O PAPINHA DA VILA

João Paulo de Lima Filho nasceu em 15 de junho de 1957 em São João do Meriti, região metropolitana do Rio de Janeiro.

De origem humilde, Joãozinho sempre batalhou e ajudou a família no que podia.

No começo dos anos 70, o franzino Joãozinho foi tentar a sorte no Pavunense F.C, no bairro carioca da Pavuna. Com pouco mais de 1.65m e 60 kg, sua habilidade acabou chamando atenção de pessoas ligadas ao São Cristóvão de Futebol e Regatas.

Em 1972 Joãozinho chegou ao Estádio Figueira de Melo e vestiu a camisa do time juvenil do São Cristóvão. No ano seguinte, 1973, o jovem talentoso perdeu sua mãe para sempre, amadureceu pelas dores da vida e deixou de ser Joãozinho. Além de jogar bola, João Paulo trabalhava no cais do porto, onde ajudava os estivadores na amarração das cargas.

O primeiro reconhecimento de seu exuberante futebol aconteceu quando foi enviado até a cidade de São Paulo para fazer testes no São Paulo Futebol Clube. Aprovado, não resistiu ao frio da cidade e a saudade de sua origem.

Em 1976 assinou seu primeiro contrato com o São Cristóvão, disputou de forma brilhante o campeonato carioca e abriu as portas para sondagens de outros clubes.

Quando o América-MG ofereceu 450 mil cruzeiros pelo seu passe, o talentoso ponteiro-esquerdo foi à Belo Horizonte para conhecer as dependências do clube. Enquanto isso, o Santos Futebol Clube entrou na parada e ofereceu 500 mil cruzeiros, obrigando a diretoria do São Cristóvão a repensar a situação.

Com a concretização do negócio, João Paulo novamente tomou o rumo da Dutra em direção a cidade de Santos em 1977. No caminho, orgulhoso lembrou que a camisa que lhe esperava tinha sido vestida por feras como Tite, Pepe, Abel e Edu.

Joao Paulo - Papinha da Vila - Blog DNA Santastico (6)

Apelidado de “Papinha da Vila“, João Paulo não demorou muito para conquistar a confiança dos torcedores do glorioso alvinegro praiano.

Joao Paulo - Papinha da Vila - Blog DNA Santastico (5)

Crédito: revista Placar.

Tinha como características marcantes a inteligência, passes e cruzamentos precisos, velocidade e dribles desconcertantes.

Joao Paulo - Papinha da Vila - Blog DNA Santastico (7)

Crédito: revista Placar – 6 de outubro de 1978.

Mas o Santos vivia um momento difícil, não conquistava título desde 1973 e já fazia algum tempo que o Rei Pelé havia parado, a torcida se mostrava impaciente pela falta de resultados e provocação dos rivais que insistiam em afirmar que o grande Santos havia acabado.

Joao Paulo - Papinha da Vila - Blog DNA Santastico (8)

Crédito: revista Placar.

Durante a disputa do campeonato brasileiro de 1977, o Peixe iniciou um processo de reformulação do elenco, vários garotos da base foram promovidos. 

Joao Paulo - Papinha da Vila - Blog DNA Santastico (1)

Sob o comando do técnico Chico Formiga, o Santos acabou conquistando de forma brilhante o Campeonato Paulista de 1978 com uma geração de jogadores que ficou conhecida como os “Meninos da Vila”.

Santos - 1978 - Blog DNA Santastico

Dois anos depois o Santos chegou ao vice-campeonato paulista de 1980 e João Paulo serviu o selecionado canarinho no Torneio de Toulon na França.

Joao Paulo - Papinha da Vila - Blog DNA Santastico (3)

Crédito: revista Placar – 6 de agosto de 1982.

Mais adiante com a saída de alguns jogadores importantes como Juary,  o time da Vila mais famosa do mundo precisou montar um novo time, isto ocorreu em 1983, ano em que João Paulo  também voltou a Seleção Brasileira.

Com Dema, Serginho Chulapa, Gilberto Sorriso, Pita e João Paulo entre outros, a equipe de Vila Belmiro chegou ao vice-campeonato brasileiro de 1983, cujo campeão foi o Flamengo de Zico & cia. No início de 1984, João Paulo acabou deixando o Santos, voltou ao Rio de Janeiro onde foi  jogar justamente pelo Flamengo.

Sua passagem pela Gávea foi apenas discreta e João Paulo foi para o Corinthians onde ficou por cerca de cinco anos.

No final dos anos 80, João Paulo teve uma séria contusão descoberta por uma tomografia: um fragmento de osso de 1,5 cm se soltou do fêmur e se instalou próximo a bacia. Foram quarenta dias afastado e nem mesmo a palavra amiga de Chico Formiga o deixava mais confortável.

Em 1990, o João Paulo foi negociado junto ao Palmeiras para a disputa do campeonato paulista. Com quase 33 anos nas costas e sem o mesmo pique de antes, atuou na meia esquerda do time de Palestra Itália e não chegou a encher os olhos da exigente “turma do amendoim”.

Depois de passagens pelo futebol japonês e pelo Grêmio Maringá,  João Paulo retornou a Vila Belmiro para encerrar sua trajetória pelos gramados.

Obs: algumas fontes registram também uma breve passagem pelo São José e pelo Náutico.

Joao Paulo - Papinha da Vila - Blog DNA Santastico (1)

Crédito: revista Placar.

João Paulo atuou no Santos no período de 1977 a 1983 e 1992, jogou 413 partidas, marcou 104 gols e conquistou os seguintes títulos:

– Campeão Paulista (1978);
– Campeão da Copa dos Campeões das Américas (1983);
– Campeão do Torneio da Cidade de Barcelona (1983).

Em 1992, montou uma escola de futebol, no bairro da Ponta da Praia, em Santos. Três anos depois, João Paulo foi treinador das divisões de base do alvinegro praiano.

Em 1997, foi convidado a integrar programas sociais da Secretaria de Esportes da Prefeitura de São Paulo, por meio da cooperativa Craques de Sempre.

Recentemente durante minha visita à cidade de Santos, por ocasião da celebração dos 50 anos do BIMUNDIAL do Santos Futebol Clube, tive a honra de encontrar o João Paulo nos arredores da Vila famosa!

Edmar Junior e João Paulo (o Papinha da Vila)

Edmar Junior e João Paulo (o Papinha da Vila)

Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Uma trilha sonora SANTÁSTICA para nação santista curtir enquanto navega:

SoundCloudSFC - Blog DNA Santastico

Clique na imagem e divirta-se!

Anúncios

2 Respostas para “O PAPINHA DA VILA

  1. Robertosantista

    Nilton Batata, ponta driblador.                                                                                                                      João Paulo, o papinha da Vila.                                                                                                                        Jogando com alegria e amor,                                                                                                                                      com os adversários faziam fila.

    João Paulo fez o passe
    Nilton Batata na deixada.
    Juari rolou com classe
    Pita bate, bola no canto colocada.
     Estes e outros versos estao na obra
    Santos FC uma historia em versos.

    Curtir

  2. Robertosantista

    Parabéns ao grande pomta esquerda João Paulo.
    Primeira geracao de meninos da vila.

    Curtir

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s