Arquivo do mês: agosto 2014

Uma raridade na forma de Manto Sagrado

Manto Sagrado - Paulo Gini - Blog DNA Santastico

Manto sagrado de 1959, usado por Pelé.

Veja no vídeo abaixo, o colecionador Paulo Gini exibe a raridade num programa de TV, emocionante:

Colaborou neste post: Marcelo Fernandes, membro da Assophis (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos).


 Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do Santos)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Cerebral Aílton Lira

Nascido no dia 19 de fevereiro de 1951, em Araras (SP), o cerebral Aílton Lira fez parte do time santista campeão paulista em 1978 e que ficou conhecido como os “Meninos da Vila”.

Aílton Lira - Blog DNA Santastico

No Peixe, Aílton Lira jogou de 1976 a 1979, destacou-se principalmente por sua inteligência e pelo seu talento nas cobranças de faltas e pênaltis, bem como pela qualidade de seu passe.

Colaborou neste conteúdo Wesley Miranda, membro da Assophis (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos).


 Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do Santos)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Um Furacão que passou pela Vila

Dino Furacao

Dino Furacão

Sem contar com o gripado Serginho Chulapa, o técnico Chico Formiga escalou em seu lugar Dino Furacão, que estava na Vila Belmiro por empréstimo junto ao São Bento de Sorocaba. E foi com o desconhecido atacante que o Santos goleou o Náutico por 5 a 0 na Vila Belmiro pela Copa Brasil, Campeonato Brasileiro de 1986.

O jogo

O Peixe abriu o marcador só aos 28 minutos do primeiro tempo, com Dunga. O capitão do Tetra acertou um belo chute cruzado.

Aos 46 minutos, entrava em cena Dino Furacão. O atacante partiu do meio campo, deixando o lateral Beto para trás e driblando o goleiro Rafael para marcar o segundo tento santista. Na segunda etapa, Dino marcou aos 10′, 24′ (pênalti) e aos 40′, fechando a goleada de 5 a 0 e chegando a artilharia do Santos no campeonato, com cinco gols. O atacante já tinha marcado um na vitória de 3 a 0 sobre o Operário MT.

Com o resultado, o Santos garantiu a classificação para a outra fase do Campeonato Brasileiro.

Curiosidades
Os quatro gols de Dino Furacão nos 5 a 0 de 1986 fez o glorioso baiano ser um dos maiores goleadores santistas de um jogo de brasileiro.

Neymar, na vitória de 4 a 1 contra o Atlético PR, em 2011, igualou a façanha.

Antes, Coutinho marcou os quatro tentos na vitória de 4 a 0 sobre o Sport Recife na Taça Brasil 1962 e Toninho Guerreiro, também contra o Náutico, na Taça Brasil de 1966, na vitória de 4 a 1. Guerreiro também marcou quatro gols contra o Bahia na vitória de 9 a 2 do “Robertão” de 1968. E Pelé com quatro gols contra a Portuguesa na vitória de 6 a 2 do “Robertão” de 1969.

1986

Santos Futebol Clube com Dino Furacão em 1986

VÍDEO:

Colaborou neste conteúdo Wesley Miranda, membro da Assophis (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos).


Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do Santos)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

Memórias de infância…

Antero Greco

“Memórias de infância marcam como ferro em brasa. Todos carregam pra sempre as lembranças dessa fase, boas ou ruins. Elas moldam o adulto. No futebol, minha geração ficou impregnada pela grandeza do Santos de Pelé e súditos do quilate de Gilmar, Zito, Coutinho, Mengálvio, Pepe, Dorval. Impossível não arrepiar, até hoje, só à simples menção dos nomes do Rei e de nobres da bola. Quem os viu em ação, simpatizantes ou adversários, não esquece.” Antero Greco

Santos CAMPEAO DO MUNDO 1962 - Blog DNA Santastico (2)

O grande Santos de Pelé & Cia.

Edmar Junior e Antero Greco

Edmar Junior e o Jornalista Antero Greco


Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do Santos)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS | 14º CAPÍTULO

O Blog DNA Santástico orgulhosamente apresenta o 14º capítulo de “SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS”, de autoria do torcedor santista Roberto Dias Alvares, cuja obra conta a história do glorioso alvinegro praiano e momentos importantes do futebol brasileiro na forma de versos em aproximadamente 700 estrofes no sistema de quadras, onde o primeiro verso rima com o terceiro e o segundo rima com o quarto.

Neste capítulo a obra abrangerá o ano 1974, apreciem:

SANTOS FC – UMA HISTÓRIA CONTADA EM VERSOS
| 14º capítulo |

 1974

Um a zero o São Paulo vencia.
Aí que Pelé usou de esperteza.
Cavou pênalti, que Brecha converteria.
Outra malandragem da realeza.

Sorrateiro, Pelé fingiu da área sair,
Virou-se correndo em direção ao goleiro.
Fez isso para o zagueiro iludir;
agarrado pelo beque em desespero.

Quando o zagueiro viu a bola segura,
nas mãos do goleiro, com tranquilidade.
Percebeu que Pelé com malandragem pura
tinha cavado esta penalidade.

