Arquivo da tag: LIBERTADORES

#03ANOSDOTRI

Há 03 anos o Santos Futebol Clube conquistava o TRI da América!

03ANOSDOTRI - Blog DNA Santastico

Veja também:

TRICAMPEÃO DA AMÉRICA, UM SONHO REALIZADO!


IMAGENS TRI-EMOCIONANTES!


FESTA DO TRI, NÃO CANSO DE COMEMORAR!


HOMENAGEM TRI ANIMADA!


Por ora, é só! Deixe seu comentário (você pode inclusive usar seu perfil do Facebook para isto) e até o próximo post!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Torcedor do Santos FC por hereditariedade.
– Sócio do Santos FC desde 08/2006.
Diretor Social na Associação Movimento Resgate Santista.
– Membro da ASSOPHIS (Assoc. dos Pesq. e Historiadores do Santos)
Membro da Confraria do Futebol Paulista/Por um Futebol Melhor
– Membro do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)
Colecionador de livros sobre o Santos FC e seus ídolos.
Campeão do Quiz do Torcedor no Navio do Centenário.
Mantenedor do Blog DNA Santástico.
Mantenedor do Blog Miscelânea Santista.

 

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

ADEUS VÉLEZ!

Bastante ansioso para o jogo entre Santos x Vélez Sarsfield-ARG e não desejando pegar trânsito, parti cedo de São Paulo para Santos, cheguei no início da tarde, encontrei uma Vila Belmiro tranquila.

Vila Belmiro, tranquila no início da tarde.

Dirigi-me a Administração e Secretaria Social do clube para rever amigos e tratar alguns assuntos. Deslocando-se pelas dependências da Vila famosa tive a honra de encontrar o Sr. Maneco, o mais antigo funcionário do Santos Futebol Clube, sempre brinco dizendo-lhe que  é o “dono da Vila”.

Edmar Junior e Sr. Maneco, o “dono da Vila”.

Também fiz mais uma visita ao Memorial das Conquistas, desta vez para apreciar a recém conquistada Taça do Paulistão 2012 e a exposição Pelé: Futebol e Arte, que também faz menção honrosa ao craque Neymar.

A Taça do Paulistão 2012

Lá mesmo no Memorial visitei o stand da revelaWeb, conheci os produtos oficiais comercializados e até adquiri uma foto muito bacana onde apareço ao lado do histórico time dos sonhos do Santos Futebol Clube.

Folder da revelaWeb

Enquanto aguardava a foto ficar pronta conheci uma turma de santistas bem divertida que estava por ali:

Santistas e o representante do stand da revelaWeb

Quando deixei o Memorial, os arredores da Vila já estavam ficando bem movimentados, alguns sócios formavam uma fila para serem atendidos pela Ouvidoria / Secretaria Social, nos bares os torcedores já molhavam as palavras, ali por perto encontrei o eterno ídolo Dorval.

Eterno ídolo Dorval e Edmar Junior, nos arredores da Vila famosa.

Mais tarde, fiquei na tradicional resenha no Bar do João (ponto de encontro com amigos) até o ônibus do Santos chegar, a euforia na chegada da delegação santista mais uma vez foi empolgante, mas houve um momento de tensão, devido atuação desnecessária, truculenta e despreparada da PM, felizmente não houve grandes consequências.

Euforia para receber a delegação santista!

Já dentro do estádio, a torcida santista aos poucos foi ocupando todos os espaços e quando o time entrou em campo a festa sensacional.

Foto: Divulgação Santos FC

Foto: Divulgação Santos FC

Já o jogo, este foi tenso, o torcedores cantaram, incentivaram, tiveram paciência, vibraram e principalmente sofreram muito durante os 90 minutos. O Santos novamente não fez uma partida exuberante e o Vélez mais uma vez marcou de forma implacável, mesmo jogando boa parte do tempo com um jogador a menos, pois teve seu goleiro titular expulso no final do primeiro tempo.

Com os corações apertados, assistindo o time tocar bem a bola, mas sem levar muito perigo ao time argentino e sentindo que a classificação estava em risco, a torcida santista cantou pedindo a entrada do guerreiro Léo, não demorou muito e o técnico Muricy atendeu o pedido, o baixinho entrou e mudou a história do jogo com sua garra e principalmente com sua participação na jogada que resultou no gol de Alan Kardec aos 32 minutos do segundo tempo, um alívio ao menos temporário, pois o jogo seguiu Santos 1 x 0 Vélez até o fim, fato que resultou na sempre angustiante decisão por pênaltis, mais um verdadeiro teste para cardíacos.

