Arquivo do mês: março 2013

FELIZ ANIVERSÁRIO CEJAS – 68 ANOS

Por Wesley Miranda
Wesley Miranda

O DNA ofensivo, que é a marca do Santos FC, acaba as vezes promovendo algumas injustiças nos setores defensivos, como a desse argentino pouco falado pela nova geração.

Agustín Mario Cejas, que completa 68 anos nesta sexta-feira (22/03), atuou na meta santista entre 1970 até 1974, disputando 253 partidas, dois a menos que o uruguaio Rodolfo Rodríguez, o que torna Cejas o 7º goleiro que mais atuou pelo Santos.

Cejas - Blog DNA Santastico

Cejas

Contratado junto ao Racing Club no fim de 1970 para que o torcedor esquecesse o ídolo Gylmar do Santos Neves que encerrava sua carreira, Cejas deu conta do recado e ficou marcado pela coragem e a raça!

Estréia de Cejas contra o Cruzeiro

Cejas estreou contra o Cruzeiro

Conquistou pelo Santos FC os títulos:

  • Torneio de Kingston na Jamaica em 1971;
  • 13º título Paulista pelo Santos em 1973, título esse dividido com a Portuguesa de Desportos devido um erro de contagem de Armando Marques. Cejas efetuou duas defesas de pênalti.

Em 1973, Cejas faturou a bola de Ouro da revista Placar, prêmio dividido com Ancheta do Grêmio.

Depois do Santos, Cejas jogou no argentino Huracán em 75, no Grêmio em 76 e em 76 mesmo voltou para o Racing, onde ficou até 1981. Ainda se transferiu para o River Plate e conquistou seu segundo título argentino, o primeiro foi com o Racing em 1966, clube que o revelou em 1962, onde também conquistou a Libertadores e o Mundial em 1967. 

Entre os melhores…..

Apesar de não ter a fama de escola de goleiros, o Santos teve na sua meta alguns dos maiores goleiros que já jogaram no Brasil. Para a grande maioria, Gylmar e Rodolfo Rodríguez encabeçam a lista dos maiores. Porém, já ouvi o ídolo Coutinho, dizer que o Cláudio foi o melhor, também opinião do ex jogador Abel e do ex-presidente Samir Jorge.

Mas do aniversariante em pauta, temos alguns fãs, casos como o jornalista Paulo Roberto Martins, que conta que Cejas superou Gylmar e foi mais completo que Rodolfo Rodrigues. Na lista de fãs do goleiro argentino também tem o roqueiro Supla, os jornalistas Michel Laurence, Eduardo Silva e José Carlos Guedes, e o publicitário Jayme Cerva.

As últimas informações (incertas) do ídolo santista não são boas. O ex-arqueiro sofre de Mal de Alzheimer.

Feliz aniversário e força CEJAS!!

bolosantosfc-26

No vídeo abaixo, uma grande “homenagem” um gol de Pelé contra o Cejas em um Brasil e Argentina. Reparem a principal característica do goleiro, que jogava adiantado, nessa época ele já era um goleiro consagrado:

Nesse  outro vídeo, o título paulista de 1973:

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior | Blog DNA Santástico

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

OUÇA “O SANTOS GANHOU”, NA VOZ DE FRANCISCO EGYDIO.

Em 1958, o cantor e compositor Francisco Egydio gravou um compacto dedicado ao seu time do coração. Lançado pela Odeon, o 78 RPM trazia de um lado o samba “O Santos ganhou” (Nilo Silva, Marzinho e Nandinho) e do outro lado o hino oficial do clube, “Glória ao Santos F.C.” (Carlos Henrique Paganetto Roma).

Francisco Egydio - Blog DNA Santastico

Francisco Egydio

Ouça aqui, na voz de Francisco Egydio,  o samba “O Santos ganhou”:

Saiba mais sobre Francisco Egydio

Francisco Egídio dos Santos (Francisco Egydio), cantor e compositor, nasceu em São Paulo-SP em 17/1/1927 e faleceu em 17/10/2007 na mesma cidade. Dos 14 aos 24 anos participou de programas de calouros em várias emissoras de rádio, entre os quais o Peneira Rodhine, da Rádio Cultura, de São Paulo, onde cantava sucessos da época, principalmente de Nelson Gonçalves, Francisco Alves e Orlando Silva.

De 1946 a 1950 serviu na polícia militar da Aeronáutica, de onde saiu como cabo. Em 1951 participou do concurso O Cantor dos Bairros, da Rádio Excelsior, de São Paulo, obtendo o primeiro lugar e contrato de experiência por três meses na própria emissora. Nessa época, a Rádio Excelsior passou para as Organizações Vítor Costa e assim ele foi incluído no seu quadro artístico.

Gravou pela primeira vez como cantor em 1953, na Copacabana, com as músicas Rascunho brasileiro (Polera) e uma versão do tango Sin palabras. Fez grande sucesso com a interpretação de Creio em ti, versão que lhe deu o troféu Roquete Pinto em 1960, ano em que deixou a Organização Vítor Costa.

Francisco Egydio - Creio em Ti - Blog DNA Santastico

Em 1966 viajou por Portugal e África, fazendo várias apresentações durante dois anos. De volta ao Brasil, excursionou pela Argentina, Uruguai e Paraguai. Em 1970 gravou sua própria composição Bamboleando, na Odeon. Também participou de filmes, como ator, entre os quais A marcha, de Osvaldo Sampaio, em 1972.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira – Art Editora – PubliFolha

Colaborou neste post:

Wesley Miranda

Wesley Miranda

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico
Clique na imagem e divirta-se!

MUSEU DO FUTEBOL – ARQUITETURA E REQUALIFICAÇÃO NO ESTÁDIO DO PACAEMBU

De autoria de Marianne Wenzel e Mauro Munhoz, publicação traz história do bairro e do estádio do Pacaembu (onde o Santos Futebol Clube conquistou o TRI da América e realizou memoráveis exibições), além do projeto de reciclagem do edifício frontal para o Museu do Futebol.

O lançamento do livro Museu do Futebol – Arquitetura e requalificação no Estádio do Pacaembu, acontece no dia 25 de março de 2013, segunda-feira, das 19 às 22h, no próprio Museu do Futebol.

Livro Museu do Futebol - Blog DNA Santastico

Editado pela Romano Guerra Editora e com coordenação editorial de Abilio Guerra e Silvana Romano Santos, o volume traz prefácio do santista José Miguel Wisnik, apresentação de Silvia Ferreira dos Santos Wolff, ensaio fotográfico de Nelson Kon e projeto gráfico de Darkon Vieira Roque e Clara Laurentiis.

O santista José Miguel Wisnik no Estádio do Pacaembu, São Paulo. - Foto Caio Guatelli

O santista José Miguel Wisnik no Estádio do Pacaembu – Foto Caio Guatelli

Sobre o livro
Inaugurado em 1940, o Estádio do Pacaembu é parte do projeto urbanístico desenhado nos anos 1920 pelo urbanista inglês Barry Parker para o bairro do Pacaembu, cuja topografia acidentada o estádio se ajusta com harmonia. O livro “Museu do Futebol” resgata a história do bairro e do estádio, e apresenta em detalhes o projeto de arquitetura de Mauro Munhoz para o Museu do Futebol, inaugurado em 2008 no edifício frontal.

Sobre os autores
Marianne Wenzel é jornalista (ECA-USP, 1999). Especializada em arquitetura, atualmente é editora da revista Arquitetura & Construção, da Editora Abril. Foi bolsista da fundação alemã Heinz Kühn Stiftung entre 2004 e 2005, período no qual colaborou com o jornal alemão WAZ. Em 2007, foi selecionada para a Summer Academy, programa de palestras da organização alemã InWent sobre ética e liberdade de imprensa para jovens jornalistas de todo o mundo. Em 2008, foi convidada a participar do curso Bauhaus – Vanguarda da Intercultura em Weimar, na Alemanha.

Mauro Munhoz é arquiteto e mestre em arquitetura (FAU-USP, 1982 e 2003). A pesquisa para sua tese, A borda d’água de Paraty: revitalização urbana sustentável a partir de seus espaços públicos de borda d’água, levou à criação da OSCIP Associação Casa Azul. Dessa iniciativa, e da necessidade de incluir a população paratiense nas discussões sobre revitalização urbana, nasceu em 2003 a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), da qual Munhoz é diretor geral e de arquitetura. O arquiteto teve inaugurada em 2008 sua primeira obra pública em São Paulo: o Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu.

Patrocinadores
Santander, Concremat e Imprensa Oficial do Estado

Apoio
Museu do Futebol

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

FELIZ ANIVERSÁRIO MARINHO PERES – 66 ANOS

Mais um grande ídolo da história do Santos FC faz aniversário, Marinho Peres, grande zagueiro do futebol brasileiro, campeão Paulista pelo Santos em 1973 e capitão da seleção brasileira na copa de 1974 esta completando 66 anos.

Marinho Peres e Edmar Junior

Marinho Peres nos tempos de Santos e ao lado com Edmar Junior

Mário Peres Ulibarri nasceu no dia 19 de Março de 1947 em Sorocaba SP. Fez 94 jogos pelo Santos marcando 5 gols. Atuou de 1972 a 1974. Teve destaque também como treinador.

