Exposição apresenta os santos padroeiros dos principais times do Brasil

Quem disse que futebol e religião não combinam? O Museu de Arte Sacra de Santos exibe  a exposição: “Todos os Santos Jogam“. A mostra enaltece a relação de clubes brasileiros e suas torcidas com a religiosidade. A ideia surgiu da parceria entre Ana Cristina Pazini Requejo, de 36 anos, e Cesar Augusto Moura Leite, 19 anos mais velho. “É uma temática popular. Ajuda a desfazer o paradigma de que museu é só para pessoas eruditas”, acredita a curadora.

Formada em administração, Ana esta há um ano no Museu de Arte Sacra do litoral santista. Por sua vez, Cesar trabalhava na Federação Paulista de Vôlei. Em 2003, foi contratado pela Federação Paulista de Futebol. Três anos depois, passou a tomar conta do museu da instituição. Os dois se encontraram em um curso de capacitação para museólogos, que aconteceu em fevereiro, em Piracicaba, cidade do interior de São Paulo. “Para concluir o curso, tínhamos que montar grupos e criar uma exposição”, lembra-se Cesar. “Sempre tive vontade de relacionar futebol com religião”, confessa Ana. “Futebol é por conta dele, religião é comigo”, completa.

A exposição vai acontecer em três salas. A primeira batizada de “A Proteção Sagrada” apresenta, no formato de um campo de futebol, a história de 20 padroeiros de clubes brasileiros, além de Nossa Senhora de Guadalupe e Nossa Senhora dos Anjos, padroeira das seleções do México e da Costa Rica, respectivamente. “Decidimos homenageá-las porque estão instaladas na cidade de Santos durante o período da Copa do Mundo”, esclarece Cesar. Em relação aos clubes brasileiros, São Jorge, do Corinthians, é um dos santos mais conhecidos. São Paulo, que dá nome ao próprio clube, é outro bem popular. De origem italiana, São Gennaro é o padroeiro do Palmeiras. O Santos Futebol Clube possui duas padroeiras. A primeira e oficial é Santa Rita. A segunda é Nossa Senhora do Monte Serrat. A santa é padroeira da cidade, porém, o ex-presidente do clube, Marcelo Teixeira, era tão devoto da divindade que a adotou também como padroeira do time.

Homenagem do site Bloglorioso a Nossa Senhora do Monte Serrat

Nossa Senhora do Monte Serrat

Caso semelhante ocorre no Rio de Janeiro com o Fluminense. A santa oficial do tricolor carioca é Nossa Senhora da Glória, no entanto, os torcedores adotaram João Paulo II, Papa recentemente canonizado, como padroeiro do clube. Isso graças à canção “A Benção, João de Deus”, que foi composta em homenagem ao Papa quando ele veio ao Brasil pela primeira vez, em 1980. A torcida do Fluminense canta, até os dias de hoje, a melodia durante os jogos. Os protetores dos outros três grandes clubes cariocas são: São Judas, do Flamengo, Nossa Senhora da Conceição, do Botafogo, e Nossa Senhora da Vitória, padroeira do Vasco da Gama.


Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do Santos)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Anúncios

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s