Quando o guerreiro Léo partiu para cobrar seu pênalti, o Vélez já havia cobrado quatro e perdido dois, um inclusive com defesa do goleiro Rafael, por outro lado o Santos já havia cobrado três e convertido todos em gols (Alan Kardec, Ganso e Elano), o ídolo da nação santista bateu firme e decretou a classificação do glorioso Alvinegro Praiano para fase semifinal da Libertadores, cujo próximo adversário será o rival alvinegro da capital.

Guerreiro Léo

Confira o gol e os pênaltis:

Eu, amigos (as) e toda a nação santista celebramos muito a classificação.

Edmar Junior e amigos, celebrando a classificação!

Não foi fácil, desta vez não deu na base do futebol arte como estamos acostumados, mas seguimos firmes na competição em busca do sonhado tetra.

Em busca do Tetra!

Por ora, é só! Até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!

UMA HISTÓRIA DE FUTEBOL

Santos Futebol Clube e Velez Sarsfield se enfrentam pelas quartas-de-finais da Taça Libertadores de América, no próximo dia 24 (quinta-feira), às 20h na Vila Belmiro. O Santos perdeu o primeiro jogo por 1 x 0, na Argentina, e precisa vencer por dois gols de diferença para passar às semifinais. Em caso de vitória por 1 x 0, haverá disputa de pênaltis.

O jogo provavelmente não será fácil, o Santos precisará mostrar o futebol arte e competitivo com o qual nos acostumamos e que não apareceu no primeiro jogo contra o Velez.

Em mais esta oportunidade, além de ser o time do futebol arte, o Santos terá que ser o time da virada, contra tudo e contra todos!

No momento, enquanto aguardamos o confronto, para já irmos entrando em clima de decisão compartilho com os leitores (as) um excelente filme curta-metragem,  onde um dos roteiristas é José Roberto Torero (escritor, cineasta, roteirista, jornalista, colunista e torcedor apaixonado do Santos Futebol Clube).

José Roberto Torero

No filme, o time infantil de futebol Sete de Setembro da cidade de Bauru vive a expectativa de disputar uma partida final em 30 de dezembro de 1950 contra o adversário Barão da Noroeste. A grande esperança do treinador Landão (mecânico, ex-futebolista, que manca de uma perna) de ganhar a Taça Júlio Ramalho é o jogador Dico. Quem narra a história é Zuza, companheiro de Dico no time e seu melhor amigo que, além da partida, relembra fatos da infância daquele menino que mais tarde, apelidado de Pelé, viria a se tornar o maior jogador de futebol do mundo.

Ladies and Gentlemen, com vocês: Uma História de Futebol.

Espero que tenham gostado do filme. Também desejo que Neymar & Cia estejam inspirados no próximo confronto contra o Velez, que o futebol arte do Santos mais uma vez prevaleça vitorioso, tal como tem sido e era na época de Dico, o nosso eterno Pelé.

Uma História de Futebol

Gênero: Ficção
Sub-Gênero: Infantil
Diretor: Paulo Machline
Elenco: Andréa Di Maio, Anselmo Stocco, Eduardo Santos, Frederico Betcher, José Rubens Chachá, Magda Miranda, Marcos Leonardo Delfino e Tina Rinaldi.
Narrador: Antônio Fagundes
Duração: 21 min
Ano: 1998
Bitola: 35mm
País: Brasil
Local de Produção: SP
Cor: Colorido

Ficha Técnica

Produção: Paulo Machline, Tony Gil
Fotografia: Lito Mendes da Rocha
Roteiro: José Roberto Torero, Maurício Arruda, Paulo Machline
Edição: Mark DeRossi
Som Direto: Renato e Valéria Calaça
Direção de Arte: Victor Lema Riqué
Trilha original: Marcelo Zarvos
Empresa produtora: Um Filmes
Cenografia: Victor Lema Riqué
Figurino: Patrícia Vieira
Produção Executiva: Tony Gil

Por ora, é só! Até o próximo post!

Edmar Junior

Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog DNA Santástico no Facebook!!!