Arquivo do dia: 11/10/2012

Torcedores Santásticos: Sr. Padilha e Sr. Mário Ono

Este é mais um post da série TORCEDOR SANTÁSTICO. Mas desta vez, ao invés de um, dois santistas serão os destaques!

                                          Crédito da Arte: RPN

Dias atrás, a convite do meu amigo Marcos, estive na residência dele na região da Av. Paulista, em São Paulo. Ele, torcedor do Santos, Pelézista confesso e ex-proprietário de bar temático sobre futebol convidou-me para ver alguns itens do seu fantástico acervo. Após a visita na qual fiquei encantado com tantos itens interessantes que integram o acervo do amigo Marcos, aproveitei que eu estava por ali e fui visitar um outro amigo, o José Carlos, este possui um Sebo (livraria que vende livros usados) na região, sempre passo por lá para procurar livros que relatem a gloriosa história do Santos Futebol Clube, nesta ocasião também aproveitei para perguntar ao José Carlos se ele conhecia algum lugar onde eu pudesse encadernar com capa dura um livro que tenho sobre o Rei Pelé, ele acabou me indicando uma encadernadora de propriedade de um tal Sr. Padilha, profissional com quem ele já havia realizado serviços para o Sebo.

Passado alguns dias, peguei o livro sobre o Rei Pelé (Eu Sou Pelé, Editora Linográfica – 1963) coloquei na mochila e fui procurar o tal Sr. Padilha no endereço indicado pelo meu amigo do Sebo.

Chegando lá fui recebido pelo próprio Sr. Padilha, com uma breve passada de olhos nas instalações da encadernadora logo constatei que eu estava diante de um torcedor do Santos Futebol Clube. Pronto, foi o suficiente para que uma relação inicialmente comercial se transformasse em mais uma amizade estabelecida à partir de uma paixão em comum pelo glorioso alvinegro praiano.

Sr. Padilha 

Itens alusivos ao Santos Futebol Clube na encadernadora do Sr. Padilha

Itens alusivos ao Santos Futebol Clube na encadernadora do Sr. Padilha

Após um bom bate-papo sobre o Santos e pagar ao Sr. Padilha pela encadernação do livro sobre o Rei Pelé, serviço que aliás ficou excelente, tirei as fotos acima e quando eu já ia me despedir o Sr. Padilha falou:

– Já que você gosta de tirar fotos sobre coisas do Santos, vou te apresentar para um amigo meu que tem um escritório Contábil aqui do outro lado da rua. Pode ser?

Eu respondi:

– Claro! Vamos lá!

Ele pegou o telefone e avisou o interlocutor do outro lado da linha telefônica que íamos dar um pulinho lá…

Atravessamos a rua e fomos recepcionados pelo Sr. Mário Ono, amigo do Sr. Padilha e também torcedor apaixonado pelo Santos Futebol Clube.

Assim como na encadernadora do Sr. Padilha, o escritório Contábil do Sr. Mário Ono também possui itens alusivos ao Santos Futebol Clube, mas em volume bem maior.

Itens alusivos ao Santos Futebol Clube no escritório Contábil do Sr. Mário Ono.

Itens alusivos ao Santos Futebol Clube no escritório Contábil do Sr. Mário Ono.

Destaque para foto do eterno ídolo Clodoaldo e Sr. Mário Ono

Itens alusivos ao Santos Futebol Clube no escritório Contábil do Sr. Mário Ono.

Sr. Mário One e o eterno ídolo Edu

Sr. Mário Ono e mais detalhes da decoração santástica do seu escritório Contábil.

Lá na encadernadora o papo santista já havia sido bom, já no escritório Contábil em trio o papo ficou ainda melhor, o Srs. Padilha e Mário Ono são grandes torcedores do Santos, além disso, são pessoas educadas e extremamente cordiais.

A vida é mesmo santástica, como mencionei no início do post fui visitar meu amigo Marcos, aproveitei e também passei no meu amigo José Carlos do Sebo (onde já comprei livros sobre o Santos), este por sua vez me indicou a encadernadora do Sr. Padilha, o qual acabei descobrindo ser torcedor do Santos e ele me apresentou o Sr. Mário Ono, este também mais um torcedor apaixonado pelo Santos!

Edmar Junior com Sr. Padilha e Sr. Mário Ono, felizes torcedores do glorioso Santos Futebol Clube.

Foi um grande prazer conhecer o Sr. Padilha e também o Sr. Mário Ono, parabéns para ambos pelo amor ao Santos Futebol Clube e por exercerem a “santisticidade” no dia-a-dia!

Banner Curso Trader Esportivo

Quer aprender a ganhar uma grana enquanto assiste aos jogos do PEIXE? Clique na imagem e saiba mais…


Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Ex-Diretor Social da Associação Movimento Resgate Santista
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do SFC)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.

  | 

Banner Trader Esportivo - 600 x 120 - Blog DNA Santástico

Anúncios

DONOS DA TERRA – HÁ 50 ANOS O SANTOS CONQUISTAVA O MUNDO!

Há 50 anos, 11 de Outubro de 1962, Estádio da Luz, em Lisboa, num jogo deslumbrante, o Santos goleou por 5 a 2 o Benfica (Bicampeão Europeu) e se consagrou o primeiro time brasileiro CAMPEÃO DO MUNDO.

