Arquivo do dia: 23/03/2012

NUVENS, CHUVA, VITÓRIA E ALEGRIA!

Santásticos (as), assim que cheguei ao Pacaembu me defrontei com cinco caixas de luz contendo fotografias de nuvens enfeitando a Praça Charles Miller, em frente ao estádio.

Batizada de “Nuvem”, a instalação criada por Eduardo Coimbra é composta por cinco tótens de luz com imagens em “back-light”. Instalados em uma parte do gramado da praça, os painéis têm o intuito de promover aos visitantes que andarem entre eles, a experiência de estar, ao mesmo tempo, no céu e na terra.

A obra faz parte do edital Arte na Cidade, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, e ficará temporariamente na praça.

Instalação "Nuvem"

A instalação de fato é muito bonita, mas enquanto eu apreciava esta obra de arte as verdadeiras nuvens sobre o Pacaembu já apresentam discretos indícios de que também pretendiam de alguma forma participar do jogo Santos x Juan Aurich, pela Libertadores da América,  que seria disputado mais tarde.

Praça Charles Miller, final da tarde.

Mas naquele momento minha única “preocupação” era “molhar” as palavras, sendo assim, caminhei até o Bar da Praça, que fica na Praça Vilaboim – Higienópolis, ali pertinho do Pacaembu,  trata-se de um local agradável, que possui domínio da arte de tirar Chopp Brahma e que reúne muitos santistas em dia de jogo do Peixe no estádio do Pacaembu.

Fotos ilustrativas do estabelecimento.

Tomei alguns chopp´s, comi alguns petiscos e depois segui para o ponto de encontro na Banca de Jornal da entrada da Praça Charles Miller, ali encontrei inúmeros amigos como de costume e ficamos por lá conversando até a hora de entrar no estádio.

Após a resenha entrei no estádio, juntei-me a um grupo de amigos que havia entrado minutos antes e juntos com os demais membros da nação santista aguardamos o início da partida.

Nação Santista!

As Alvinegras da Vila e os mascotes Baleinha e Baleião marcaram presença como sempre.

O ambiente estava muito bom, a expectativa era que o Peixe aplicasse uma goleada no fraco time lá do Peru.

Galera na expectativa de um grande jogo!

Enfim os times entraram em campo e após cumpridas as formalidades pré-jogo os jogadores do Peixe se reuniram para um último momento motivacional enquanto a nação santista ecoava gritos de incentivo.

Logo em seguida a bola rolou, porém, não demorou muito para entrar em cena aquela que seria uma das grandes atrações da noite: a chuva.

São Pedro deve ter levado muito a sério o tão falado #MarBranco protagonizado pela nação santista, acho que aproveitou até aquelas nuvens da obra de arte instalada na Praça Charles Miller, carregou-as bem e mandou muita chuva, um verdadeiro dilúvio para lavar a alma dos santistas, melhor assim, afinal os gambás haviam jogado no próprio da municipalidade no dia anterior.

E  choveu até o final do jogo, alguns momentos com mais intensidade e em outros com menos, mesmo quem usou capa de chuva não conseguiu manter-se seco e evitar o frio, se não bastasse isto, quando o segundo tempo estava prestes a começar alguns refletores da iluminação do estádio se apagaram e tivemos que esperar cerca de mais 40 minutos para que o jogo fosse reiniciado.

Chuva e problemas à parte, em campo o que vimos durante o jogo foi um domínio total do Santos diante de um adversário retrancado e violento. Mas no final deu tudo certo, ganhamos por 2×0 com gols de Edu Dracena e do craque Neymar, conquistamos mais 3 pontos e a liderança do grupo.

Confira os gols nas imagens da SantosTV:

Tão logo o árbitro apitou o final de jogo, a chuva cessou. Eu, meus amigos e demais membros da nação santista estávamos ensopados, contentes e fazendo uma analogia com o intuito da obra de arte “Nuvem”, descrito no início deste post, deixamos o Pacaembu com a certeza de que torcemos para o melhor time que existe entre o céu e a terra!

Edmar Junior e amigos, só alegria!!!

E você leitor (a), assistiu o jogo? Estava no Pacaembu?

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior