Santos, esta precisou passar o segundo tempo acuada e expremida num canto da arquibancada. O técnico Muricy Ramalho também foi vítima da hostilidade paraguaia, houve um momento que um objeto não identificado chocou-se contra a cabeça do treinador. A Commebol como de costume, mais uma vez deverá ser complacente e não tomará nenhuma atitude como bem alertou o treinador Muricy ao final do jogo.

Sobre o duelo das musas abordado no meu post anterior, devido a classificação do Santos para grande final a musa Myriã Lívia em breve deverá cumprir sua promessa e presentear a nação santista com um novo ensaio sensual na Vila Belmiro. #ChoraLarissaRiquelme.

Myriã Lívia, em breve novo ensaio sensual na Vila Belmiro.

Embora meu empolgado amigo Peixinho tenha dito ontem que “não medirá esforços” para ir ao Japão assistir in loco o Mundial de Clubes no final de ano, é preciso ter cautela, ainda restam dois passos a serem dados, precisamos dar um passo de cada vez, conquistar primeiro a América e só depois começar a pensar no mundial.

E de tanto ler, falar e escutar a nação santista sobre a almejada conquista da América, acabei me lembrando de um filme que assisti há um tempo atrás:  “1492 – A Conquista Do Paraíso”. No filme, o renomado cineasta Ridley Scott (Gladiador) focaliza a descoberta e conquista da América pelo navegador Cristovão Colombo, em 1492. Os preparativos para a viagem, o primeiro contato com os índios, as intrigas palacianas e todos os detalhes da empreitada que mudou a história da humanidade são revelados no filme. Com elenco estelar liderado por Sigourney Weaver (Aliens, o Resgate), Armand Assante (O Juiz) e Fernando Rey (Viridiana) é uma superprodução imperdível.

1492 – A Conquista do Paraíso é uma verdadeira lição de história e de cinema, além disto conta com uma fantástica trilha sonora cuja faixa principal é uma triunfal música composta pelo músico grego Vangelis que passa todo um clima de realização, de vitória, ou seja, de conquista!

Nos meus devaneios (desejo que se tornem realidade) vejo o Santos conquistando o TRI da América. Posteriormente seria maravilhoso ter um DVD com imagens de toda a trajetória do Santos na competição tendo ao menos em algum momento como fundo musical a linda obra de Vangelis.

Enquanto aguardamos o adversário da final curtam um pouco de “1492 – A Conquista do Paraíso” e a linda música de Vangelis:

CERRO PORTEÑO-PAR 3 X 3 SANTOS
Barreto, Piris, Uglessich, Pedro Benítez e César Benítez; Cáceres, Júlio dos Santos, Burgos (Juan Lucero) e Ivan Torres (Iturbe); Fabbro e Bareiro (Nani) Rafael, Jonathan (Pará), Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Adriano, Arouca, Danilo e Elano (Possebon); Neymar e Zé Eduardo (Maikon Leite)
Técnico: Leonardo Astrada Técnico: Muricy Ramalho
Gols: Zé Eduardo, aos dois minutos, Barreto (contra), aos 27,  César Benítez, aos 31, e Neymar, aos 46 minutos do primeiro tempo. Juan Lucero, aos 15 minutos, e Fabbro, aos 36 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Iturbe, Uglessich (Cerro); Alex Sandro, Jonathan, Elano, Rafael e Edu Dracena (Santos)
Vermelho: Edu Dracena
Local: Estádio , General Pablo
Rojas em Assunção (PAR). Data: 1/6/2011. Árbitro: Wilmar Roldán (COL). Auxiliares: Abrahan González e Eduardo Diaz (COL).

E para você leitor como foi ontem antes e durante o jogo? E depois, comemorou muito?

Por Edmar Junior

Anúncios

2 Respostas para “FALTAM APENAS DOIS PASSOS!

  1. Ritta Karine
    Agradeço por suas palavras e pela visita ao blog!
    Santos sempre Santos!

    Curtir

  2. Ritta Karine

    Edmar, adorei seu blog, você com certeza representa muito bem o amor que os santista tem pelo nosso Santos. Além de ser super atencioso no Twitter, também passa no DNS Santastico uma vibração muito boa ! Parabéns querido (:

    Curtir

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s