Pelos comentários de jogadores, árbitro e imprensa publicados na contracapa do livro Donos da Terra (Odir Cunha, Realejo Livros – 2007) dá para ser ter uma ideia do impacto que aquela partida provocou no mundo do futebol.

“Um espetáculo. Foi uma noite excepcional do futebol. Mesmo perdendo por 5 a 2, nós não nos sentimos derrotados. Saí de campo com uma impressão diferente do que era futebol. O Santos era superior porque tinha jogadores excepcionais. O Santos tinha um time maravilhoso” (José Augusto, ponta-direita do Benfica e da Seleção Portuguesa).

“É muito difícil encontrar tanto craque, tanto jogador inteligente como naquele time. Comparo o Santos de 62 com a Seleção do Brasil de 70. Considero as duas melhores equipes de futebol que vi até hoje. A Seleção de 70 é a confirmação de um modelo de jogo que o Santos já demonstrava há muito tempo” (Antônio Simões, ponta-esquerda do Benfica e da Seleção Portuguesa).

Sim, neste momento o Santos é imbatível. Não me parece viável que algum time possa vencê-lo” (Vittorio Pozzo, técnico bicampeão mundial pela Itália em 1934 e 38).

“Em cada posição o Santos tinha jogadores extraordinários, mas foi o Pelé que fez mais. O Pelé é um jogador como ainda não conheci. Ele estava impossível de ser marcado” (Humberto, zagueiro-central do Benfica).

“Mas não era só o Pelé. Tinha o Pepe, o Zito, o Coutinho, o Dorval… Era uma equipe extraordinária” (Fernando Cruz, lateral-esquerdo do Benfica e da Seleção Portuguesa).

Capa do Livro Donos da Terra

“O Santos é uma equipe quase perfeita. Joga sereno, seus homens sabem se desmarcar e fazer passes, todos eles possuem um controle de bola excepcional” (Matt Busby, técnico do Manchester United).

Desde há muito acompanhando o Santos pela Europa, julgo-a a melhor equipe do mundo, superior, inclusive, àquela famosa do Honved (Gabriel Hanot, editor do L’Équipe).

“Foi a melhor partida que vi em toda a minha vida” (Pierre Schwinte, árbitro do jogo).

“O Brasil tem também o melhor clube do mundo” (France Football, França).

“O que se pode dizer do Santos? Ontem, qualquer equipe teria sucumbido sob sua potência” (Diário de Notícias, Portugal).

“Não há nem pode haver melhor” (Gazeta Esportiva, Brasil).

Assista no vídeo abaixo, edito pelo meu amigo Wesley Miranda, imagens emocionantes deste feito histórico do glorioso Santos Futebol Clube:

A exibição do Santos Futebol Clube na noite do dia 11/10/1962, sem dúvida, foi  a melhor atuação de futebol de uma equipe estrangeira em território europeu, a própria imprensa esportiva assim definiu a decisão do título do Mundial Interclubes daquele ano.

O Alvinegro da Vila Belmiro, Campeão das Américas, enfrentou o campeão da Europa, uma equipe poderosa, que tinha craques do quilate de Eusébio, Coluna e Simões em seu ataque e o goleiro Costa Pereira em sua meta.

Foi uma partida que permanece até hoje na memória não só dos jogadores que há 50 anos honraram a camisa do Alvinegro como também dos torcedores e dirigentes santistas que acompanharam de perto o espetáculo do futebol arte naquela que é tida também por muitos como a melhor apresentação do Rei Pelé.

A goleada pelo placar de 5 a 2 aplicada nos “encarnados” e que deu ao Santos o seu primeiro título mundial em pleno Estádio da Luz foi aplaudida de pé pelos torcedores portugueses, convictos de terem visto jogar uma das maiores equipes do futebol mundial em todos os tempos.

O onze praiano entrou em campo com Gilmar; Olavo, Mauro, Calvet e Dalmo; Zito e Lima; Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. O técnico era Luis Alonso, o Lula. Os autores dos tentos do Peixe foram Pelé (3), Coutinho e Pepe.

O saudoso dirigente Modesto Roma, após o jogo, afirmou categoricamente que: “O Santos hoje tem o mundo aos seus pés, isto tudo que se tem conseguido não apareceu por mero acaso, absolutamente, custou lágrimas, custou muito esforço, muitas noites de vigília. O Santos chegou a um ponto máximo no campo, porque teve também uma retaguarda firme em que a cooperação dos dirigentes se juntou ao esforço e entusiasmo dos associados. Dessa união e dessa compreensão é que surgiu ‘isso que aí está’. O Santos tem o mundo aos seus pés. Não se conseguiu essa posição por mero acaso, nem tampouco ela veio de graça, ao nosso encontro. Houve lágrimas de sangue”.

Nesta terça-feira (11/10/2012), no Memorial das Conquistas do Peixe, os ídolos Pepe, Lima e Mengálvio representaram os campeões em 1962, tiraram fotos com a taça e foram homenageados:

Parabéns ao Santos Futebol Clube pelos 50 anos deste grande feito e a todos que de alguma forma colaboraram e tornaram tão importante conquista uma realidade!!!

Colaboraram neste conteúdo Wesley Miranda (fotos e vídeo), Guilherme Guarche (em parte do texto) e SantosTV.

Por ora, é só! Deixe seu comentário e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!