Meninos da Fila

Na semana passada estive no Cine Roxy, situado no Gonzaga, em Santos. Fui prestigiar o Curta Santos – Festival de Cinema de Santos. O festival comemorou sua décima edição e teve como grande homenageado o Santos Futebol Clube em função de seu Centenário.

Quem também esteve por lá, foi o ídolo Neymar, pois o Curta Santos e o Cine Roxy, homenagearam o craque com uma estrela na “Calçada da Fama de Santos”. O camisa 11 do Peixe foi o segundo personagem, fora do meio do artístico, a receber tal homenagem. O primeiro também foi um ídolo santista: o Rei Pelé.

Crédito: Tito Wagner

Saiba mais no vídeo produzido pela SantosTV:

Após presenciar a homenagem ao craque Neymar, eu e o público que lá esteve, tivemos a oportunidade de assistir na sala 05 do Cine Roxy os filmes que integraram as mostras Curta Convidado, Curta Minuto e Curta Santos F.C., foram eles:

Curta Convidado

– VILA

Direção: Macaue
15’00” | Documentário | Digital | Cor | Santos – SP | 2012

Sinopse: O filme documentário “VILA” conta a história dos vizinhos do estádio da Vila Belmiro. Aqueles que viram o estádio ser construído. Aqueles que vivem dos jogos. Aqueles que não se mudam de lá por nada. Os jogadores e seus fãs. O tumulto em dia de jogo. A história de Dona Tuca, Maloca, Seu Maneco, Seu José Roberto, Dona Maria Helena, Seu Didi, Seu Constantino, Dona Onofra, Alemão, Léo, Alexandre, João Carlos, Paulo Roberto e Dona Nilza através deste filme documentário de curta metragem.

MOSTRA curta minuto

– SIMPLES FELICIDADE


Direção: Diego Moura

Sinopse: Uma única paixão é o que precisa para ser feliz, “Simples Felicidade” conta um dia na vida de um feliz torcedor santista.

– O MURO

Direção: Eduardo Virtuoso

Sinopse: No ano do centenário do Santos Futebol Clube, o artista plástico Paulo Consentino resolveu fazer no maior mural artístico do mundo, a maior declaração de amor, ao maior time do Mundo! O muro do CT Rei Pelé, com quase 1km.

– SANTOS, MEU PRIMEIRO AMOR…

Direção: Jonatahn Dup

Sinopse: Um torcedor apaixonado admirando seu amor.

MOSTRA CURTA SANTOS F.C.

– A MÍSTICA DO ALÇAPÃO

Direção: Cauê Goldberg
Produção: Ivan Baeta e Simone Menegussi
Entrevistas e roteiro: Mariana Serra
Edição de texto: Juliana Kucharuk
Orientação: Alessandra Pereira e Eduardo Rajabally

Sinopse: Mini documentário produzido pelos alunos do quarto ano de Jornalismo da Unisanta para a disciplina Telejornalismo V, neste curta o espectador poderá se encantar com as histórias que cercam a Vila Belmiro. Clique aqui para ter acesso ao filme!

– INVISÍVEIS DA VILA – OS CRAQUES DO SANTOS QUE VIVEM NO ANONIMATO

Direção: Manuella Tavares
Produção: Juliana Carrasco, Manuella Tavares e LG Rodrigues.
Entrevistas: Manuella Tavares e LG Rodrigues
Edição: Danilo Netto e Gabriel Martins
10’11” | Documentário | Digital | Cor | Santos – SP | 2012

Sinopse: Quem assiste a jogos de futebol está mais do que acostumado aos lances de tirar o fôlego. São dribles, jogadas fenomenais, gols antológicos e a história do Santos FC se une com a do futebol brasileiro. “Invisíveis da Vila” mostra quem são os personagens ocultos nesta trama, aqueles que correm contra o tempo para realizar o espetáculo do futebol santista. Este documentário apresenta histórias de peças fundamentais na Vila Belmiro e seus complexos. Clique aqui para ter acesso ao filme!

Curiosidade: O mantenedor deste blog, Edmar Junior, aparece rapidamente numa das cenas do filme Invisíveis da Vila.