Carreira como jogador

1965-1967: São Bento
1967-1971: Portuguesa
1972-1974: Santos
1974-1975: Barcelona (Espanha)
1976-1977: Internacional
1977-1978: Galícia
1978-1979: Palmeiras
1980-1981: América

Nessa ótima entrevista Marinho Peres conta alguns detalhes de sua carreira como jogador e também como treinador:

Nessa outra entrevista para uma TV de Sorocaba ele conta um pouco mais da atual condição do técnico no Brasil e a opção de se atuar como treinador fora do Brasil, além de contar um pouco da sua trajetória.

O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, deseja que Marinho Peres receba muitos abraços e saiba que viver é uma aventura, estar vivo é uma conquista diária e fazer aniversário é uma benção. Feliz aniversário!

bolosantosfc-26

CURIOSIDADE

Você sabia que o Santos Futebol Clube é único clube brasileiro que teve dois de seus jogadores erguendo como capitães a Taça da Copa do Mundo? Mauro Ramos em 1962 e Carlos Alberto Torres em 1970. Além disso, o Santos é o clube que mais teve jogadores como capitães da Seleção Brasileira em Copas do Mundo:

1930 – Preguinho – Fluminense
1934 – Martim Silveira – Botafogo 
1938 – Martim Silveira – Botafogo e Leonidas da Silva Flamengo
1950 – Augusto – Vasco 
1954 – Bauer – São Paulo
1958 – Bellini – Vasco 
1962 – MAURO RAMOS – SANTOS
1966 – Belini – São Paulo
1970 – CARLOS ALBERTO TORRES – SANTOS 
1974 – Piazza – Cruzeiro e MARINHO PERES – SANTOS 
1978 – Leão – Palmeiras 
1982 – Sócrates – Corinthians
1986 – Edinho – Udinese
1990 – Ricardo Gomes – Benfica e Jorginho – Bayer Leverkusen
1994 – Dunga – Vfb Sttugart, Jorginho – Bayern München e Raí – PSG
1998 – Dunga – Jubilo Iwata
2002 – Cafu – Roma 
2006 – Cafu Milan – Dida Milan – Ronaldo Real Madrid 
2010 – Lúcio Internazionale – Juan Roma

Colaborou neste post:

Wesley Miranda

Wesley Miranda

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

SANTOS X MIRASSOL – PAULISTÃO 2013

Santos Futebol Clube e Mirassol Futebol Clube jogam nesta quinta (21/03) às 21:00 na Vila Belmiro em mais uma partida do Paulistão 2013.

Santos x Mirassol - Paulistao 2013 - Blog DNA Santastico

Abaixo segue um interessante levantamento preparado pelo amigo Evaldo Rodrigues sobre este confronto.

O Santos já enfrentou o Mirassol 5 vezes, vencendo 4 e empatando a outra.

Segue resultados:

13/03/2008 – PAULISTA – SANTOS (C) 2 X 1 MIRASSOL
28/01/2009 – PAULISTA – SANTOS (C) 1 X 1 MIRASSOL
21/02/2010 – PAULISTA –  SANTOS (F) 2 X 1 MIRASSOL
19/01/2011 – PAULISTA – SANTOS (C) 3 X 0 MIRASSOL
18/02/2012 – PAULISTA – SANTOS (F) 3 X 1 MIRASSOL

Foram 11 gols a favor e 04 contra.

Interessante neste confronto que todos os gols foram marcados por jogadores que deixavam qualquer santista de cabelos em pé:

Zé Eduardo – 2
Wesley – 1
Roni – 1
Marcinho Guerreiro – 1
Maikon Leite – 1
Madson – 1
Kleber Pereira – 1
Juan – 1
Edu Dracena – 1
Borges – 1

A lista dos que mais jogaram:

Durval – 3
Edu Dracena – 3
Pará – 3
Elano – 2
Fabio Costa – 2
Germano – 2
Kleber Pereira – 2
Madson – 2
Molina – 2
Ganso – 2
Roberto Brum – 2

Germano (atuou pelo Santos em duas oportunidades contra o Mirassol) e Edmar Junior

Germano (atuou pelo Santos em duas partidas diante do Mirassol) e Edmar Junior

RAIOS

Dos raios apenas  Neymar enfrentou o Mirassol. Jogou apenas 01 vez e venceu por 3 a 1 no ano passado.