Dois de outubro, a despedida.
Pelé pega a bola, ajoelha-se no gramado.
No Santos a missão estava cumprida.
Para sempre ele será lembrado.

Pelé - Despedida do Santos - Blog DNA Santastico

Mil noventa e um gols marcados,
a favor da equipe santista.
Ator principal de um time de iluminados.
Pelé, o maior e melhor futebolista.

A Vila Belmiro ficou pequena,
para conter tamanha emoção.
Pelé dá volta olímpica, que cena,
com a camisa listrada na mão.

O rei não conteve o choro.
Arquibancadas, sentimento profundo.
A torcida gritava em coro
o nome de Pelé, o maior do mundo.

Pelé - O Adeus - Blog DNA Santastico

Depois disso, o encanto e a magia,
nunca mais seriam iguais.
Mas, uma parte delas voltaria.
Nos pés de meninos geniais.

O Santos teve de aprender,
a continuar a vida sem Pelé.
Foi sofrido, mas voltou a vencer.
Ser grande sua vocação é.

Autor: Roberto Dias Alvares

O Blog DNA Santástico na figura de seu mantenedor, Edmar Junior, reitera agradecimento ao amigo Roberto Dias Alvares pela confiança, parabeniza pela iniciativa e pela belíssima obra que homenageia e exalta o glorioso Santos Futebol Clube.

Em breve o 15º capítulo de Santos FC – Uma história contada em versos será publicada aqui, não percam!

Leia também:
Santos FC – Uma história contada em versos – 1º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 2º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 3º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 4º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 5º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 6º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 7º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 8º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 9º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 10º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 11º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 12º capítulo

Santos FC – Uma história contada em versos – 13º capítulo


Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do Santos)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

O gol mais bonito de Pelé e o soco no ar

No dia 2 de agosto de 1959 o glorioso Santos Futebol Clube venceu o Juventus na Rua Javari, nesta partida o Rei Pelé marcou o mais belo gol da carreira segundo avaliação dele mesmo. Foram 3 chapéus consecutivos em jogadores de linha, depois também encobriu o goleiro Mão de Onça e finalizou o lance com uma bela cabeçada.

Infelizmente o gol não foi registrado por câmera de televisão. No filme Pelé Eterno foi preciso reproduzir o lance por meio de tecnologia.

Se depender dos relatos de quem afirma ter visto o gol das arquibancadas do estádio naquele dia, pode se dizer que o estádio da Rua Javari então teve seu recorde de público. Hoje em dia, em tom de brincadeira, dizem que haviam 100.000 pessoas no estádio, todo mundo diz ter visto in loco o gol mais belo da carreira de Pelé, mas o detalhe é que na época o estádio comportava apenas cerca de 10.000 pessoas.

Em 2010, durante uma entrevista o ex-goleiro Mão de Onça relembrou o lance:

– Aos 36 minutos do segundo tempo, o Santos já vencia por 3 a 0. Antes da risca do meio-campo, o Pelé já saiu em disparada. Eu gritei para o Julinho: “Olha o Cão, atenção!”. Eu chamava o Pelé de Cão… Pensei que o Julinho ia cortar de cabeça, mas o Pelé matou no peito, tirou a bola, já o encobriu… Depois foram os outros. Fiquei por último… Quando eu levantei, com a bola lá dentro, o Rei comemorando, aquela gritaria toda no estádio, o Clóvis estava debaixo do gol. Se jogou lá, tentando tirar a bola. Olhei para ele e disse: “Pô, como é que pode esse cara meter um gol assim, dessa maneira?” Ele me respondeu: “Esse aí é o diabo em forma de gente!”. O Julinho ainda falou: “A bola estava no meu peito. Quando vi, sumiu!” – disse o ex-goleiro.

O Juventus é carinhosamente conhecido como “Moleque Travesso” denominação que ganhou e adotou após uma vitória surpreendente diante do time da Marginal em 1930, de lá para cá muitas foram as travessuras. Mas naquele 2 de agosto de 1959, quem aprontou foi o Rei Pelé, confira no vídeo abaixo:

O feito motivou que fosse erguido, em 2006, um busto em homenagem ao Rei do Futebol nas dependências do estádio.

Edmar Junior diante do busto em homenagem ao Rei Pelé no estádio da Rua Javari

Edmar Junior e o campo onde o Rei Pelé fez o mais belo gol de sua carreira.

Segundo o ex-goleiro Mão de Onça, naquele 2 de agosto de 1959, o Rei Pelé estava visivelmente irritado com a perseguição da torcida do Juventus, fez então o mais belo gol de sua carreira, uma verdadeira travessura, ao final do jogo todos renderam-se a sua genialidade e o aplaudiram.

Pelé o soco no ar

E foi também na comemoração deste antológico gol que o Rei do Futebol fez pela primeira vez o gesto que marcou sua carreira: o soco no ar.

Foto: Domício Pinheiro/AE

Foto: Domício Pinheiro/AE

A Santos TV conta essa história com depoimentos do próprio Pelé e também de Lima, que na época defendia as cores do Juventus:


Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do Santos)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!