– SANTOS PARA SEMPRE NA PELE

Direção: Bruno Curti e Lorraine Lopes
Fotografia: Bruno Santoni e Carla Soares
Produção: Juliane Corval e Renata Fernandes
Edição: Bruno Curti, Bruno Santoni e Lorraine Lopes.
Realização: Santoni Filmes

Sinopse: Em 1912 nasceu o time brasileiro mais conhecido do mundo, o Santos Futebol Clube. Durante anos, o clube fez história no futebol brasileiro, e com isso milhares de pessoas passaram a torcer pelo time. Alguns torcedores são tímidos, outros extravagantes, até mesmo exagerados. Mas todos têm em comum o fanatismo pelo Alvinegro Praiano. O documentário mostra a forma que alguns torcedores escolheram para se tornar, digamos, mais santistas. Independentemente da classe social, idade ou sexo, os personagens expressaram o amor pelo time na pele, através de uma tatuagem. O filme relata como foi a escolha de cada desenho, o local do corpo onde a tatuagem foi feita e o porquê os torcedores resolveram eternizar o amor pelo clube para sempre na pele.

– MENINOS DA FILA

Direção: Ciro Hamen
10’00” | documentário | digital | cor | Santos – SP | 2012

Sinopse: Depois de 1984, Santos amargou 18 anos sem ganhar títulos de expressão. Nesse tempo, uma geração inteira nasceu e cresceu sem poder gritar “É Campeão”.

vencedores

Na Mostra Curta Minuto o vencedor foi o SANTOS, MEU PRIMEIRO AMOR (Direção: Jonatahn Dup).

Já na Mostra Curta Santos F.C. o grande vencedor foi o MENINOS DA FILA (Direção: Ciro Hamen).

Diretor Ciro Hamen de MENINOS DA FILA recebendo o troféu de vencedor da Mostra Curta Santos F.C.

MENINOS DA FILA? SIM, EU FUI UM DELES!!!

Neste ponto devo ressaltar que me identifiquei muito com o filme dirigido por Ciro Hamen, pois eu também fui um MENINO DA FILA. Ao tentar relembrar minhas primeiras experiências como torcedor do glorioso Santos Futebol Clube fui remetido para 1983, naquele ano o Santos foi vice-campeão brasileiro, lembro de ter assistido o jogo final. Já no ano seguinte, 1984, o Santos conquistou o campeonato paulista, mas pasmem, não me lembro de absolutamente nada, naquele ano eu ainda era uma criança e houveram muitas mudanças na vida pessoal, minha família mudou de residência, eu mudei de escola, perdi contato com algumas crianças e fiz amizades com outras, durante algum tempo o futebol ficou em sei lá qual plano da vida.  Só voltei acompanhar novamente nas semifinais do campeonato paulista de 1986, mas o Santos acabou sendo eliminado.

O ano de 1987 foi o ano em que realmente passei acompanhar de forma mais contundente o Santos, foi neste ano que fui, levado pelo meu pai, pela primeira vez em um estádio e não foi num estádio qualquer, foi simplesmente o Urbano Caldeira, estádio do Santos Futebol Clube, na vila mais famosa do mundo, a nossa querida Vila Belmiro. Neste ano o Santos fazia boa campanha no Paulistão, liderou a tabela durante praticamente todo o campeonato, fiquei empolgado, assistia tudo que passava do Santos, lia tudo e registrava em folha de papel almaço, eu sabia tudo na ponta língua, onde foi o jogo, quanto foi, quem fez os gols, em que minuto e tempo da partida. Mas infelizmente fomos mais uma vez eliminados na semifinal, desta vez pelo SCCP, numa humilhante derrota por 5 x 1. Detalhe, o centroavante do time do Parque São Jorge fez 4 dos 5 gols deles e senão bastasse o tal jogador era o Edmar, que acabou sendo o artilheiro do campeonato, naquele fatídico dia eu quis mudar o meu nome.

Mas a vida seguiu! Na escola, como todo garoto santista da época, eu era zuado pelos garotos torcedores de outros times e foi assim durante muito tempo. Em 1995, após anos de fila, parecia que enfim o sofrimento iria acabar, comandado em campo pelo Messias Giovanni, o time do Santos resgatou o orgulho de ser santista, teve uma arrancada sensacional no Campeonato Brasileiro, com direito até a jogo épico, quem não se lembra de Santos 5 x 2 Fluminense no Pacaembu? Mas na final contra o time da estrela solitária o glorioso Santos Futebol Clube foi “operado” pelo árbitro da partida, que não merece nem ter o nome citado aqui. O Santos foi o CAMPEÃO MORAL, na prática ficou com o vice-campeonato e a fila continuou.