Um Reinado de Pura Magia - Blog DNA Santastico


Segue a lista dos técnicos que enfrentaram o time do interior:

Adilson Batista – 1
Dorival Junior  – 1
Leão – 1
Marcio Fernandes – 1
Muricy Ramalho – 1

Vai Pra Cima Deles Santos - Blog DNA Santastico

Colaborou neste post: 

Evaldo Rodrigues

Evaldo Rodrigues

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

ASSIM NÃO HÁ NEYMAR QUE AGUENTE

O texto que segue abaixo reproduzido no Blog DNA Santástico foi extraído de coluna originalmente publicada no site Ribeirão Preto Online.

O autor é o jornalista e ex-narrador esportivo Sr. Flávio Araújo, amigo que tive a honra de conhecer pessoalmente lá em Águas de Santa Bárbara, cidade na qual ele e meus pais residem.

Flavio Araujo - Blog DNA Santastico

Sr. Flávio Araújo

Sou fã do Sr. Flávio Araújo e dos seus textos, bem como também sou fã e me preocupo com o craque Neymar. Desejando que o jogador permaneça para sempre no Santos Futebol Clube, ainda assim creio que vale muito a pena uma reflexão sobre o que escreveu o experiente jornalista:

ASSIM NÃO HÁ NEYMAR QUE AGUENTE

Nunca houve no futebol brasileiro jogador que estivesse tão na boca do povo e do mundo futebolístico que conjuga cronistas, dirigentes, enfim todo um imenso conglomerado opinando sobre os passos de Neymar.

Praticamente todos julgando-se no direito de apontar caminhos para o atleta e com a grande maioria opinando sobre a necessidade do mesmo ir jogar na Europa para aprimorar-se.

Creio que em matéria de dirigentes só o pessoal do Santos quer que ele por aqui permaneça, mas também no seu próprio reduto existem aqueles que consideram ter sido errada a política ousada do presidente do clube segurando-o por mais tempo mesmo correndo o risco de vê-lo sair no ano próximo sem deixar nenhum retorno financeiro.

Essa atitude foi corajosa, mas temerária.

Tenho opinião a respeito e não vou deixar de expressá-la já que não considero que Neymar tenha adquirido sua plenitude e que para tal alcançar não é a Europa o caminho de mão única desejável.

Verdade mesmo é que as próprias características intrínsecas do futebol da Europa hoje tenham apenas laivos daquilo que era sua qualidade essencial.

Para o bem ou para o mal.

O futebol tipicamente europeu não existe mais, hoje é realmente uma geleia geral e a presença de estrangeiros de todas as partes do planeta influíram decisivamente para que as equipes fugissem de padrões naturais e mesmo quando as seleções se reúnem com os filhos da Pátria essa influência se faz sentir.

Se não com a intensidade existente nos clubes pelo menos com aquilo que muitos jogadores nascidos na Europa costumam assimilar no seu contato com importados que defendem suas equipes.

Há, porém, um lado que não se modificou e que funciona como uma espécie de máquina de triturar atletas.

É possível que a deslealdade não campeie nos gramados europeus de forma tão intensa como a que vemos, por exemplo, em jogos da Copa Libertadores da América, mas o jogo de contato físico e de choques violentos continua destruindo músculos com maior intensidade por lá.

São raras as exceções dos que voltam hígidos em seu físico depois de longas temporadas europeias.

O normal é que nos processos de adaptação os orientadores das equipes europeias pensem primeiro na necessidade de dar massa muscular aos seus atletas e isso tira dos mesmos, principalmente dos sul-americanos, suas características mais evidentes.

Ai está e não é necessário citar nomes o número elevado de jogadores que voltam da Europa mesmo ainda na fase da juventude estropiados fisicamente.

Tenho minhas dúvidas quanto ao possível sucesso de Lucas no futebol europeu e até muito mais de Neymar.

Nesse campo Messi é uma exceção e notem também que mesmo sendo muito difícil tomar-lhe a bola o melhor do mundo sabe desviar-se dos choques quando dispara ziguezagueando derivando de uma das extremas para o meio até encontrar ângulo para sua potente perna esquerda.

Que nunca tentando o enfrentamento pessoal e o drible curtíssimo que são armas de Neymar, principalmente quando atua na Vila Belmiro e diante de marcadores menos qualificados.

Não falo dos vícios futebolísticos da estrela santista, de sua busca incessante pelo choque teatral pelo espetáculo que provoca nas suas constantes simulações, algo que a Europa não aceita e ponto.

Messi, mesmo quando atingido luta ao máximo para manter-se em pé e quando não consegue não reclama, mas se pode vai em frente e sua meta é o gol enquanto que em Neymar é ainda o espetáculo que agrada acima de tudo a si próprio.

