UMA HISTÓRIA DE FUTEBOL

Santos Futebol Clube e Velez Sarsfield se enfrentam pelas quartas-de-finais da Taça Libertadores de América, no próximo dia 24 (quinta-feira), às 20h na Vila Belmiro. O Santos perdeu o primeiro jogo por 1 x 0, na Argentina, e precisa vencer por dois gols de diferença para passar às semifinais. Em caso de vitória por 1 x 0, haverá disputa de pênaltis.

O jogo provavelmente não será fácil, o Santos precisará mostrar o futebol arte e competitivo com o qual nos acostumamos e que não apareceu no primeiro jogo contra o Velez.

Em mais esta oportunidade, além de ser o time do futebol arte, o Santos terá que ser o time da virada, contra tudo e contra todos!

No momento, enquanto aguardamos o confronto, para já irmos entrando em clima de decisão compartilho com os leitores (as) um excelente filme curta-metragem,  onde um dos roteiristas é José Roberto Torero (escritor, cineasta, roteirista, jornalista, colunista e torcedor apaixonado do Santos Futebol Clube).

José Roberto Torero

No filme, o time infantil de futebol Sete de Setembro da cidade de Bauru vive a expectativa de disputar uma partida final em 30 de dezembro de 1950 contra o adversário Barão da Noroeste. A grande esperança do treinador Landão (mecânico, ex-futebolista, que manca de uma perna) de ganhar a Taça Júlio Ramalho é o jogador Dico. Quem narra a história é Zuza, companheiro de Dico no time e seu melhor amigo que, além da partida, relembra fatos da infância daquele menino que mais tarde, apelidado de Pelé, viria a se tornar o maior jogador de futebol do mundo.

Ladies and Gentlemen, com vocês: Uma História de Futebol.

Espero que tenham gostado do filme. Também desejo que Neymar & Cia estejam inspirados no próximo confronto contra o Velez, que o futebol arte do Santos mais uma vez prevaleça vitorioso, tal como tem sido e era na época de Dico, o nosso eterno Pelé.

Uma História de Futebol

Gênero: Ficção
Sub-Gênero: Infantil
Diretor: Paulo Machline
Elenco: Andréa Di Maio, Anselmo Stocco, Eduardo Santos, Frederico Betcher, José Rubens Chachá, Magda Miranda, Marcos Leonardo Delfino e Tina Rinaldi.
Narrador: Antônio Fagundes
Duração: 21 min
Ano: 1998
Bitola: 35mm
País: Brasil
Local de Produção: SP
Cor: Colorido

Ficha Técnica

Produção: Paulo Machline, Tony Gil
Fotografia: Lito Mendes da Rocha
Roteiro: José Roberto Torero, Maurício Arruda, Paulo Machline
Edição: Mark DeRossi
Som Direto: Renato e Valéria Calaça
Direção de Arte: Victor Lema Riqué
Trilha original: Marcelo Zarvos
Empresa produtora: Um Filmes
Cenografia: Victor Lema Riqué
Figurino: Patrícia Vieira
Produção Executiva: Tony Gil

Por ora, é só! Até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Anúncios

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s