Vida que segue, em 1997 o Santos ganhou o Torneio Rio São Paulo, foi a primeira vez que gritei “É Campeão”, foi uma grande alegria!

Em 1998, novo título, desta vez ganhamos a Copa Conmebol.

Mas para imprensa marrom e para os “antis” estes não eram considerados títulos de expressão, na visão deles o Santos permanecia na fila e os torcedores santistas continuaram sendo zuados.

O sofrimento prosseguiu, estivemos perto de um título paulista em 2000, mais uma vez acabamos vice. Em 2001, sofremos um duro golpe, na semifinal do campeonato paulista contra o SCCP, tomamos um gol no último segundo, feito pelo jogador Ricardinho. Foi cruel, doeu demais!

Em 2002, já com 18 anos de fila, assim como uma Fênix que ressurge das cinzas, o grande Santos Futebol Clube ressurgiu comandado pelo técnico Emerson Leão e por uma nova geração de meninos, destaque para Diego e Robinho. Naquele ano o Santos Futebol Clube sagrou-se CAMPEÃO BRASILEIRO contra o SCCP, enfim  eu e uma geração inteira de meninos se livrou do estigma que nos acompanhou durante muito anos, deixamos de ser os meninos da fila e nos tornamos também, assim como nosso jogadores, os MENINOS DA VILA!

Veja o trailer de MENINOS DA FILA:

O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, parabeniza o diretor Ciro Hamen pela ideia, pelo trabalho, pelo resgate da memória de uma época sofrida, mas importante para o fortalecimento do amor de toda uma geração de torcedores pelo Santos, e claro, parabéns pelo troféu conquistado no 10º Curta Santos! Ah, obrigado também pelo exemplar do filme com o qual me presenteou lá no festival. #Valeu!

Dica do blog:

No dia 2 de outubro (terça-feira), às 20:00, no Café Millor, acontecerá o evento de lançamento do DVD do filme Meninos da Fila (vencedor do Curta Santos 2012 na categoria Curta Santos F.C) com a exibição do filme seguida por um debate com o diretor Ciro Hamen. Os DVDs serão vendidos ao preço de R$10,00.

Café Millor
Rua Marechal Deodoro, 7
Cep: 11060-401
Santos-SP

Em tempo, agradeço pelo convite ao Diretor de Produção J. Brassalotti e a toda equipe do 10º Curta Santos pelo brilhante trabalho realizado! 

Por ora, é só! Até o próximo post!

Edmar Junior

Anúncios

5 Respostas para “Meninos da Fila

  1. Prezado Juliano
    Infelizmente não tenho conhecimento sobre links disponíveis para os filmes que você mencionou.
    Obrigado pela visita ao blog e feliz 2013.
    Edmar Junior

    Curtir

  2. Juliano Marins Pedroso

    Amigo, sou de Araraquara/SP e pertenço a geração dos ‘Meninos da Fila’. Sei tanto quanto qualquer outro santista o que é sofrer e amar intensamente e incondicionalmente o Santástico, pois existem torcedores e existem santistas. E basta. Encarecidamente, peço algum link para assistir aos filmes acima, especialmente ‘Vila’ e, claro, ‘Meninos da Fila’.Fique com Deus e feliz 2013, com tetra-paulista, bi-copa do brasil e enea-brasileiro.

    Curtir

  3. Pingback: SANTOS PARA SEMPRE NA PELE | BLOG DNA SANTÁSTICO

  4. Olá Mitch Mckenna
    Aqui tudo bem! E contigo?
    O texto que você destacou faz parte da descrição de vídeo fornecida pela SantosTV. Eu concordo contigo, Neymar é um artista da bola, assim como o Rei Pelé, ambos protagonista do mais lindo futebol arte!
    O filme Vila é muito bacana, foi um dos que eu mais gostei, infelizmente ainda não há link disponível.
    Obrigado pela visita ao blog!
    Edmar Junior

    Curtir

  5. Olá
    Edmar

    Como vai? Tu está perdendo a mão, rapaz (brincadeira kkk) ” O camisa 11 do Peixe foi o segundo personagem, fora do meio do artístico, a receber tal homenagem.”

    O Neymar é um artista e ainda é arteiro. kkk

    Vou ver os curtas com carinho, sou fã de cinema. Pena que não vai passar na Capital. Se soube me dá um toque. Gostaria de ver o “Vila” que parece que não tem link.

    Um abraço

    Curtir

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s