Para começar, ao descer no aeroporto de Barcelona, de Londres ou de Munique já haverá alguém esperando com a orientação de que primeiro será necessário dar-lhe massa muscular.

À sua primeira tentativa de cavar uma falta haverá um ohhhhh na torcida e aquelas vaias que recebeu em Londres se transformarão em rotina que o obrigarão a mudar de estilo ou fracassar.

Ai, se mudar, já não será o Neymar, a exemplo de Robinho que não é mais aquele garoto que entortava grandes zagueiros quando no Brasil e que na Europa nem busca mais as fintas esfuziantes que eram seu atributo principal e que o fizeram sonhar em ser o melhor do mundo em sua escalada europeia.

Pode até ter se tornado um milionário e se esse era seu fanal, tudo bem, mas melhor do mundo, jamais.

Uma última observação sobre Neymar: por mais saudável que seja e mesmo que seu físico fosse mais avantajado Neymar não vai suportar a vida que leva.

Neymar Cansado - Blog DNA Santastico

Seus compromissos com o futebol já estão se tornando algo secundário, começa a chegar atrasado em treinos, cumpre jornadas de eventos sociais e publicitários obrigatórios e se não os tem busca nas baladas um complemento inaceitável na vida de um atleta.

É preciso que ele esteja bem consciente: se é esta vida que mais lhe agrada tira da cabeça a ideia de ir jogar na Europa.

Por lá, atleta é atleta e tem que levar vida de atleta.

O que positivamente Neymar não está fazendo.

Flávio Araújo

||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||o||

Saiba mais sobre Flávio Araújo

Flávio Araújo, nasceu na cidade paulista de Presidente Prudente, lá iniciou sua carreira no rádio em 1950.

Depois militou no rádio esportivo e na imprensa esportiva da cidade de São Paulo cerca de 30 anos.

Trabalhou de 1957 até 1982 na Rádio Bandeirantes, onde se consagrou um maravilhoso narrador esportivo.

Flávio Araújo em 1960 narrando pela Rádio Bandeirantes, em Cáli, na Colômbia.

Encerrou suas atividades na cidade de São Paulo em 1986 na Fundação Cásper Líbero como Superintendente de Esportes da Rádio e TV Gazeta, nos tempos do saudoso Constantino Cury no comando do tradicional grupo de comunicação da Avenida Paulista.

Posteriormente trabalhou por mais 10 anos como comentarista esportivo na Rádio Central de Campinas-SP (de propriedade do ex-governador de São Paulo Orestes Quércia).

Flávio Araújo também foi co-proprietário da Rádio Cultura-AM de Poços de Caldas-MG.

A narração do milésimo gol do Rei Pelé escolhida pelos produtores do filme Pelé Eterno para integrar a obra é de Flávio Araújo.  Aliás, segundo Milton Neves, Flávio Araújo foi o locutor que mais narrou jogos do glorioso Santos Futebol Clube e gols do Rei Pelé.

Flávio Araújo e Milton Neves em 2001.

Ao longo de sua brilhante carreira transmitiu tudo sobre futebol, boxe, basquete e automobilismo.

Atualmente Flávio Araújo reside numa bela e tranquila cidade do interior paulista, onde ainda milita com histórias do futebol escrevendo colunas para sites e jornais.

Vale a pena conferir abaixo entrevista concedida, em 2009, por Flávio Araújo para André York do Programa Arremate Final. Contém áudios espetaculares de narrações de Flávio Araújo.

Parte 01:

Parte 02:

Bom, é isso aí! O Blog DNA Santástico, na figura de seu mantenedor Edmar Junior, agradece ao Sr. Flávio Araújo pela autorização para publicação de vossos textos no blog e parabeniza-lhe pelos excelentes serviços prestados ao esporte ao longo de toda sua trajetória.

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

NEYMAR PROMOVE NOVA LINHA DE CHUTEIRAS DA NIKE

A Nike lançou uma nova coleção pensando nos jogadores de pelada, de rua, que jogam entre amigos. Com as mesmas tecnologias avançadas das chuteiras do craque do Santos Futebol Clube e da Seleção Brasileira Neymar e também de Rooney e Iniesta. A linha FC247 trás inovação, design e estilo para quem curte bater bola com qualidade.

Neymar_Nike_Lunargato_II_18098

Neymar

Rooney e Iniesta - Blog DNA Santastico

Rooney e Iniesta

Estes craques já tiveram experiências no futsal, na rua, na escola e garantiram que isso ajudou muito na formação de suas ideias durante um jogo, além de contribuir para o desenvolvimento de sua técnica, velocidade e domínio de bola.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Divulgação/Nike

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!